((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

AS SEMENTES ESTELARES POR O.M. AÏVANHOV

***
26-07-2009 
 
***
O.M. AÏVANHOV – 26-07-2009 

E bem, caros amigos, estou extremamente contente de reencontrá-los e ver que são muito numerosos os que não conheço ainda a vir aqui.

Então, como o sabem, meu modo de participar, com o melhor que posso, para sua evolução, é sempre colocar questões, porque as questões, para mim, se referem também àqueles que não as colocam, obviamente.

Então, esta noite, as coisas são um pouquinho especiais, porque, obviamente, vamos abrir um espaço de questionamentos, como de hábito, mas essa noite isso será orientado de maneira mais precisa, eu diria, sobre o que eu chamaria, o que vocês chamam, o que nós chamamos, todos, de Luz, porque essa palavra é extremamente importante.

Então, vou começar, se querem, por coisas extremamente importantes.
Primeiro, para muitos seres humanos, encarar a Luz é algo que se imagina ver, de olhos fechados, ou ver o sol.

Vocês se lembram talvez que, em minha vida, eu era extremamente assíduo frente à Luz do sol nascente, porque eu captava a Essência e eu propunha a muitos seres humanos viver isso, porque, naquela época, regar-se à Fonte Solar era regar-se à Fonte, ao Cristo e a Miguel, que estão presentes na irradiação do Sol e na qualidade energética do Sol.

Então, o ser humano pensou, e pensa muito naturalmente, que a Luz é algo que se vê.
Isso é, já, incompleto, porque muitas pessoas, quando fecham os olhos, veem a Luz, não é? Na meditação ou não na meditação, mas esta Luz que vocês veem não é a Luz, ela é o reflexo da Luz, ou seja, é uma Luz que é refletida pelo espelho que é seu cérebro.

A verdadeira Luz não é visão.
A verdadeira Luz é Vibração.

Agora, a Luz existe em inúmeros planos.
A forma, a constituição e a Vibração da Luz não são as mesmas, de acordo com as dimensões, isso é muito importante a compreender.

A própria organização da Luz, através do que vocês chamam, nesta dimensão, de glóbulos de vitalidade, o Prana, nada tem a ver com a organização das partículas de Luz situadas, por exemplo, na quinta dimensão que, lá, são chamadas Agni Deva ou partículas Adamantinas. Isso estritamente nada tem a ver. A estrutura da Luz, nas dimensões muito mais etéreas que a sua, não se apresenta de forma alguma do mesmo modo.

Esse é um aspecto, ainda uma vez, eu diria, supra sensorial ligado a um fenômeno de visão que não recorre à visão ocular, mas, retenham bem que a Luz é, antes de tudo, Vibração, sem o que vocês arriscam tomar, como o disse há pouco o Cabeça de Caboche [canal Jean-Luc], bexigas por lanternas [expressão idiomática traduzida ao pé da letra, que significa enganar-se redondamente].

Nem tudo o que brilha é ouro. Nem tudo o que é visto é da Luz.
Hoje, nesses tempos perturbados que vocês vivem, querem fazê-los passar muitas coisas para a Luz.

Não basta dizer «eu vi a Luz» para ser a Luz.
Não basta ver a Luz para dizer que isso é da Luz, em todo caso, no sentido espiritual, e eu sei que muitos seres humanos se queixam de não ver quando têm os olhos fechados ou quando estão em meditação.

Para estes, eu diria que vocês são abençoados, e, sim, porque, a partir do momento em que vocês não são enganados pelo sentido da visão, mesmo de olhos fechados, quando vocês não veem mais cores, quando vocês não veem mais Luzes, vocês estarão muito mais sensíveis ao aspecto fundamental da Luz, que é a Vibração.

Então, dizem, obviamente, que a Luz é Amor, mas o Amor também é Vibração.
O Amor que vocês empregam em palavras não é o Amor.
O Amor é, antes de tudo, uma Vibração percebida no coração.

Agora, obviamente, as características da Luz podem dar formas e cores, assim como o disse o Arcanjo Anael, há alguns meses, junto a vocês.

É importante também compreender, mas, fundamentalmente, a Luz é Vibração, e eu os coloco em guarda com relação a isso, quer dizer que, se ao nível dos fenômenos que chegam sobre a Terra, um fenômeno se manifesta por Luzes no céu e não há Vibração percebida no Interior de sua estrutura física, e mesmo sutil, em seu corpo de densidade o mais pesado, naquele momento, isso quererá dizer que não é da Luz.
É tão simples assim.

Agora, se você percebe uma Vibração que entra em sua cabeça e que desce em seu coração, mesmo se nada vê, essa é a Luz. O supramental, assim como o definiu o plano de la Cità, como o chamaria Sri Aurobindo, corresponde a planos de Luz que, à época de sua vida, eram extremamente distantes da consciência comum do ser humano. Em minha vida, há ainda aproximadamente 30 anos, a Luz, eu podia encontrá-la no Sol, mas, hoje, a Luz vem a vocês.

Isso quer dizer o quê, que a Luz vem a vocês?
Que uma Vibração nova está se aproximando de sua consciência, de sua humanidade e da Terra, mas, também, dos planos espirituais onde nós evoluímos.

Há um fenômeno de transformação que é extremamente importante que chega, e que apenas chega a cada 50.000 anos, então, você poderá dizer «bom, bem, isso voltará em 50.000 anos». E não, porque em meio mesmo aos ciclos, que se chamam de ciclos da precessão dos equinócios, que duram 52.000 anos aproximadamente, há ciclos que terminam outros ciclos, e vocês estão no término de um grande ciclo.

Um grande ciclo faz muito exatamente 6 ciclos, ou seja, 6 ciclos de precessão ao nível dos equinócios. Há uma história, ligada a 50.000 anos que, hoje, encontra sua conclusão, mas, além desta história, existe outra história que, ela, é muito mais antiga e que os remete a tempos imemoriais onde alguns de vocês estavam já presentes.

Agora, o que é o ser humano?
O ser humano não é o que vocês creem, não é o que vocês tocam.
O ser humano, em seu sentido o mais nobre, é o quê?
Ele é o que eu chamaria de uma Semente Estelar.

O que é uma Semente Estelar?
Uma Semente Estelar é sua origem estelar. 

Vocês vieram semear esse plano dimensional muito específico, que foi iniciado, primeiro, há 300.000 anos e, em seguida, há 50.000 anos, ou seja, um ciclo privado de Luz e, obviamente, nos ciclos privados de Luz, a Luz existe ainda porque é por ela que vocês vivem.

Se não houvesse Luz, mesmo esta dimensão não existiria.
Mas esta Luz é apenas um pálido reflexo da verdadeira Luz.
A revelação da Luz se tornou possível pelo sacrifício do Cristo, pela efusão do sangue do Cristo no planeta e na matriz Terra.

Isso é muito importante a compreender.
Então, vem um momento e, isso, eu creio que a própria Fonte explicou, com palavras magistrais, que em determinado momento, as almas decidiram vir experimentar esse plano específico onde vocês estão, mas dissociado da Luz, para poder encontrar a Luz, enquanto que a Luz estava obstruída e extremamente tênue, permitindo apenas, unicamente, a manutenção da vida tal como vocês a conhecem.

E, no entanto, com esta Luz extremamente tênue que chega de outras dimensões, a vida assim mesmo se manifestou através da beleza, através da criação de todos os reinos da natureza e através de tudo o que vocês observam desde 300.000 anos.

Esses ciclos são extremamente importantes.
Existe certo número de Arcanjos de Luz que participaram da criação desta dimensão, sob a influência do grande Sentinela que se chama, como vocês chamaram, o grande Melquisedeque, ou seja, Orionis e, mais próximo de nós, o WALK-IN que estava no interior de BENÇA DEUNOV, meu Mestre venerado. Esses seres são os guardiões da coesão da Luz e foram chamados, pela civilização na tradição oriental, os Lipika Cármicos.

São eles que velam para o cumprimento da Luz.
Eles são os Sentinelas. Agora, vocês são, vocês, Sementes Estelares.
Qualquer que seja sua origem, vocês decidiram vir experimentar esta dimensão dissociada.

É preciso bem compreender que vocês foram atraídos pela experiência, que é sua escolha deliberada. Nesse sentido, a Fonte (ela, no entanto, foi muito perturbada por esta experiência desde 300.000 anos) aceitou que vocês fizessem o sacrifício de sua Divindade, de seu corpo de Divindade.

Na tradição oriental, falaram do Atma e do Buda, dos planos Budistas, dos planos Átmicos, e falam de centelhas Divinas e de centelhas espirituais, para lhes significar que eram fragmentos de Luz que haviam sido semeadas em vocês para lhes permitir, no dia que chega, revelar isso.

Mas, quando vocês revelam e despertam o que chamam de alma espiritual e alma Divina (que corresponde a um processo de ativação dos chacras, com o despertar do Kundalini, com o despertar de coisas sobre as quais eu não me estenderei essa noite, porque é o trabalho de outras pessoas, ou seja, a ativação dos novos corpos espirituais), é preciso bem compreender que vocês estavam privados de seu corpo de Luz.

Seu corpo de Luz, vocês o deixaram em outro lugar e é isso, hoje, que vocês vão reencontrar, inteiramente, nesse processo de aproximação da Luz, da verdadeira Luz, e não do reflexo da Luz, que foi vista pela primeira vez pelo querido Sri Aurobindo e por Mãe, que o acompanhava.

Eles perceberam que, num futuro da humanidade (naquele momento bastante afastado de mais de uma geração), chegaria um fenômeno extremamente específico que permitiria àqueles que o desejassem (não é uma obrigação), àqueles que quisessem, lembrar-se do juramento e da promessa que vocês fizeram, um para com o outro, com a Fonte, a Fonte de que vocês são, ou seja, a Fonte de Sementes Estelares e que, a um dado momento, esta Luz se manifestaria para lembrá-los quem vocês são.  E vocês estão naquele momento, nesse momento, não é em 10 anos, não é no próximo ano. Isso foi iniciado pela energia de Miguel e pelo Conclave Arcangélico.

Hoje, vocês vivem a Vibração da Luz.
Então, o que é a Vibração da Luz autêntica, no interior de si, quando não se vê, quando a percebe-se vibratoriamente ou, mesmo, quando não a percebe-se vibratoriamente?

A Luz tem efeitos particulares em suas estruturas.
É tudo o que foi descrito pelo Arcanjo Miguel durante os Casamentos Celestes e que alguns de vocês começaram a viver, ou mesmo a realizar.

É extremamente importante, mas é preciso compreender também, e, sobretudo, que a Luz é Vibração, que a Luz é Amor e que, se vocês se submetem, se vocês se abandonam à inteligência da Luz, assim como o explicou longamente, amplamente, através e em todos os sentidos, o Arcanjo Anael, com sua paciência muito especial... ele explicou o papel essencial do abandono à Luz.

Se você resiste à Luz, isso queria dizer, e isso quer sempre dizer que você prefere viver ao nível da personalidade, mas ninguém o julgará com relação a isso. Você é totalmente livre de viver em acordo com a Vibração da Luz ou em acordo com a Vibração da personalidade. O que acontece, agora, quando a Luz do supramental entra na posse do que eu chamaria, literalmente, de abraço da Luz?

A partir do momento em que você está abandonado à Luz, o abraço da Luz vai tudo mudar, em você, independentemente de ativar as novas funções ligadas aos novos corpos espirituais e da ativação, da reconexão, eu diria, de seu corpo de eternidade ou corpo de Estado de Ser.

Eu voltarei nisso, depois, se quiserem.
É muito importante aceitar, a partir do momento em que você aceita a Luz, que esta possa um pouco, como o anunciou Miguel, desconstruir certo número de zonas não luminosas em vocês.

Isso pode corresponder igualmente a situações, a profissões, a relações, a lugares geográficos.

Tudo o que se produz, estando abandonado à Luz, e aceitando o Abraço da Luz, vai conduzi-lo a viver fenômenos de fluidez, fenômenos de sincronia, fenômenos extremamente rápidos que vão trazer mudanças em suas vidas. E essas mudanças, mesmo se você não as compreenda sempre e arraste os dois pés, correspondem realmente ao efeito da Vibração, da verdadeira Luz.

Isso está a caminho para muitos seres humanos sobre o planeta, muitos, muitos, a tal ponto que, nos escritos de São João, no APOCALIPSE DE SÃO JOÃO, falavam dos chamados, que haveria muitos chamados, e esses chamados seriam todos marcados na fronte. Mas há também, sobre a Terra, e é seu direito o mais autêntico, é preciso respeitá-lo, quem resiste à Luz.

Então, aqueles que resistem à Luz não são seres negativos, são simplesmente seres que não terminaram a experiência deles nesta materialidade. Eles não querem ouvir falar ou viver o corpo de eternidade ou o corpo de Estado de Ser, e isso é liberdade deles, a mais imprescritível.

O que quer dizer que, hoje, vocês se encontram sobre a Terra num exame de passagem, mas não é um exame de passagem como existe no final de cada aula, não é? É um exame de passagem que se refere ao conjunto de todas as aulas, qualquer que seja seu grau.

E depois, aí dentro, há quem seja tão pequeno e quem não compreenda o que vivem os grandes e há também os grandes que não compreendem o que vivem os pequenos, e vão acusá-los de não estarem no nível deles ou de serem da Sombra, mas ninguém é da Sombra.

A Sombra é uma criação do homem.
A Sombra é uma criação de algumas entidades que os fizeram espelhar a Luz e que inverteram a Luz. Esse fenômeno de inversão da Luz é um fenômeno extremamente real e extremamente preciso no plano energético e no plano da consciência.

Então, agora, quando você se coloca sob a influência direta da Fonte, quando você se coloca sob a influência direta da radiação do Conclave Arcangélico, quando você se coloca diretamente sob a influência das energias Micaélicas, você viverá, você também, no interior de você, certo número de desconstruções.

Mas, lembre-se do que disse Miguel: essas desconstruções não são destruições.
Elas permitem, justamente, construir uma nova construção que seja baseada em valores profundamente diferentes do que aqueles aos quais vocês foram submetidos desde tempos imemoráveis.

Então, isso vai se traduzir, por vezes, por ranger de dentes, é claro, porque não é fácil abandonar algumas coisas. É certo como a frase do Cristo que disse: «busque o Reino dos Céus, e o resto lhe será acrescentado» é extremamente importante, porque, se você aceita isso, a vida lhe dará os presentes os mais magníficos que você possa imaginar.

Foi dito, na Bíblia: «peça, bata à porta, e se lhe abrirá».
Então, há alguns anos, as pessoas diziam: «batemos, batemos, batemos, e ninguém abre, nada se abre em mim».

Hoje, isso não é mais verdadeiro.
Se você aceita o abandono à Luz, se você aceita o Abraço da Luz (ou seja, a efusão do supramental que é constituído em parte do que Miguel chamou, e chama sempre, do Ultravioleta, o Espírito Santo e a Fonte), naquele momento, os presentes vão chegar de maneira inesperada.

Você pede algo, porque você tem dificuldades e, como por milagre, isso chega. Frequentemente tomei o exempo de meu caminho: quando eu era pequeno, minha família era extremamente pobre, eu estava em dificuldades sociais extremas e, depois, um dia, BENÇA DEUNOV me disse: «você irá à França» e eu lhe disse: «mas, não tenho um centavo» e ele me disse: «você tem vivido a Luz ou não?» e eu disse: «sim, tenho vivido a Luz, mas não tenho um centavo». E ele me disse: «não há problema, se você está na Luz, o dinheiro virá a você».

Eu aceitei, e é exatamente o que aconteceu.
Hoje, não é questão de ter dinheiro, porque, e como vocês o sabem, a desconstrução vai chegar a um termo extremamente importante, que é a dissolução total de seu sistema econômico, porque esse sistema é, ele também, uma inversão da Luz.

Existem muito numerosas Alegrias que foram violadas, escarnecidas, ao nível da Luz.

Com relação ao dinheiro, vocês criaram valor ao dinheiro que permanece em algum lugar, enquanto que, nesse caso, o dinheiro deveria perder o valor. O dinheiro deveria se gastar, não para frutificar, essa é a primeira inversão da Luz, uma das mais fundamentais que permitiu à mão posta sobre sua humanidade, devido a um cartel, é preciso chamar assim os indivíduos sombrios que apavoraram pela Luz. Mas não é grave, é o caminho deles, porque esses seres tornar-se-ão, um dia, ainda maiores que vocês na Luz.

Entretanto, Não é preciso julgar isso.
É preciso, simplesmente, abster-se.
Abster-se não quer dizer resistir ou se opor.

Como é que se abstrai a tudo o que está sobre a cabeça e que vai lhe cair em cima?
É extremamente simples: abstrair-se disso quer dizer aceitar a Luz.

Se você está sob a benevolência e a proteção da Luz, nada do que é anunciado, nada do que é previsto e que deve se desenrolar, poderá atingi-lo.
Não pode ser de outro modo.

Hoje, leva-se a efeito o princípio de ressonância e de atração, mas, ao invés de viver anos, ou vidas, antes que esse princípio se manifesta hoje, pelo abandono à Luz, e devido à emergência da energia Micaélica, você tem a possibilidade de estar em ressonância e em atração instantânea. Você viverá fenômenos de sincronia cada vez mais mágicos, em todos os sentidos do termo, e cada vez mais maravilhosos.

Aí estão algumas palavras prévias que queria dar sobre as generalidades da Luz. Agora vamos, como de hábito, abrir um espaço de discussão, se querem, orientado sobre vocês e a Luz. Então, como de hábito, eu lhes deixo a palavra.

Questão: quando você fala de Sementes Estelares, isso significa que o que vivemos atualmente é uma forma de “recuperação” de nossos veículos de Luz que nos aproximaria desta origem?
Perfeitamente, é exatamente isso que está se produzindo, tal como o anunciou Miguel, quando das Núpcias Celestes.

Tornou-se possível para a humanidade, para alguns seres, de início, e, para outros, em seguida, e cada dia cada vez mais, conhecer e viver o corpo de Estado de Ser e o corpo de eternidade que é seu corpo de origem de Luz.

Pelo momento, você tem, como digo frequentemente, as nádegas entre duas cadeiras. Mesmo aqueles que vivem esta Verdade, vocês estão por vezes no corpo físico, por vezes no corpo de Estado de Ser.

O corpo de Estado de Ser nada tem a ver com o corpo astral, nada tem a ver com os corpos sutis, é a manifestação e o desenvolvimento do que os orientais chamaram de centelha Divina e de Atma, se preverem, a centelha Budista.

Essas centelhas eram apenas centelhas, hoje são corpos que lhes são revelados, quer dizer que todo ser humano em encarnação, qualquer que seja seu estágio de retorno à Luz, possui esse veículo que é o veículo de eternidade.

Ele pode ser de diferentes naturezas, assim como o disse Miguel: ele é, no mínimo, um corpo de Luz, ele pode ser um corpo de Cristal, ele pode ser um corpo de Diamante, ou ele pode ser um corpo da civilização dos Triângulos. Cada um é diferente, isso é muito importante a compreender.

Portanto, o que se manifesta a você pela revelação do supramental, do Espírito Santo, do Ultravioleta e da irradiação da Fonte é exatamente isso, é o desvendamento da Luz, o retorno para a Luz não invertida.

É por isso que há um processo absolutamente fundamental que ocorrerá dentro de pouco tempo, que foi chamado de reversão. A reversão ilustrará o retorno final para a verdadeira Luz, para aqueles que o desejam.

Questão: o que é, nesse contexto, da origem cósmica?
A origem cósmica fará com que alguns de vocês vivam um corpo que nada mais tem a ver, que não tem muito a ver, com o corpo que vocês habitam hoje.
E, sim, vocês devem fazê-lo.

Mas se faz muito bem, como o verão, porque o processo que está acontecendo nada tem a ver, mesmo, com o processo que foi chamado de morte.

É verdadeiramente, no sentido Bíblico do termo, o que se chama de ressurreição. Agora, cada consciência será livre, inteiramente, em função de sua Vibração, e não de uma escolha mental, de aceder em totalidade de consciência a esse corpo de Estado de Ser, de eternidade, corpo espiritual o mais elevado, ou permanecer num corpo chamado de carne, ou então ir num corpo astral para viver outras experiências, sempre na terceira dimensão.

Outros, enfim, escolherão ir numa terceira dimensão de natureza unificada, ou seja, não mais cortada da Fonte.

Questão: como estar certo de que a escolha feita conscientemente corresponde à escolha da alma?
Então, vamos dizer o seguinte: a partir do momento em que a Vibração está aí, a partir do momento em que o chacra do coração vibra e gira (você sabe, é o dispositivo que há aí, no meio do peito e que se coloca a vibrar), não pode haver dúvida.

A única dúvida é o mental que pode dizer: “será que eu vibro ou será que não vibro?” A escolha não é a escolha do mental, é a escolha da Vibração, é a Vibração que decide.

Você pode dizer: «eu quero ir na Luz», ou «eu quero permanecer aqui» (porque há, também, no caso inverso, quem diz «não, não, não, eu não quero deixar esse corpo, eu quero prosseguir a Vibração aqui»), se o coração vibra e bem “macash”, como eles dizem, eles irão no corpo espiritual.

É a Vibração que decide, não é o mental, nem a emoção.

Questão: por que, na origem, houve esta manifestação de Luz invertida?
Não é exatamente assim que se devem apresentar as coisas.
Há entidades específicas que criaram certo modo de manifestação que era a materialidade, ou seja, a terceira dimensão.

A vida existe desde a primeira dimensão, mas a vida é possível, não em todas as dimensões. Vocês viverão na quinta dimensão (em todo caso, aqueles que mudarem de oitava de Luz), mas e a quarta dimensão? Vocês me responderão: «obviamente, ela existe», sim, mas é, a princípio, o que eu chamaria de um plano intermediário, onde a vida não está normalmente presente.

Entretanto, algumas entidades invadiram esse plano dimensional. Então, lembrem-se de que Miguel os chamou de Portadores da Luz, primeiro, e, no final, ele os chamou também de Transmissores da Luz, ele os chamou de Criadores da Luz.

É preciso bem compreender que, a partir do momento em que vocês criam a Luz (porque vocês a semearam, é claro, porque vocês a despertaram), vocês são responsáveis pelo que criam.

Mas, por vezes, algumas criações necessitam ser insufladas de uma partícula a que chamamos de alma. A alma virá então tomar posse, literalmente, da criação, mas nenhuma alma é obrigada a tomar corpo. Se ela tomou corpo, é que ela desejou fazer a experiência.

Então, agora, se deixamos as noções históricas de Luz invertidas (creio que Anael terá muitas coisas a dizer sobre isso), é preciso bem compreender que, em definitivo e em finalidade, o objetivo da experiência é crescer em Luz.

Muitos seres, muitas almas, muitas Sementes Estelares pensaram que viver esta privação da conexão à Fonte era um meio de fazer crescer a Luz ainda mais, e essa é a estrita Verdade. É nesse sentido que o sofrimento é exaltação da Luz.

Não quero fazer, com isso, do catolicismo romano, é claro, mas é preciso bem compreender que alguns seres (e, sobretudo, eu diria, a partir da idade média ou da afluência de certas energias, que foram chamadas depois de «os raios», eram muito específicos – eram o que se chama de raios da devoção), considerou-se que, para encontrar a harmonia, para encontrar Deus, era necessário estar no conflito.

Isso é inteiramente aplicável com os dados que vocês têm nos calendários sagrados Mayas. A resistência, ou seja, os períodos em que você é confrontado a você mesmo, isso permite o quê? A confrontação permite o atrito. O atrito permite o Fogo. O Fogo é Luz e o Fogo faz crescer a Luz que está em você.

Aí está o sentido o mais sagrado da experiência que você viveu nesta dimensão.
Alguns ali estão desde pouco tempo, mas a maior parte das Sementes Estelares ali está desde 50.000 anos.

Vocês tinham a possibilidade, quaisquer que fossem as leis cármicas às quais estivessem sujeitos, de sair daí. Jamais qualquer alma foi empurrada a se encarnar para pagar ou viver um Carma. É a própria alma que o decide e ninguém mais.

Há Anjos, há Arcanjos, há dirigentes cármicos que orientam os desejos da alma, mas jamais é um desejo da Fonte querer perdê-los nesta dimensão de Luz invertida. Mas a Fonte efetivamente compreendeu, e nós todos compreendemos, que era uma experiência absolutamente extraordinária de lhes permitir viver a Sombra.

Questão: finalmente, não se tem a escolha.
Então, caro amigo, se você não tem a escolha, está bem, quer dizer que você entregou sua vontade ao Pai ou, se prefere, à Fonte, como o fez o Cristo sobre a cruz.

Não pode haver ressurreição sem crucificação.
Não pode haver crucificação sem transfiguração.
Não pode haver transfiguração sem despertar.
Não pode haver despertar sem acordar.

Eis as cinco iniciações essenciais que passa o ser humano. Então, se as palavras não os agradam, pode-se substituí-las por outras palavras, porque, aí, escrevo a história do Cristo e a história da humanidade.

O acordar: o batismo ou despertar, o verdadeiro batismo, o batismo da Luz.
A transfiguração: o encontro de Moisés com Metatron.

Em seguida, a crucificação: «Pai, que sua vontade seja feita».
De fato, Pai é «Abha Elie Elie Lamma Sabactani»: «meu Pai, por que me abandonastes?».

Isso é extremamente importante, obviamente ilustrado, de maneira trágica, pelo sacrifício do Cristo, mas, entretanto, vocês fazem, todos, em um determinado momento, o sacrifício de sua materialidade, de sua personalidade. Não há outras soluções para penetrar o corpo de eternidade ou o corpo de Estado de Ser.

Vocês não podem penetrar esse corpo vivendo ainda no corpo da personalidade. É essa escolha que você deverá fazer e que lhe será proposta muito em breve, mas essa escolha não é uma escolha ligada a decisões. Isso foi feito, já, numerosos anos atrás.
É a Vibração quem decide.

Ou a Vibração será atração para a eternidade, para o Estado de Ser, ou sua Vibração será atração para a materialidade e a personalidade.

Isso se junta às palavras do Cristo: «que lhe seja feito segundo sua Fé».

Questão: há poucas pessoas que têm esse gênero de informações, seguindo esse gênero de estágio, por exemplo. Isso significa que elas têm um papel especial a desempenhar o que elas são, de algum modo, maus alunos que devem particularmente subir na Vibração?
De forma alguma, caro amigo.
É preciso bem compreender que as Núpcias Celestes, iniciadas por Miguel, despertaram e transfiguraram dezenas de milhões de seres humanos sobre o planeta. Essa é uma estrita Verdade e, ainda, você não recebeu os novos códigos de Luz do Arcanjo Metatron, que vão chegar em 15 de Agosto.

Isso não quer dizer que é preciso um estágio para chegar a isso, obviamente.

A simples leitura, a simples meditação e recepção das efusões do Espírito Santo, das efusões do Ultravioleta, das efusões da Fonte, permitem conectar este estado vibratório e esse corpo de Estado de Ser com relação ao que se chama, e que foi chamado por Miguel, de Bindu.

Então, eu não sei se você fez a relação, mas Sri Aurobindo: Auro, da Luz, a aurora, a Luz que vem e Bindu, Bindo, é exatamente a mesma coisa, quer dizer que Sri Aurobindo foi aquele que permitiu, por sua conexão ao supramental, revela-la ao mundo.

Hoje você não tem necessidade de fazer uma ascese de yoga durante 40 anos, você não tem necessidade de fazer o pranayama durante 20 anos, você tem simplesmente necessidade de ser.

Ser é o quê?
É aceitar a Luz e a Vibração.

Quanto mais e melhor você aceitar o trabalho da Luz em você (que eu chamei de Abraço da Luz), mais você subirá na Vibração.

Você não tem necessidade de qualquer estágio para isso, porque não é algo que se compre, é algo que se vive.

Entretanto, eu lhes disse (e creio que Cabeça de Caboche já falou), que é este aspecto de trabalho pessoal, conectado a certo número de seres humanos, aqui presentes, que vai permitir, de maneira real, como você o verá progressivamente e à medida do passar dos dias, e como vocês o viverão todos, a ativação e a preparação da humanidade toda, inteira, para a recepção das chaves Metatrônicas, do mesmo modo como Miguel revelou ao mundo, através das efusões Micaélicas e através do trabalho de preparação que toda a humanidade vive durante três horas, queiram ou não.

O problema é que vocês devem estar todos prontos para receber o anúncio feito por Maria, ou Miriam.

Por que Miriam?
Mi são os mistérios.
Maria, Ma, é a Matriz, é a manifestação. Maria recebeu da parte do Conclave Arcangélico as chaves, as chaves do Céu e da Terra. Ela virá, Maria lhes fará um anúncio, após certo número de fenômenos que são chamados de «advertência».

A advertência é o quê?
São os códigos da Luz Metatrônica, é o retorno à Luz reunificada, quer dizer, à verdadeira Luz e não mais aos paetês e às ilusões desse mundo.

Entretanto, vocês viverão este período de maneira difícil, não em vocês (porque a Luz estará em vocês, se a aceitam), mas porque haverá, ao nível da humanidade toda, inteira, a confrontação, não a título individual (como o anunciou o Arcanjo Jophiel, no ano passado), mas, desta vez, coletivamente, para o conjunto da humanidade, em sua totalidade.

Vocês viverão um período específico em que poderá dizer que, a partir deste outono [primavera no hemisfério sul], nada mais será como antes. As coisas se transformam, como vocês dizem, a uma grande velocidade e ainda vocês nada viram.

Miguel bem lhes disse que o período de desconstrução seria máximo após as Núpcias Celestes, e isso tomará outro giro após 15 de agosto, e ainda outro giro após 29 de setembro deste ano. Por que vocês creem que nós lhes damos as datas tão precisas, enquanto que jamais anteriormente nós podíamos dar datas? Coloquem-se a questão.

Isso é extremamente importante, porque a única forma que temos, hoje, de lhes provar que isso é verídico (para vocês que estão aí, obviamente, a Vibração e a Luz falam)... Para aqueles que leem essas palavras, qual é a garantia da autenticidade da Luz? É, obviamente, a Vibração que vivem os milhões de seres humanos sobre o planeta, no momento das efusões Micaélicas e, também, no momento das Vibrações, que serão levadas a efeito pelo próprio Senhor Metatron, entre 8 e 15 de agosto.

Isso provocará um movimento de adesão, não ao Cabeça de Caboche [canal Jean-Luc], ele nada tem a fazer, mas à autenticidade, à originalidade e à probidade do que lhes é transmitido.

É o único modo de fazer a diferença entre as múltiplas luzes invertidas que falam e a verdadeira Luz.

Questão: as Vibrações que se pode sentir (ou não) quando das efusões de energias quotidianas e as Vibrações sentidas quando se sente a exatidão de uma informação são da mesma natureza?
Então, para a Vibração sentida com relação a uma informação que é exata, primeiro é preciso bem compreender que a informação que é exata é aquela que está em acordo com você mesmo. Ela não prejulga a Luz ou a Sombra do que é exato. Tudo depende de seu ponto de vista.
Essa é, já, uma primeira coisa.

A Vibração lhe dá uma resposta com relação a seu próprio caminho e com relação à sua própria Verdade. Essa é a primeira coisa. Agora, como o disse Miguel, os seres humanos, por toda parte sobre o planeta, conscientizaram e integraram muito rapidamente todas as Vibrações, tais como foram dadas na ordem de ignição das 12 lâmpadas.

Outros seres humanos estão ainda em gestação e não estão prontos para viver, ainda, pelo momento, a Vibração. Agora, é preciso bem compreender que o supramental e, sobretudo, com a associação das chaves Metatrônicas, vai dar uma potência multiplicada à Luz.

Esta Luz penetra pela cabeça, mas ela não deve permanecer na cabeça, ela deve descer e percorrer o conjunto do corpo e estabelecer suas fundações ao nível do peito.
Isso vocês já sabem.

Não sentir a Vibração, pelo momento, não é a prova que há malogro, obviamente.
Lembrem-se das palavras do Cristo: «os primeiros serão os últimos».

Os fenômenos de ativação dos corpos de Luz estão presentes junto aos seres que foram os primeiros, ou seja, desde o ano de 1984, o que fez um arrendamento, entretanto, há seres que não vivem isso, pelo momento, mas que o viverão no extremo limite, porque eles não podem revelar a Vibração deles.

Isso não quer dizer que eles estão na Sombra, obviamente, isso quer dizer que, em alguns casos, talvez se eles revelassem o corpo de Estado de Ser e a reconexão ao corpo de Estado de Ser, eles não poderiam, simplesmente, permanecer vivos, porque a Vibração seria intolerável para o corpo físico.

No entanto, lembrem-se do que eu disse: vocês são as Sementes Estelares, isso se associa ao que disse o Cristo: «vocês estão sobre esse mundo, mas vocês não são desse mundo», obviamente.

Questão: você pode desenvolver o que chama de Sementes Estelares?
O que eu chamo de Semente Estelares e o que, em termos New Age, é chamado, eu creio, de Star Seeds, é algo de extremamente preciso.

Uma Semente Estelar é uma estrela que partiu em universos sombrios, extremamente luminosos em potencial, mas para o que se chama de estrelas sombrias. As estrelas sombrias são as estrelas da gestação, são os lugares em que a Luz se desenvolve ao abrigo da Luz.

Esse é um grande mistério: a Luz se desenvolve ao abrigo da Luz.
É exatamente o que acontece no ventre da mamãe: você está no escuro.
Aliás, isso foi simbolizado em muitos ritos iniciáticos (tanto no antigo Egito como junto àqueles que vocês chamam de francos-maçons, ou ainda as escolas da Rosa-Cruz), porque o trabalho no escuro é, obviamente, a primeira obra que vai conduzi-lo à obra branca e à obra vermelha.

Eu creio que vocês já trabalharam, para alguns de vocês, no ano passado, sobre esta obra alquímica que é extremamente importante. A Luz apenas pode nascer nas Trevas, não a Luz da Fonte Eterna, mas a revelação da Luz que é exaltação, que é Fogo e revelação.

É também uma revolução na matéria densa: a matéria foi criada para ser espiritualizada, esse é o papel do sacrifício do Cristo, é o que vocês acabam de realizar, em total liberdade.

Uma Semente Estelar é uma alma que viajou, porque a chamam de portas dimensionais, que estão situadas ao nível dos pólos e do intraterra, tomando corredores e mudando de dimensões. Há seres, sobre a Terra, que vêm de dimensões extremamente elevadas e que foram obrigados, quando da passagem por esta porta dimensional, a deixar um pouco de lado algumas vestes.

Imaginem, por exemplo, que faz muito frio fora, que você quer entrar num restaurante ou algum lugar onde há um espetáculo, onde faz muito, muito calor, e, bem, você vai tirar o casaco. Ora, o casaco é sua Luz, e você deixa seu casaco em algum lugar próximo do vestiário, e o vestiário é o Sol.

Você penetrou uma outra dimensão e, progressivamente e à medida que você penetra as dimensões, você retira vestes até se encontrar totalmente nu, no mais profundo da densidade.

Você retirou certo número de veículos.
Retiraram de você, você se retirou, literalmente, dos veículos, para poder tomar corpo nesta densidade. Agora, vocês são Sementes Estelares porque esta estrela de onde vocês vêm, esse Sol de onde vêm, não está perdido.

O sol desta Terra a guardou ao fresco, limpa, e no calor, no sentido próprio como no figurado, aliás, o momento chegou de reencontrar seu casaco, porque vocês vão sair desta atmosfera superaquecida onde vocês comeram, onde vocês fizeram a festa, e vocês vão voltar para o lugar de onde vieram, ou seja, para sua casa e, sua casa não é aqui.

Seu reino não é desse mundo.
Vocês estão sobre esse mundo que vocês percorrem, vocês não são a humanidade que fez desta Terra.

A humanidade que fez desta Terra partiu, há mais de 300.000 anos.
Eles são, hoje, aqueles que vocês chamam de alguns Anjos e alguns seres de Luz.

Vocês, vocês são as Sementes Estelares que vieram, como entidades redentoras, permitir à Luz se manifestar nesta densidade.

Então, eu sei que isso pode chocar algumas de suas concepções, mas, lembrem-se, eu sempre disse, e outros o disseram ao mesmo tempo em que eu, vocês devem abandonar todas as suas crenças, quaisquer que sejam.

Vocês não podem penetrar a Luz, vocês não podem penetrar o corpo de Estado de Ser, o corpo de eternidade (que ele seja de Luz, que ele seja de Cristal) tendo crenças.

As crenças são os laços que os mantêm na Ilusão.
O corpo de Estado de Ser é um corpo sem crenças, é ser no ser.
É como o disse Miguel, o lugar em que a personalidade não tem mais pé, onde ela não pode existir.

Então, eu sei que o mental vai lhes dizer: «mas é necessário, sobretudo, não destruir a personalidade». Mas ela não é destruída, obviamente.

Você não pode lutar contra a personalidade, assim como você não pode lutar contra a Sombra, porque lutar contra a Sombra é fazer parte da Sombra.

A Luz não luta jamais.
A Luz se instala em sua dimensão.
Miguel, Príncipe e Regente das Milícias Celestes faz a limpeza pela Luz.
Ele não se opõe à Sombra, ele apresenta a Luz.
Não é de forma alguma a mesma coisa.

Questão: é a personalidade que é um filtro para o acesso ao Estado de Ser?
Não.
A personalidade não obstrui o Estado de Ser.
O Estado de Ser é um encontro, são as redescobertas, são as Núpcias, assim como o chamou Miguel, não por acaso.

Esses Casamentos são Celestes porque eles vêm do Céu.
É a irrupção do supramental. Vocês podem chamar a isso, se preferem, de Onda Galáctica, assim é mais New Age, é claro, é mais na moda, mas é a mesma coisa.

É preciso bem compreender que todo ser humano verá isso, ainda que não creia.
Simplesmente os Casamentos Celestes são uma Vibração. Não se preocupem, pelo momento, em saber se a personalidade é um obstáculo.

A personalidade não é um obstáculo.
O obstáculo são as crenças da personalidade.
Não é de forma alguma a mesma coisa.

Não lhes é solicitado para abandonar a personalidade.
É-lhes solicitado para abandonar-se totalmente à Luz, porque a Luz está aí.

O Arcanjo que diz isso, Anael, não podia dizer assim há dez anos.
Era completamente estúpido dizer «abandonar-se à Luz».
E então, o que acontecia ?
Nada acontecia.

Hoje, acontece, porque há esta pressão da Radiação do Ultravioleta, há o Espírito Santo, há a energia da Fonte, há o supramental ou a Onda Galáctica, se preferem, que está aí, agora, e que cria uma pressão em sua densidade. 

A personalidade não é um obstáculo, mesmo a personalidade a mais cabeçuda, eu diria.

O mais importante é deixar a Luz e acolhê-la.
É a Luz que faz o trabalho, não vocês.

Enquanto você crê que é você que faz o trabalho, você está no ego. 
Compreendam bem que a Luz, ela lhes solicita o abandono, ela lhes solicita, de algum modo, a fidelidade e é, aliás, a única maneira de verificar se vocês estão prontos, vibratoriamente, para ir nesse corpo de eternidade.

Todo ser humano o verá após o anúncio feito por Maria, mas isso não quer dizer que todo ser humano seja capaz de ali se integrar.
O julgamento final é isso, e nada mais.

Questão: por que sentir essas Vibrações sem poder imaginar este Estado de Ser?
Mas é preciso, sobretudo, não imaginá-lo.
Vocês não estão no imaginário.
O imaginário pertence ao mundo astral.
Vocês estão nos mundos da Criação.
Não é o imaginário.

Isso foi chamado de imaginal.
É o mundo dos arquétipos.
O imaginário é o mundo dos fantasmas.
São dois mundos diferentes.

O imaginário, mesmo se é muito bonito, pertence à 3ª dimensão.
O imaginal pertence ao mundo da Vibração e, portanto, da 5ª dimensão.
A partir do momento em que a Vibração no coração está aí, todo o resto é apenas a agitação mental.
Nada mais.

Portanto, não há que imaginar.
Não há a querer ver.
Há a vibrar.

A Vibração do coração é a assinatura da Luz.
A Vibração do coração é, para aqueles que estão um pouco mais avançados na Vibração, a Vibração da lemniscata sagrada e a Vibração que está presente ao nível da fronte corresponde ao acesso ao corpo de Estado de Ser, pela reunificação dessas duas Vibrações com o Vajra ou o Bindu, situado acima da cabeça.
O resto não é absolutamente nada.
Todo o resto são apenas construções.
Vocês têm unicamente que viver isso.

«Buscai o reino dos Céus e o resto lhe será acrescentado».
O reino dos Céus é Vibração, de alta densidade e de alta velocidade.
Nada mais.

Questão: o abandono à Luz é a confiança, o não medo?
É mais do que isso, porque dizer «não medo» significa que o medo é conhecido.
O abandono à Luz confere a Alegria interior.
O abandono à Luz lhes foi ilustrado por numerosos exemplos.

Um dos mais conhecidos, do abandono à Luz, foi a manifestação de vida de Ma Ananda Moyi, que era o exemplo o mais falado do abandono à Luz.

Quando você se abandona ao abandono da Luz, quando você vive o abraço da Luz, você vive em Alegria, você penetra o Samadhi da Alegria, você penetra o Samadhi da paz.

Alguns de vocês penetrarão, no momento do anúncio de Maria, ao que foi chamado de Maha Samadhi, quer dizer, o grande Samadhi, ainda chamado, em linguagem New Age, o estase, ou seja, os 3 dias de trevas, no momento em que o ser humano estará na Alegria a mais total, e a catalepsia.

Esse é o abandono total à Luz.
Pelo momento, contentem-se de viver o Samadhi da paz ou o Samadhi da Alegria, é já enorme poder viver isso.

Então, obviamente, é além do não medo, é além da confiança.
É a Vibração do êxtase. É o que acontece quando o supramental se difunde em meio ao peito.

Não temos mais perguntas. Agradecemos.

Então, caros amigos, eu lhes transmito todo meu Amor, todas minhas bênçãos.
Eu lhes desejo bom caminho, bom abandono à Luz e lhes digo até muito em breve.

_______________________
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.


Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com
***
***
Relembrado por Jane

OUTRAS POSTEGNS ANTERIORES A ESTA NA SEÇÃO: "ESSENCIAIS

http://minhamestria.blogspot.com


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails