((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

UM AMIGO - 02-10-2012 - AUTRES DIMENSIONS



Eu sou UM AMIGO. Do meu Coração ao vosso Coração, que a Paz e o Amor sejam.

… Compartilhamento do Dom da Graça …


Eu venho prosseguir o que eu vos disse, há alguns meses, quanto ao fato de se manter Tranquilo (ndr: ver as intervenções de
UM AMIGO de 12 abril (Yoga da Eternidade) e de 2 julho 2012 (estar Tranquilo), na seção «essenciais»). Porque manter-se Tranquilo é a melhor forma de se ajustar ao que vem. O que vem é a Luz. O que vem é o que era o Juramento d’A FONTE, o Retorno à Integridade, o Retorno à Luz.

O que vem necessita, de vós, do estabelecimento da vossa Consciência no vosso Coração. Porque, como o Guia Azul SERETI vos disse (ndr: sua intervenção de 30 setembro 2012), a Merkabah Interdimensional vai tomar o seu lugar definitivo no vosso peito. É este elemento que permite à crisálida romper-se e deixar a borboleta voar. Permanecer Tranquilo, se ajustar ao que vem, é, portanto, deixar trabalhar a Luz, deixá-la instalar-se, deixá-la implantar-se.

É não escutar nada senão ela e não mais as dúvidas e as interrogações do que vocês são, aqui. É observar a magia do Amor e a magia da Luz. É não interferir, não decidir, não se interpor, pela consciência ou por qualquer outra ação, a esta instalação.

Da vossa capacidade de Paz, da vossa capacidade de Alegria, do resultado das diferentes experiências e diferentes estados que vocês viveram, resulta este ajustamento. Mas este ajustamento é também, como o disse MARIA (ndr: sua intervenção de 22 setembro 2012) e como o repetiu MIGUEL (ndr: sua intervenção de 18 agosto 2012), aberto a cada Irmão e a cada Irmã, qualquer que seja a sua anterioridade, qualquer que seja a resistência ou as resistências de um momento anterior.

Desde que a alma esteja encantada pela Luz, a pessoa está mais apta a deixar trabalhar a Luz, a alma e o Espírito, ao nível do corpo inteiro e ao nível da Merkabah no Coração. Não reagir a isso é, já, ajustar-se. Não escutar as manifestações ou as recriminações do ego é, muito exatamente, o que vos ajustará e vos fará, efetivamente, ficar Tranquilo.

Claro que existem circunstâncias favoráveis. Isto refere-se também à natureza, como foi explicado por SNOW (ndr: sua intervenção de 1 setembro 2012). Isto refere-se também às regras alimentares, talvez um pouco mais rigorosas. Estas vos serão explicitadas por aquela que conseguiu, na sua encarnação, aproximar as criações deste mundo do seu sentido original, na sua ação, a Estrela HILDEGARDE (ndr: intervenção de HILDEGARDE DE BINGEN de 3 outubro 2012 [a ser liberada pelo AD]).

Existe, durante este período, um certo número de elementos sobre os quais eu insisti, há alguns meses, e que são ainda mais da atualidade (ndr:
ver a intervenção de UM AMIGO de 18 agosto 2012). A prática dos diferentes Yogas e, em particular a reunificação dos três Corpos, IM, IS AL, pela colocação das vossas mãos, a esse nível, é um dos elementos (ndr: no que se refere a esta ressonância do 10º, 11º e 12º Corpos, ver extrato do protocolo «Yoga Celeste: Integração da nova Tri-Unidade» inserida no fim da intervenção de UM AMIGO de 18 agosto 2012). Tudo o que contribuir para pacificar o corpo, para pacificar o mental e as emoções, é bem-vindo para vos ajustar.

As circunstâncias particulares vos chamam, a vocês também, para circunstâncias particulares, vos pedindo, na localização em que vocês estão, um esforço para permanecer Tranquilo, um esforço de vigilância para instalar esta Paz e esta Tranquilidade. Além disso, é a única coisa que vocês têm que realizar. Em relação, portanto, à vossa pessoa e não à Ação da Luz, que é independente da vossa pessoa. Mas acalmar a pessoa permite viver este Face a Face.

Apreendam bem que – independentemente do que quer que seja que vocês tenham conduzido como experiência, e como formas de vos fazer aproximar desta etapa – só a Consciência decide, no momento vindo, mas vocês podem fornecer-lhe elementos que vão suavizar o que vem.


Todos nós sabemos que o ser humano é concebido e está sujeito às alegrias e às tristezas e, por vezes, a situações novas e desconhecidas, que podem traduzir-se (e se traduzem inevitavelmente) por um sentimento de angústia perante o Desconhecido, perante um Face a Face e perante o seu próprio destino.


Eu tive a ocasião de vos contar a minha vivência, que me conduziu a viver a Unidade, a viver o Si e a viver a Última Presença (ndr:
sua intervenção de 19 novembro 2011). Hoje, são vocês, que estão em vias de viver isso. Mas lembrem-se que ela haverá sempre, se não for essa pontada no coração, essa angústia e, paralelamente a isso, a irrupção da Alegria e do Amor, total e real. E que não há, à priori, nenhuma dificuldade, no momento vindo, em escolher entre a angústia e o Amor. Mas antes que esse momento chegue, definitivamente, se vocês não permanecerem Tranquilos, a angústia pode tomar as rédeas.

Certamente, existem elementos (sobre os quais vocês talvez tenham trabalhado) referentes ao que foi chamado, por BIDI, o questionamento, a Pesquisa e a Refutação (ndr: ver as intervenções de BIDI na seção «essenciais»). Nos momentos de oscilação, por vezes penosos, lembrem-se disto: que, a cada momento, vocês têm a escolha entre aceitar a angústia, ou aceitar o Amor. E que o humor não é qualquer coisa que se impõe a vocês, ou que é secretada (segregada) por vocês, mas que resulta, diretamente, do estado da Consciência num dado momento.

O Amor é o antídoto da angústia e o que vem é Amor. Não como vocês o desejariam, não como vocês o sonharam ou imaginaram, mas tal como ele É, realmente, e na Totalidade. Quaisquer que sejam os sintomas desse corpo, quaisquer que sejam os sintomas do vosso humor, lembrem-se que esse corpo, como esse humor, não têm senão um tempo. E que esse tempo termina com a chegada da Luz. A respiração também pode ser uma ajuda para vocês, a fim de estabilizar o vosso humor.


O Apelo da Luz, tornando-se cada vez mais premente e, em particular, manifestando-se pelas Vibrações dos Triângulos Elementares da cabeça, estes podem chamar-vos à Terra, à Água, ao Fogo, a qualquer elemento que seja (ndr: os Triângulos da cabeça estão desenvolvidos na seção «Protocolos a praticar/As 12 Estrelas de Maria»). Se o Elemento correspondente ressoa na vossa cabeça, é porque é tempo, para vocês, de se interessarem por esse Elemento.

O Apelo da Luz torna-se mais específico para cada um de vocês. Da vossa capacidade de lhe responder, resultará também a vossa capacidade de viver o Face a Face. Então, certamente, na vida normal, há as vossas ocupações, as vossas obrigações. Mas a Luz, também, vai lembrar-vos que ela tem obrigações e que não são sempre as mesmas como as vossas. Tornar-se-á, de qualquer modo, cada vez mais fácil a vocês Verem Claramente o que é da ordem do ordinário (vulgar) e o que é da ordem do extraordinário. Porque o que vem é extraordinário, em todos os pontos. E o que vem pede, efetivamente, este ajustamento.


Mas este ajustamento não está, simplesmente, relacionado com os Apelos, diversos e variados, da Luz, que vos serão próprios. Não é somente vigiar o que volta a vocês, mas é também vigiar o que sai de vocês. Os pensamentos. Tudo o que se refere aos pensamentos de julgamento, de emissão de um comentário sobre qualquer Irmão ou Irmã que seja, serão contaminados de resistência, porque a Luz não faz diferença entre vocês e aquele com quem vocês têm um diferendo: este diferendo não existe senão para a pessoa, ele não existe, portanto, para a Luz. E exprimir um diferendo, ou exprimir assim qualquer coisa, vai criar uma resistência no ajustamento à Luz.

Ser-vos-á muito mais fácil descriminar, cada vez mais, os momentos passados na resistência e os momentos passados no Abandono do Si. Dessas passagens sucessivas vocês compreenderão, e vocês aceitarão, permanecer Tranquilos. Mas é preciso dar já o primeiro passo, de ver, realmente, a Luz em Ação, relativamente à vossa própria ação ou reação.


A diferença de efeito e de impacto vos aparecerá, talvez, no início, como cada vez mais preocupante. Se os pensamentos permanecem fortes em vocês, habituem-se a elaborar pensamentos de Paz, de gratidão e de Amor, para a Vida. E para o conjunto, não tanto dos vossos próximos (familiares), mas do que vocês podem considerar como errado como, talvez os inimigos, ou, em todo o caso, as pessoas, os Irmãos e as Irmãs, que não vos atraem. Não numa qualquer vontade mas antes numa Radiância de Amor, vos preparando para Ser esta Radiância de Amor.

O que vem é, muito exatamente, em multiplicado, o que vocês vivem desde há algum tempo. Qualquer que seja a etapa e o estado da vossa Alegria, qualquer que seja a etapa e o estado das vossas Vibrações (ou do seu desaparecimento), da vossa capacidade e da vossa facilidade em mudar de estado, resultará a vossa adaptabilidade, no momento vindo. Quanto mais facilmente passarem de um estado para outro, mais facilmente passarão da absorção da Luz a um retorno na pessoa, e mais isso será a garantia do ajuste que se faz.


A Integração das Passagens, tal como eu o comuniquei (ndr: ver sobre este tema as intervenções de UM AMIGO de 7 maio 2012 e de 18 agosto 2012, na seção «essenciais» e o protocolo «Yoga da Eternidade: Integração das Passagens», na seção «protocolos a praticar»), vos permitirá implantar mais facilmente, e deixar implantar, a Luz da Merkabah, no vosso peito e no corpo. Vocês aprenderão, de qualquer modo, cada vez mais facilmente e rapidamente, a funcionar no seio dessa pessoa, também, embora manifestando os outros estados. Haverá cada vez menos separação, as Passagens se farão cada vez mais facilmente. Até vos dar a percpeção de que não há mais Passagens, mas qualquer coisa que está quase lá, em permanência, o que quer que vocês façam, ou não: esse é o objetivo.


A instantaneidade desta Passagem será tal que, eventualmente, vocês serão ajustados, em permanência, ao que vem. Vocês constatarão então que todo o questionamento não tem mais sentido, que mesmo os medos, que poderiam aparecer, se dissolvem em si mesmos, sem intervenção da vossa parte. E que se vocês estiverem desestabilizados, vos basta permanecer Tranquilos para estarem restabelecidos, o mais rapidamente possível. Qualquer que seja a angústia ou o medo que apareça, se vocês não lhe derem o controle (ou seja: nem Atenção, nem Intenção), vocês reintegrarão rapidamente a Morada da Paz Suprema, ou pelo menos a Alegria.

O que vos pode parecer desestabilizador, num primeiro tempo, e angustiante, se tornará, de qualquer modo, o vosso natural e a vossa norma, sem o procurar, porque isso será sempre, a Inteligência da Luz que agirá. Esta Inteligência da Luz, e esta condensação de Partículas Adamantinas à vossa volta, construirá esse Novo Mundo sob os vossos olhos, vos dando, de qualquer modo, a darem, aí, os vossos primeiros passos, as vossas primeiras incursões, e a desenvolver a vossa Vida.


Ajustar-se ao que vem é, portanto, Abandonar tudo o que é velho, tudo o que foi construído, pela pessoa, como estratégia de defesa ou de proteção. É verdadeiramente tornar eficaz a Lei da Graça, é tornar eficaz o Amor e a Paz, em si e sobre o mundo.

 
O que se desenrola, e se desenrolará, se tornará tão intenso (quer seja na percepção, na vivência, nas modificações do vosso humor), que se tornará para vocês cada vez mais fácil se estabelecerem no que é agradável, e bem mais importante que tudo o que, antes, vos parecia como importante, mesmo fundamental. A implantação da Luz que está a acontecer, tanto na Terra como em vocês, a chegada da Onda Galáctica, assim como os sinais denominados Celestes, assim como os sinais da Terra, vão tornar-se cada vez mais sincrônicos e aparentes.

Estes sinais, que vocês poderiam qualificar de exteriores, não são, definitivamente, senão um Apelo Interior para a Luz. Todos estes sinais, e todas estas modificações ambientais, têm um só objetivo: estabelecer a Luz. E, em vocês: vos levar de volta ao que vocês São.


Durante este período vocês notarão que aquele que sofre é o que se opõe à Luz, mesmo pretendendo procurá-la. E que se a Luz estiver, realmente, instalada e implantada, nenhuma angústia, nenhum medo, pode subsistir. Tudo resultará desta capacidade de acolhimento e de ajustamento. 

Vocês experimentarão, cada vez mais, uma sensação de Paz como nenhuma outra, mesmo independente dos vossos Alinhamentos e dos vossos momentos Interiores. Como um sentimento, por vezes mesmo, de irrealidade, enquanto o que, até o presente, vos parecia irreal, vos parecerá como cada vez mais real, nas vossas noites e nos vossos contatos.


Qualquer que seja o aspecto espetacular, cada vez mais impregnante, da Luz, vocês constatarão que vocês poderão realizar o que é para realizar, talvez muito mais facilmente do que nestes últimos meses. Mas com um sentimento de irrealidade cada vez mais pronunciado, em relação ao Real e à Verdade, que surgirão preferencialmente nas vossas noites. Porque, nesse momento, a ausência de radiação Solar, para vocês, se traduz na densificação das Radiações Cósmicas, das Radiações de Luz, e, portanto, na percepção destas Radiações, de maneira muito mais probatória e palpável do que antes.


Ajustar-se ao que chega é, portanto, dar-se os meios de permanecer Tranquilo. É dar-se os meios de acolhimento, de dar espaço em vocês, para aqueles dentre nós que vos contactam, de maneira cada vez mais, aí também, palpável. A aceitação da Luz, nesta fase, se traduzirá sempre por uma Paz renovada, por uma desidentificação renovada da pessoa, por um renovado sentimento de irrealidade, que poderá vos fazer ver, realmente, este mundo como um cenário de papelão, onde nada é real.


E isto vos vai trazer uma grande Paz, mesmo que isso possa ser, num primeiro tempo, desconcertante e desestabilizador: muito rapidamente, a Paz encontrada nestes momentos, vos demonstrará que vocês não estão sonhando e que vocês não estão tentando fugir da vida, mas antes retornando à Vida.

Se a Onda da Vida vos percorre, vocês constatarão que ela aparece nas extremidades mais distantes do vosso corpo: mãos, pés e cabeça. O Canal Mariano será preenchido de Fogo. A Vibração e as pressões, tal como eu as descrevi, na caixa torácica, se tornarão cada vez mais intensas. Eu vos remeto para o que eu já disse, a este nível (ndr:
ver a sua intervenção de 7 maio 2012).
O aparecimento das Vibrações das Portas do peito (AL, UNIDADE, KI-RIS-TI, ATRAÇÃO, VISÃO) e também dos Corpos OD e ER (ndr: 8º e 9º Corpos), se tornarão, aí também, mais que palpáveis e presentes. Vindo reforçar, desde o momento em que a pessoa se silencia, a Paz, e o fato de permanecerem Tranquilos.

Lembrem-se também que, cada vez mais, a Luz vai tornar-se alimento (e isto a todos os níveis), afastando de vocês outros tipos de alimentos. Sigam não só os vossos sentimentos, mas, bem mais, o que vos conduz à Paz e à Tranquilidade, mesmo que isso possa vos parecer confuso, para a vossa consciência ordinária (normal), para a personalidade.

Se a Paz ou a Tranquilidade vos parecem diminuir, no momento em que ela está presente, em função da ação da vossa pessoa, é a ação da pessoa que não está certa. Da mesma forma que, nos encontros, há uma modificação dos Sons que vocês percebem, entre a esquerda e a direita, como isso foi explicado por SRI AUROBINDO (ndr:
sua intervenção de 21 maio 2012).

Mas, além disso, a qualidade do humor vos indicará, não podemos dizer mais claramente, se vocês estão no Abandono do Si, na Paz e na Tranquilidade, ou na resistência. Porque a resistência se traduzirá sempre por um medo, uma angústia, um questionamento, e porque a ação da Luz, e a cessação da vossa ação, vos estabilizará na Paz e na Tranquilidade.


Existem, portanto, marcadores extremamente simples, bem mais do que todos os questionamentos, que vos dirão onde vocês estão, no instante em que vocês o viverem. E lembrem-se que quanto mais Paz e a Tranquilidade, e o sentimento de irrealidade, crescerem, mais vocês estarão Tranquilos; e mais vocês serão banhados pela Luz e alimentados pela Luz.

É nesse momento que vocês constatarão que a vossa fisiologia, na medida em que se modificou, se modificará ainda mais. Tudo o que vos parecia uma necessidade vital, ou habitual, parecerá desaparecer, também. Da vossa capacidade de aceitar estas modificações e estas transformações, resultará o vosso humor, de Paz ou de preocupação.

O Amor se tornará tal que ele vos submergirá. Aí também, vocês vão resistir ao Amor? Vocês vão querer mantê-lo prisioneiro, ou vão deixá-lo estabelecer-se, na Paz e na Tranquilidade? Estas são questões muito simples para se colocarem, no momento em que vocês as viverem. Porque, de maneira inabalável, quer isso seja o sentido do vosso humor, quer isso seja o sentido de uma atividade mental, isso é extremamente fácil de identificar.


E, portanto, isso vos permite determinar, instantaneamente, onde vocês estão: na Luz, ou no exterior da Luz. Não mais, somente, como um estado de transformação Vibratória da Consciência (uma vez que a Consciência é Vibração), mas mesmo da vossa capacidade de Transcender a própria Consciência, para ir até à a-consciência.



O que vos poderia parecer loucura vai tornar-se, para vocês, mais Claro, e vai vos aparecer, cada vez mais, evidente. Sigam, portanto, o que a Vida vos oferece para viver. Desapareçam, para dar lugar ao conjunto da Luz. Permaneçam Tranquilos. Como disse o Mestre PHILIPPE: ser Nada, para Ser Tudo (ndr: intervenção de PHILIPPE DE LYON, de 2 outubro de 2012). Aí está Shantinilaya. Aí está a Ascensão.

Se vos parecer alternar, frequentemente, nos vossos medos, apreendam bem que, durante este período, a Luz ilumina os medos. Não para os impor a vocês mas, antes, para que vocês os aceitem ver, e para os verem evacuar-se de si mesmos. Há também, a este nível, formas de proceder, que vos foram dadas (com cristais, com gestos, com Yogas), para se deixar submergir pela Luz e não pelo medo (ndr: ver a seção
«Protocolos a praticar – Protocolos prioritários»).

Deem ao vosso corpo o que ele pede, porque, durante este período, é muito mais provável – que os vossos hábitos, ou os vossos gostos - saber aquilo de que precisa (e isto a todos os níveis e não unicamente para os alimentos).


Se vocês praticarem esta abordagem (de maneira muito simples, porque ela é evidente e lógica), vocês não terão absolutamente nenhum problema para viver, na totalidade, o Coração e o Amor. Não mais como um estado, não mais como uma experiência, não mais como uma busca, mas como, verdadeiramente, a vossa Natureza real. Todo o resto, então, desaparecerá sem nenhuma dificuldade.

O mental vos parecerá, nestas circunstâncias, cada vez mais difícil de destacar. Porque se houver um problema, a solução surgirá antes mesmo que o mental tenha tido tempo de se pôr em ação. Isso não serão mais impulsos da alma ou do Espírito, mas evidências da Luz, que vos aparecerão como tal.


Estes são alguns elementos complementares que eu tinha para vos comunicar, relacionando este ajustamento ao que chega. Se nós tivermos tempo, e se há questões complementares em relação a isso, Irmãos e Irmãs, eu vos escuto.


Questão: Poderia explicar melhor o que isso significa «ajustar os Elementos em si»?

Querida Irmã, eu te remeto, para isso, na intervenção perfeitamente documentada da Estrela SNOW (ndr: intervenção de 1 Setembro de 2012). O Apelo de um Elemento traduz-se sobre os Triângulos Elementares (sobre um dos quatro Triângulos, ou sobre vários dos quatro Triângulos). Se o Elemento te chama, nesse momento, conforta-te no Elemento. 


O Elemento Água chama-te perto da água. O Elemento Fogo chama-te perto do fogo ou do Sol. O Elemento Ar chama-te perto do ar e, portanto, perto do que torna o ruído audível do ar: as árvores. Se a Terra te chama, deita-te sobre a terra.
 
Questão: Permanecer Tranquilo, no seio do trabalho, é deixar a Luz guiar os nossos passos, mesmo no seio desse trabalho?
Aquele que se Abandona à Luz e aquele que está Abandonado ao nível do Si (que Abandona o seu Si), não sofre nenhuma diferença de humor ou de estado, quer ele esteja nesse lugar onde tu estás, ou no seu trabalho. Enquanto persistir em ti uma diferença de percepção de ti mesma, do teu humor, entre o fato de estar num momento privilegiado (ou num lugar privilegiado) e uma atividade que te parece, ao nível da pessoa, intolerável, existe distância entre o efêmero e o Eterno. E não sobreposição, e não desaparecimento do efêmero.

As circunstâncias da tua vida, durante este período, quaisquer que sejam, são muito exatamente aquelas que são precisas, para realizar o que tu tens que ser.

O que está contrariado no trabalho (se é esse o caso) será sempre a pessoa e, em nenhum caso, a Luz. Daí podes deduzir que, se te sentes contrariada, é a ação da personalidade. Se tu estiveres em Paz num lugar ou num espaço perturbador, então, o amor está aí.


O ajustamento ao que chega, ajustar-se ao que chega, é justamente fazer esta aprendizagem: não ser mais desestabilizado, por uma circunstância tanto exterior como Interior.

Nós não temos mais perguntas, nós lhe agradecemos.

Do meu Coração ao vosso Coração, na Paz Suprema do Amor, comunguemos alguns instantes.

... Compartilhamento do Dom da Graça ...




Eu sou UM AMIGO. Eu vos digo até breve.



Mensagem de
UM AMIGO no site francês:
http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=1631

02 de outubro de 2012

(Publicado em 03 de outubro de 2012)
Tradução para o português: Cris Marques e António Teixeira


F.D.U - http://fontedeunidade.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails