((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

sábado, 24 de novembro de 2012

AMI, O MENINO DAS ESTRELAS



NDR: Acho importante reeditar esta postagem de 15 de janeiro de 2010.

Para quem está interessado na Grande Transição Planetária e em seu desenvolvimento e ascensão espiritual, este artigo traz três valiosas leituras que, além de divertidas e muito agradáveis, são informações extremamente valiosas para um amadurecimento de comportamento sobre a Grande Transição e, acima de tudo, verdadeiras lições de muito Amor.

A série Ami, o Menino das Estrelas, eu diria, “disfarçado”(no bom sentido) de literatura infantil, é um valioso instrumento de informação sobre muitas tecnologias que em breve nos serão apresentadas. Os livros são pequenos e bastante tentadores como boas leituras. Realmente não dá vontade de parar de ler e, quando concluímos o terceiro livro ficamos frustrados querendo mais.

Quem vem percorrendo o processo de "retorno ao Si", diariamente encontra peças valiosas para montar o seu quebra-cabeças (puzzle) de reacesso. E, Ami, O Menino das Estrelas, nos traz muitas e muitas peças, principalmente nas entrelinhas.

Um alerta do autor Enrique Barrios: “Advertência" -Não continue lendo, você não vai gostar, daqui em diante é maravilhoso” (destinada somente para adultos)


Ami, um "long-seller" mundial

Um best-seller é um livro muito vendido. Todos os anos aparecem muitos best-sellers, alguns a nível de um ou outro país somente e outros, muito poucos, a nível mundial.

A imensa maioria deles sai de moda rapidamente, mas de tempos em tempos alguns se convertem em "long-sellers", ou seja, livros que não saem de moda e cujo conteúdo se mantém sempre atual ao longo dos anos, e por isso sempre são procurados pelos leitores. "Ami" é a obra de Enrique Barrios mais difundida no mundo, com varios milhões de exemplares distribuídos em catorze idiomas. É adotado como material didático em inumeráveis estabelecimentos educacionais de muitos países devido à forte carga de valores que transmite.


Thaís: Trago aqui para quem já conhece relembrar, e apresentar para quem desconhece, um ensinamento maravilhoso, pois tanto vêm sendo falado para voltarmos ao interior de nosso coração com infância, simplicidade, humildade e transparência.

É preciso simplesmente resgatarmos nossa criança interior para termos acesso à grandeza desse livro "para crianças". São ensinamentos em perfeita sincronia com o que reacessamos através das telepatias cósmicas por meio de grandes lições passadas de maneira tão simples e encantadora por intermédio dos diálogos de Ami, o menino que veio das Estrelas e Pedrinho, seu amiguinho "terrícola", que só nos resta sorrir com a pureza de uma criança em agradecimento.

Apresento um pequeno trecho de Ami, o Menino das Estrelas:

- Você disse que existem pessoas às quais é difícil amar, não é verdade, Pedrinho?
- Sim.
- É ruim não amar?

- Sim -respondi.
- Por quê?

- Porque você disse que o amor é a Lei, e tudo isso.
- Esqueça o que eu disse. Imaginemos que eu o estou enganando, ou que estou enganado. Imagine um universo sem amor.

Comecei a visualizar mundos nos quais ninguém amava ninguém. Todos eram frios e egocêntricos, porque ao não haver amor, não existia um freio ao ego, como dizia Ami. Todos lutavam contra todos e se destruíam... Lembrei-me das energias que Ami tinha mencionado, essas que são capazes de produzir um descalabro cósmico; imaginei um ego ferido e suicida apertando "o botão". Unicamente por vingança... explodiam as galáxias numa reação em cadeia!...
- Se não existisse amor, não haveria universo -concluí.
- Poderíamos dizer, então, que o amor constrói e que a falta se amor destrói?

- Acredito que sim -respondi-, o resultado final é esse.
- Quem criou o universo?

- Deus.
- Se o amor constrói e Deus "construiu" o universo, existir amor em Deus?

- Claro! - conectei-me com a imagem de um ser maravilhoso e resplandescente, que por amor criava galáxias, mundos, estrelas...
- Tente lhe tirar essa barba de novo -Ami ria. Era verdade; novamente o havia imaginado com barba e rosto humano; mas agora já não nas nuvens, senão que no meio do universo.
- Então poderíamos dizer que Deus tem muito amor...

- Claro que sim - disse - por isso Ele não gosta nem do ódio nem da destruição...
- Bem, e para que Deus criou o universo?

Fiquei pensando muito mas não encontrei a resposta, e protestei:
- Você não acha que eu sou muito pequeno para responder essa pergunta?
Ami não me prestou atenção.
- Para que você vai levar essas "nozes" para sua vovó?

- Para que ela experimente... ela vai gostar.
- Você quer que ela goste?

- Claro.
- Por quê?

- Para que ela goste... para que se sinta feliz...
- Por que você quer que ela se sinta feliz?

- Porque eu a amo - eu me senti surpreso ao comprovar que outra das características do amor é desejar a felicidade daqueles que amamos.
- Por isso você quer que ela goste das "nozes", que se sinta contente, que seja feliz?

- Sim, por isso.
- Para que Deus cria pessoas, mundos, paisagens, sabores, cores, aromas?

- Para que a gente seja feliz - exclamei, contente por ter compreendido algo que ignorava. - Muito bem... então, Deus nos ama?

- Claro, ama-nos muito.
- Então se Ele ama, nós também deveríamos amar... ou não...

- Sim, se Deus ama...
- Perfeito. Existe algo superior ao amor?

- Você disse que era o mais importante...
- E também disse que esquecesse o que tinha dito - sorria-, existem pessoas que acham que o pensamento é superior. O que você vai fazer para entregar essas "nozes" à sua vovó?

- Vou ver como lhe preparo uma surpresa.
- E vai utilizar o seu intelecto para isso, não é verdade?

- Claro, vou pensar em algum plano.
- Então, o seu intelecto serve ao seu amor, ou é ao contrário?

- Não entendo.
- Qual é a origem de você querer que a sua vovó seja feliz, seu amor ou seu pensamento?

- Ah! Meu amor, dali nasce tudo.
- "Dali nasce tudo", você tem muita razão... então, primeiro você ama e depois utiliza o seu pensamento para fazer feliz a sua vovó, não é?

- Sim, você tem razão, coloco o meu intelecto a serviço do meu amor; primeiro está o amor. - Então, que existe por cima do amor?

- Nada? -perguntei.
- Nada -respondeu. Olhou para mim com um olhar luminoso.
- E se comprovamos que Deus tem muito amor, o que é Ele?

- Não sei.
- Se existe algo maior do que o amor, Deus deve ser isso, não é verdade?

- Acho que sim.
- E o que é maior do que o amor?

- Não sei...
- Que dissemos que havia por cima do amor?

- Dissemos que não havia nada.
- Então, o que é Deus? -perguntou.
- Ah! "Deus é amor", você já disse isso vária vezes, e a Bíblia também o diz... mas eu pensava que Deus era uma pessoa com muito amor...
- Não. Não é uma pessoa com muito amor; Deus é o amor mesmo, e o amor é Deus.

- Acho que não entendo, Ami.
- Eu lhe disse que amor é força, uma viibração, uma energia cujos efeitos podem ser medidos com os instrumentos adequados, como o "sensômetro", por exemplo.

- Sim, lembro-me
- A luz também ‚ uma energia ou vibração.

- Sim?
- Sim, e os raios X, infra-vermelhos e o ultra-violeta, e também o pensamento, tudo é uma vibração da mesma "coisa" em diferentes frequências. Quanto mais alta a frequência, mais refinada é a matéria ou a energia. Uma pedra e um pensamento são a mesma "coisa" vibrando em diferentes frequências.

- Que é isso? -perguntei.
- Amor.
- De verdade?
- De verdade... tudo é amor, tudo é Deus...
- Então Deus criou o universo com puro amor?
- Deus "criou" é uma maneira de dizer, a verdade é que Deus "se transforma" em universo, em pedra, em você e em mim, em estrela e em nuvem...

- Então... eu sou Deus?
Ami sorriu com ternura e disse:
- Uma gota de água do oceano não pode dizer que ela é o oceano, apesar de que tenha a mesma composição. Você está feito da mesma substância de Deus, você é amor. A evolução nos permite ir reconhecendo e recuperando a nossa verdadeira identidade: amor.

- Então eu sou amor...
- Claro, aponte para você mesmo.

- Não o entendo, Ami.
- Quando você diz "eu", onde você aponta? A qual parte de seu corpo? Aponte para você dizendo "eu".

Apontei-me ao centro do peito dizendo "eu".
- Por que você não apontou a ponta do nariz, por exemplo, ou a testa, ou a garganta?

Achei engraçado imaginar-me apontando para outro lugar que não fosse o peito.
- Não sei porque me aponto para aqui -disse, rindo.

- Porque você está aí, o seu eu real. Você é amor, e tem a sua morada em seu coração. Sua cabeça é uma espécie de "periscópio", como em um submarino; serve para que você -apontou-me o peito- possa receber o exterior, um "periscópio" com um "computador" em seu interior: o cérebro; com ele você entende e organiza as suas funções vitais; as extremidades servem para que você se movimente e manipule objetos, mas você está aqui -tocou-me novemente um ponto no centro do peito- você é amor. Então, qualquer ato que você realize contra o amor é um ato contra você mesmo e contra Deus, que é amor. É por isso que a Lei fundamental do universo é amor, que o amor é a máxima possibilidade humana e que o Nome de Deus é Amor. Assim que, a Religião Universal consiste em experimentar e entregar amor. Essa é minha religião, Pedrinho.

- Agora sim vejo tudo mais claro; muito obrigado, Ami.
- O agradecimento é um dos doze "frutos da árvore da Vida".
- Por que "árvore da Vida"?
- Porque do amor nasce a vida... você nunca ouviu falar em "fazer amor"?
- Certo!... Quais são esses doze frutos?
- Verdade, liberdade, justiça, sabedoria, beleza, são alguns deles. Tente ir descobrindo os outros e procure colocá-los em prática.

- Uf!... não é fácil.
- Ninguém está lhe pedindo perfeição, Pedrinho, nem mesmo aos seres solares se pede tanto... Somente Deus é perfeito, puro amor, mas nós somos uma centelha de amor divino e devemos tentar nos aproximar ao que realmente somos. Sermos nós mesmos, isso é o que nos pedem para sermos livres; não existe outra liberdade.

Do livro: "Ami, O Menino das Estrelas" - Autor: Enrique Barrios (capítulo 13)



Nos links abaixo temos o primeiro volume de Ami publicado em capítulos aqui no MM:

AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - ENRIQUE BARRIOS

LIVRO 01

AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - CAPÍTULO 1
AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - Capítulos 2 e 3
AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - Capítulos 4 e 5
AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - Capítulos 6 e 7
AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - Capítulos 8 e 9
AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - Capítulos 10 e 11
AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - Capítulos 12, 13 e 14 (FINAL)

A VOLTA DE EMI O MENINO DAS ESTRELAS LIVRO 2 &  3- CAPITULO 1, 2 & 3

LIVRO 02

A VOLTA DE AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - CAPÍTULO 1, 2 E 3
A VOLTA DE AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - CAPÍTULO 4, 5 E 6
A VOLTA DE AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - CAPÍTULO 7, 8 E 9
A VOLTA DE AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - CAPÍTULO 10, 11 E 12
A VOLTA DE AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - CAPÍTULO 13, 14 E 15
A VOLTA DE AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - CAPÍTULO 16, 17 E 18, FIM

O RETORNO DE AMI, O MENINO DAS ESTRELAS E VINKA. (AMI 3).-PARTE 1

(AMI 3)

A VOLTA DE AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - (AMEI 3) PARTE 01
A VOLTA DE AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - (AMEI 3) PARTE 02
A VOLTA DE AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - (AMEI 3) PARTE 03
A VOLTA DE AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - (AMEI 3) PARTE 04
A VOLTA DE AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - (AMEI 3) PARTE 05
A VOLTA DE AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - (AMEI 3) PARTE 06
A VOLTA DE AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - (AMEI 3) PARTE 07
A VOLTA DE AMI, O MENINO DAS ESTRELAS - (AMEI 3) PARTE 08

Links para downloads dos livros, clique nos títulos:

"AMI, O MENINO DAS ESTRELAS"

"A VOLTA DE AMI"

"AMI 3"


Resenha Biográfica de Enrique Barrios



Enrique Barrios, Santiago de Chile, 1945, é um escritor e viageiro e dono de uma alma inquieta e buscadora, que o levou a visitar países nos cinco continentes em sua juventude, dando uma volta completa ao mundo.

Em 1984 descobre sua missão, seu real propósito de vida. Vislumbra algo que para ele constitui a Suprema Realidade do Universo, um conceito ou vivência que experimenta em um raro momento de expansão de consciência, algo que será a base de toda sua futura obra literária: o Amor.

O Amor como Força Universal, como Divindade, como Deus mesmo, e daí vem sua frase:

"O Amor não é manifestação de Deus, mas sim a Presença de Deus".

Esta compreensão, tão difícil de ser assimilada com um olhar alheio e superficial, sem um aprofundamento maior, é para ele o elemento universal e absoluto que buscava, que não é uma crença, mas sim uma realidade que todos podem perceber e vivenciar, porque todos (ou quase todos) podem experimentar Amor. O Amor subjaz todas as religiões, está nos fundamentos de todas elas. É por isso que todas nos impulsionam a seguir os Mandamentos do Amor.

Tal compreensão foi só um ponto de partida para toda uma filosofia espiritual que foi adquirindo forma e sentido em sua alma e que ele registrou posteriormente em sua primeira obra escrita: O Livro de Deus Amor.

Ami viu a luz no Chile em Março de 1986 e foi escrito em apenas 8 dias. Nesta segunda obra EB soube transmitir muito bem os fundamentos da importante e profunda mensagem que recebeu e que já havia expressado antes no Livro de Deus Amor.

Ami está escrito em um estilo simples, ameno e divertido, ensinando lições profundas em meio a viagens espaciais e aventuras diversas. Pode-se dizer que de 1984 em diante a missão de Enrique Barrios começou e não parou mais. Ele escreveu até o momento um total de doze títulos.

Atualmente vive no Brasil e se dedica a atender e dirigir o Instituto Ami-Ophir, instituição virtual de cunho fundamentalmente educativo, não religioso, orientada à elevação do nível de "Consciência-Amor" individual e grupal da humanidade.

EB afirma que a necessidade de criar uma instituição educativa que respalde, aprofunde e complemente o conteúdo de suas obras literárias, nasceu do fato de que "os livros de ginástica não fortalecem os músculos, mas os exercícios de ginástica sim" e o mesmo acontece no terreno do crescimento pessoal, onde o conhecimento que se pode transmitir através de livros é limitado e por mais que se leia muito, se não há exercícios regulares, nada muda.


VEJA TODOS OS CAPITILOS NA SEÇÃO: "ESSENCIAIS"

http://minhamestria.blogspot.com.br
http://a-casa-real-de-rigel.blogspot.com/

Um comentário:

  1. Parabens pela republicação deste material e de outros tantos que vemos aqui neste teu blog, fico eternamente grata pelo teu trabalho, pois como blogueira que sou, sei da paciencia que devemos ter para elaborar e postar textos relevantes para contribuirmos para elevar a vibração dos habitantes deste planeta que é nossa casa ainda neste momento, mas que logo passará para um patamar mais alto se alcançarmos os 10% da população que vibrem em unissomo com a Fonte Criadora, para realmente sairmos deste cativeiro que eu considero que 99,99% nós colaboramos para isso, quando ainda desconheciamos a verdade Verdadeira e não essa falsa ilusão de vida nesta 3D....vamos continuando com o nosso trabalho de alerta a todos...gratidão eterna....JO

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails