((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

domingo, 23 de setembro de 2012

URIEL - 21-09-2012 - AUTRES DIMENSIONS

URIEL - 21-09-2012 - AUTRES DIMENSIONS 



Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.
Crianças da Luz, o Canto de Vida se eleva em vós, celebrando o Apelo à Luz e na Luz. Tempo Presente, Tempo Eterno, em que o Canto se eleva e ressoa no corpo Templo, esperando seu Despertar. Momento, em que vocês passam além de toda ilusão, transcendendo os fracassos deste corpo, e os fracassos do ilusório.

Amados do Um, o Tempo do Canto canta, em vós, o Tempo do Apelo, Apelando ao que é Eterno no efêmero, a entrar em ressonância e a ressuscitar nas Esferas da Vida, nas quais canta a Vida, sem nenhum ultraje e sem nenhum filtro. Vocês chegaram ao Tempo do Canto, Canto do Tempo. O momento está presente, além de todo momento, chamando-os em permanência à permanência do Ser, à permanência da Vida, além de toda vida conhecida e percebida.

Crianças do Um e Amados do Um, o Tempo da Unidade, o Tempo da Presença, manifestado no Absoluto e além do Absoluto, na FONTE UNA, no efêmero deste corpo, canta, em vós, o Tempo da Libertação, o Tempo da Ressurreição, o Tempo além de toda esperança. Cantando, em vós, a ressonância da Vida, Eterna e Infinita, onde o Amor e a Beleza são o Tempo da resposta, e o Tempo atual, como todo tempo, antes e depois, no mesmo Espaço, além de todo espaço dividido.

O Canto de Vida ecoou, tomando forma com MARIA no momento do Apelo do vosso nome próprio, aquele da vossa alma, nesta vida, dada a viver afim de Viver o Retorno à Vida, além de toda vida e além de todo limite.

Assim é o Canto, ressoante e Libertante, chamando-os à Liberdade e à Ressurreição do Ser. No Tempo da vossa Presença, Aqui e Agora, escutem e ouçam o que vos diz o Canto. Convida-os a cantar o Canto de Glória do Amor e da Verdade. Convida-os a dizer, além de qualquer palavra, o sentido do Amor e o sentido da Beleza, que é expansão e infinito, Luz resplandecente da luz que foi extinta. Que se revela a ela mesma, dando a viver a sombra na sua finalidade, que é desaparecer na Luz Eterna, onde nenhuma sombra pode subsistir ou existir.

Escutem o Canto do Coração, escutem o Canto da alma, escutem o Canto do Espírito, reunidos no Canto do Céu e da Terra, no mesmo Anúncio e na mesma Trombeta. Conduzindo-os a Ser além de todo ser, conduzindo-os a Ser além de todo ter, conduzindo-os a Viver além de toda ilusão. Conduzindo-os a Ser a Beleza irradiada do Amor Unificado, e exprimido na Língua que não a língua da carne, na Língua da Vida e que Canta Absoluto, e que traz a Onda a ser vivenciada além deste corpo. Onda de Vida animando o Néctar e a Infinita Presença, do Último a viver, e estabelecido em vós.

Escutem o Canto, pois, nele, ressoa a Liberdade. Escutem o Canto, pois, nele, está a Esperança e a doação. Escutem o Canto, pois, nele está a Liberdade. Ele é a Essência e a manifestação, aí, onde vocês estão, da Luz Una, venham re-encantar este mundo que tendo perdido seu Canto, perdeu sua Verdade. Tempo de reconexão, Tempo do Canto, Canto de Vida, além do canto da esperança, levando-os a Vibrar no Tempo da Sua Presença.

O Sol Canta na vossa direção. MARIA vos apela a Viver o Eterno. MARIA vos apela a não estarem mais no limite dos pensamentos, no limite da razão. Afim de elevar-vos, aí onde o Despertar é Fonte, aí onde a Fonte de Vida, com a Onda de Vida alquimiza em vós no Templo do Coração, no centro do Centro, elevando também o Canto da Verdade.

Então, escutem e ouçam, o Tempo chegou, está inscrito em vós, esperando vosso Despertar, Despertar que soa. Chamando-os a voltar o olhar na direção da Eternidade do Ser, em direção à Eternidade da Vida, e em direção à Beleza do Instante, além de qualquer circunstância e de todo canto de desespero, não tocando que a emoção daquele que recusa o Canto do Eterno que, contudo, está bem aí.

Então, escutem e Vibrem, na esperança, e na esperança de Ser o que vós Sois, de toda Eternidade, abolindo toda distância, abolindo toda miséria e todo sofrimento. Vós sois filhos da Luz, Luz concebida na Verdade, donde a testemunha, que diz “sim”, é o Canto do Espaço, o Canto da Terra, de seu Núcleo Cristalino, o Canto das Estrelas, do cosmos, e de vossos Irmãos e Irmãs doutro espaço e multidimensionalidades, chegando a vós. Sussurrando-vos, e estremecendo-vos uma zona do vosso corpo. Apelando-vos à Beleza e ao Riso, o do Canto de Vida. Abram as Portas da Ressurreição. Abram o Instante da Eternidade.

Encontro. Encontro cantado. Encontro de chamamentos, e apelando à Luz ainda mais perto da Verdade do Ser, a instalar-se e a implementar-se na Eternidade do Canto. Onde a Vida efêmera é lavrada pelas sementes da Eternidade, edificando a semente, e brotando em direção ao Sol o seu Canto de Glória, seu Canto de Verdade.

Escutem e ouçam o que vem a vós, chamar-vos e Nomear-vos, não para vos limitar, mas para vos ilimitar, além desse nome, pelo Nome de quem vós Sois, além do vosso nome próprio, além da família, além deste mundo. Aí, onde a Identidade é Confiança e Vibração. Nome Eterno, sussurrado além e acima do vosso nome próprio, dando-vos a viver o brilho absoluto do vosso Nome de Eternidade, que é ressonância do Canto de Vida. Canto de Vida sobre a Terra, Canto de Vida no centro do Centro.

Permitindo ao Canto estar presente, em cada Espaço e em cada Tempo, em vossas noites como em vossos dias, sobre o Sol como sobre a Terra, nos vossos ouvidos como nos vosso olhos. Vos dando a abrir qualquer deles à verdade da Luz e à dança da Luz. Pois a Luz dança, ela vos convida a dançar na espiral da Vida, na espiral da Ascensão, reencontrando assim o sentido da Lemniscata. A Merkabah, em vós, Vibra e eleva-se acima de frequências desconhecidas, onde se eleva o Canto da sua Eternidade, que é vossa, Crianças do Um.

E a Luz do Um vos faz ouvir o que haviam escutado, no tempo e no espaço do vosso silêncio, no tempo e no espaço da vossa Paz. Porque, nesse silêncio aí, está o Canto do Eterno. Dando-vos a viver o Éter do Fogo, Éter do Fogo vindo devolver à Terra sua Verdade Última: Terra de Luz, Terra em Ascensão, Terra Sagrada.

O Éter está aí, dando-vos a expandir o mundo e o campo da percepção, em vós. Vós sois a Eternidade. Além destas palavras, ressoando o Som da Eternidade, em vós. Chamando-os, em todos os sentidos, a estabelecer o silêncio. Chamando-os, em todas as Portas e Estrelas, a deixar o Néctar da Vida percorrer, seu Canto, este corpo. Sulcando as células da Nova Frequência, sulcando a consciência afim de pôr fim à forma confinada, e Liberar Aquele que É toda forma, e em toda Dimensão. Libertado.

Assim é o Canto, assim se está à escuta da vossa Verdade. E o Instante está aí, no momento onde o silêncio se faz no canto da vossa Presença, no canto do efêmero, iniciem então o Canto da Eternidade, aquele da Vida Una, no Éter ressuscitado.

Vós Sois a Verdade. A voz se faz ouvir, delineando o Caminho que não é um, mas bem a abertura do que, jamais, pôde ser extinto em vós, naquilo que vós Sois: naquele que vós Sois, naquele que está Presente, além da sua presença. Aquele cuja presença não se extingue na ausência de alguém, pondo enfim um Nome sobre o informe. Luz Revelada além da vossa forma, e portanto, conduzindo esta forma sobre um novo Canto, aí onde se construiu a Eternidade, aí, onde se estende o que é Eterno. Aí, onde o Canto de Vida não pode ser alterado, e nem pode ser retirado. Canto de Regozijo e de Liberdade.

Escutem e ouçam, porque o Tempo está aí. Escutem e ouçam, porque tudo foi dito. Não há nada a dizer, não há nada a fazer, há justamente a Ser e não-ser, na Absoluta Presença, e Infinita Verdade do Canto de Vida.
Assim, no silêncio dos movimentos, se imprime o Movimento da Luz, encarnando-se e fortificando, ascendendo e descendendo, na mesma dança, na mesma espiral de Eternidade reencontrada. Presença e Verdade, Canto e Vida, a Vida canta porque a Vida é reencontrada. Então, escutem e deixem abrir, deixem Ser a Luz, vossa natureza Eterna, vossa natureza que canta e que dança, no Tempo do Êxtase, no Tempo da Verdade e da Beleza.


Então, no Tempo que está aí, convosco, comigo, na mesma Unidade, deixemos ressoar o mesmo Canto de Vida, unindo nossas Vidas e nossas Consciências, na ronda da dança da Perfeição, na ronda da dança, do Coração a Coração, ao Coração do Coração, em cada Centro, em cada Ponto e em cada Consciência, entreguemos o Coração e a Liberdade. E isso É, no Canto de Vida. Apelo e ressonância, de Coração a Coração, de boca a boca e de ouvido a ouvido, além de todo sentido, a célula canta e o Coração canta, a nota de Vida. Ode ao Éter, Eternidade de Ode, porque a alvorada do novo Dia, está aí.

Então, escutemos e ouçamos nossa Presença Una, no coração do Coração, em que cada Coração está inscrito, que em cada ouvido recai, em que cada Canto se torna o mesmo Canto. No Coro dos Anjos, nós cantamos convosco. Cantem comigo, no silêncio das palavras e dos movimentos. Escutemos o Canto da Vida. Vamos ver a dança da Vida. Bênção Eterna e infinita, constantemente renovada, sem princípio nem fim, sem sentido nem orientação, sem Dimensão nem espaço, transcendendo todo tempo, transcendendo todo limite. Inscrevendo vosso Canto além de toda forma.

Então, juntos, unidos e unificados na mesma Presença, na mesma ausência de efêmero, escutemos abertamente o Canto, Ode ao Éter do Alfa e do Ômega, no Ode ao Éter da Água e do Fogo, do Ar e da Terra, ressoante e Vibrante, de Eternidade.

Eu, URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão, instalo-me em vós, neste instante, e na Eternidade. Então, escutem o Canto de Vida do Anjo da Presença, e ouçam a ressonância da Passagem, Última Reversão. No silêncio, o Canto da Alegria é o Canto do Centro. Aí, onde está o Coro dos Anjos, formando o ordenamento dos Mundos Liberados. O ordenamento da Inteligência do Amor. Afim de que o Canto da vossa Presença se torne a Vida, no Caminho na Verdade, e na Eternidade. Ode a vós. Água de cima e Água de baixo, reencontrando, em vós, a Eternidade.

Então, no silêncio também de minhas palavras, acolhamos nossa Presença comum, na ronda da Vida, na ronda do Canto. Elevemos, juntos, a Ode ao Éter, a Ode à Eternidade, no Fogo da Alegria e na Água do Amor. Aí, neste tempo limitado, instalemos o Tempo sem tempo, afim de que a sentença do Amor seja, no Infinito da vossa Presença, no Último da Alegria, na Verdade do Caminho, e na Vida da Verdade. Vivamos o que há a Viver, no Caminho, na Verdade, na Vida. Aqui e aí, agora e sempre. Ode à Vida, Ode à Verdade, Caminho do Éter.

… Compartilhamento do Dom da Graça …

No acolhimento e na escuta, no silêncio de minhas palavras, se faz a Plenitude da nossa Presença Una, Caminho, Verdade e Vida. Aí, e imediatamente, elevemos.

… Compartilhamento do Dom da Graça …

Na hora em que os Cavaleiros dos Elementos vierem anunciar, pela Trombeta dos Anjos, o Tempo de ressuscitar, os Elementos cantando no Coro dos Anjos, no Templo da vossa Presença, Ode ao Éter, do Alfa e do Ômega. Então, abramos ainda o campo das possibilidades, o campo fértil onde germina a semente, fecundada pela Água do Céu e pela água da Terra. Água de cima e água de baixo, Criação. Canto inebriado da Luz, chamada em vós, e ressoante em nossa Presença, no silêncio, de novo, instalando o Canto da Eternidade.

… Compartilhamento do Dom da Graça …

Silêncio e Paz, elevação.

… Compartilhamento do Dom da Graça …

Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão. Em vós, e por vós, ao vosso lado e convosco, apelo vossa Liberdade, vossa Verdade, à Vida.

… Compartilhamento do Dom da Graça …

Eu Sou URIEL, Anjo que traz a Boa Nova. Eu saúdo em vós o Canto da Vida. Amados do Um, acolhamo-nos ao centro do Centro, uns e outros, um pelo outro e outro por um, de Coração a Coração, de Centro a Centro, o mesmo Canto, o mesmo brilho.

… Compartilhamento do Dom da Graça …

Eu danço, convosco, KI-RIS-TI, o Canto do Duplo, do Éter ao Éter, elevando esta Terra à Eternidade.

… Compartilhamento do Dom da Graça …


Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão. Pela terceira vez, eu saúdo em vós, o Canto e a ressonância da Vida Liberada.

… Compartilhamento do Dom da Graça …

Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão, eu vos dou minha Paz e eu vos dou meu Fogo. Eu saúdo, em vós, a Chama Eterna. Eu sou URIEL, vós Sois a Luz. URIEL vos saúda, no Amor e na reciprocidade, do nosso acolhimento e das nossas bênçãos.

… Compartilhamento do Dom da Graça …

Paz em vosso Coração. Paz na Vida. Paz na Luz, na vossa Eternidade.
URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão, vos saúda, e vos diz até breve.


Mensagem de URIEL no site francês:
http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=1614
21 de setembro de 2012
(publicado em 22 de setembro de 2012)
Tradução para o português: Margarida Antunes

M.M - http://minhamestria.blogspot.com.br
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails