((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

sábado, 22 de setembro de 2012

RAPHAËL - 20-09-2012 - AUTRES DIMENSIONS



Eu sou RAPHAEL Arcanjo. Bem amados Filhos do Um, eu venho me exprimir e irradiar enquanto Arcanjo da Cura.  Permitam-me, em um primeiro tempo, de Comungar com vocês e em vocês, antes de me exprimir.

 ...Compartilhamento do Dom da Graça...

Eu me dirijo a vocês todos, tanto inscritos em um corpo carbonado quanto a sua consciência. Corpo carbonado que vocês sabem perecível, falível e efêmero, no seio de leis falsificadas nomeadas Ação/Reação, Bem/Mal, ou Carma.

Tudo o que é perecível, tudo o que esqueceu sua conexão com A Fonte, é sofrimento.  Toda doença, toda desordem, todo mal-estar ou indisposição (inscritas na consciência deste corpo) é apenas a resultante da aplicação da Ação/Reação.

Não pode existir, de maneira alguma e de modo algum, a possibilidade de erradicação do sofrimento, no seio desta lei, pois todo sofrimento, e vocês o sabem, é substituído por um outro sofrimento, um outro mal-estar, uma outra indisposição.

Inúmeros de vocês, tendo acessado o Si e a Unidade, puderam observar o abrandamento dos sofrimentos e feridas diversas, sem, mesmo assim, poder fazer desaparecer, na totalidade, esta noção de sofrimento que está inscrita em todo corpo carbonado, cortado da Fonte.

O sentido da minha Presença entre vocês, antes do encontro com o Arcanjo MIGUEL, inscreve-se na explicação e na vivência da abolição de todo sofrimento. A lei da Ação/Reação faz com que (para o corpo que vocês habitam, bem como para a consciência limitada) a única saída ao sofrimento seja, pois, a reação a uma manifestação dolorosa.

Quer esta reação se situe na química, quer esta reação se situe na Consciência ou que ela se situe no nível do que vocês chamam Corpo Sutil; o que quer que sejam; as leis deste mundo obrigam a apelar a uma lógica, seja ela química, energética ou ligada ao Espírito encarnado.

A aplicação da Ação/Reação permite limitar e fazer desaparecer um determinado sofrimento e chama, então, uma Cura possível, concernindo um golpe, qualquer que seja ele. Todo golpe deste corpo carbonado, todo golpe desta consciência limitada, será sempre, em definitivo, somente o resultado das linhas de resistência ou das linhas de predação tendo existido em um desenrolar linear do tempo, concernindo o passado deste corpo ou o passado de outros corpos, nos quais vocês experimentaram a encarnação.

A solução encontrada, qualquer que seja a via escolhida, põe fim a uma problemática, mas não suprimirá jamais o conjunto das problemáticas, da falibilidade, da efemeridade e da perecibilidade deste corpo, uma vez que está inscrito na Ação/Reação. Quaisquer que sejam as explicações, quaisquer que sejam os meios aplicados, eles serão sempre inscritos na Ação/Reação e jamais na Ação da Graça.

A Ação da Graça resulta da redescoberta do estado de Graça, bem como da vivência da Graça, permitindo transcender e escapar da lei da Ação/Reação, e de estabelecê-los na lei da Graça, lei dos Filhos da Lei do Um, que isso seja na Unidade, em seus últimos estados ou no Absoluto.

O que se manifesta sobre esta Terra (e se manifestará, de modo cada vez mais evidente) em vocês como ao redor de vocês, sobre a Terra ou no Céu, vem pôr fim à Ação/Reação, substituindo-a pela lei da Graça. Tudo o que é resistência, desde o instante em que vocês a isso opõem uma química, uma consciência, uma explicação, só faz, definitivamente, equilibrar esta linha de resistência, fazendo-a, aparentemente, desaparecer deste corpo como desta consciência limitada.

Mas, não existe possibilidade de erradicação, e, pois, de abolição do sofrimento. Este resulta (além da linha de resistência em causa em tal afecção) somente e em definitivo, da ruptura da imortalidade, da ruptura da Consciência Eterna, do confinamento, do isolamento e da ignorância do que vocês São.

Desde o instante em que vocês descobrem o Eu Sou, o Eu Sou Um e o Absoluto, o que é nomeado Ação/Reação não podem mais manter sua Ação ou sua Reação, tanto neste corpo quanto nesta consciência limitada e dependente deste corpo.

A Ação Micaélica, a Ação total da Luz da Fonte, vindo realizar a Juramento, permite considerar a Cura definitiva de toda resistência, de toda alteração da Lei do Um. Para isso, é evidente que a consciência deve cessar de funcionar segundo o princípio da Ação/Reação.

Inúmeros humanos tendo estado encarnados e que, atualmente, fazem parte de Assembleias de Luz, lhes falaram de um certo número de Elementos concernentes ao fim de toda resistência, ao fim de toda predação, e o retorno a uma outra Dimensão, Liberada e Livre, inscrita sob a égide da Lei da Graça, que é Liberdade e Liberação.

No que diz respeito a esse corpo que vocês habitam, no que diz respeito à parte limitada e efêmera do que vocês São, presente e inscrita na realidade tridimensional de vocês, ela deve permitir a Ação desta Luz, a Ação do Amor. Para isso, e vocês se dão conta por si mesmos, é indispensável permanecer tranquilo, não reagir, não procurar uma reação a um sofrimento.

Isso demanda um aprendizado do fato desta novidade, para vocês, nesta consciência limitada, do retorno da Luz, em totalidade. Isso apela a sua própria experiência e não a uma crença qualquer. Deixar agir a Luz, pelo Abandono à Luz (e, possivelmente, pelo Abandono do Si), lhes permitirá constatar, por si mesmos, pela experiência, que as zonas de resistência, as zonas de sofrimento, desaparecem por si mesmas, desde o instante em que vocês aceitam nada fazer.

Isto tornar-se-á cada vez mais evidente para a consciência de vocês. O golpe da integridade física ou psíquica que poderia aparecer em todo corpo desta Terra, durante o período que vai da intervenção de MIGUEL até o solstício de inverno [NT: verão no Hemisfério Sul], lhes permitirá Liberar toda resistência, pela não ação, pelo Amor e pela Paz (ndr: de 22 de setembro a 21 de dezembro de 2012).

Se algumas formas carbonadas (a de vocês ou as que lhes são conhecidas) vierem a manifestar resistências mais fortes, e, pois, sofrimentos mais fortes, ser-lhes-á conveniente de se reposicionarem, pois toda manifestação de resistência, de sofrimento presente desde esta data, somente fará traduzir, em vocês, a manifestação da expressão de suas próprias resistências, de suas próprias linhas de predação, de seus próprios confinamentos.

A Ação da Luz Vibral não é, certamente, de tornar doente, mas simplesmente aclarar, por vezes de modo violento, o que deve sê-lo, no nível das últimas zonas da Sombra, deste corpo ou de sua consciência limitada.

A experiência que é para viver, o que é a conduzir, vai permitir-lhes observar claramente, pela Transparência e pela Humildade, o que se desenrolará neste corpo e nesta consciência limitada, no quadro das operações em curso, em poucos dias, pela própria Luz.

É, pois, desejável, redefinir suas estratégias de adaptação, concernente a este período limitado de tempo, no qual a Cura, total e definitiva, sobrevirá. Toda resistência que sobrevém a este corpo lhes deixará a escolha de agir segundo o quadro da Ação/Reação, mas bem mais, de maneira fácil e evidente, se vocês a aceitarem pela Ação da Graça.

A Ação da Graça não é uma ação e ainda menos uma reação; é justamente o Abandono do Si e o Abandono à Luz que permitirão verificar (em seus corpos como em sua consciência limitada) a ação e a eficácia da Luz, de longe superior à Ação/Reação (quer sua reação apele à química, à energia ou aos diferentes envelopes sutis) em relação à eficácia da Ação da Graça.

Caberá a vocês, através de sinais e sintomas (dos quais alguns lhes foram definidos pelo Comandante), de ver claramente, em vocês, onde vocês se situam: na Ação/Reação ou na Ação da Graça (ndr: intervenção de O.M. AÏVANHOV de 2 de setembro de 2012). Não haverá meia-medida: o que resiste (em vocês como na Terra) será definitivamente abolido pelo conjunto dos Elementos Liberados da Terra, nomeados Cavaleiros do Apocalipse.

Esses Elementos ativam, sobre a Terra, o Som. Evidentemente, também em vocês, sendo o mundo uma projeção da própria consciência de vocês. Desde o instante em que vocês terão a prova, formal e evidente, da diferença entre a Ação/Reação e a Ação da Graça (porque esta se desenrolará em seu próprio campo de experiência, chamado corpo e consciência limitada), tornar-se-á cada vez mais evidente para vocês que a Luz é Cura, desde o instante em que vocês aceitam viver a Transparência, tornarem-se Transparente e de não quererem opor-se à Ação da Luz.

As manifestações (que isso seja deste corpo, como desta consciência limitada) existem apenas para lhes atrair a Atenção e fazê-los decidir, no seio de sua Consciência eterna, qual tipo de Intenção vocês irão emitir, permitindo-lhes, de maneira formal, de se definirem, de se identificarem, no seio mesmo desta forma limitada enquanto Ser ilimitado ou não.

O vivido de suas experiências (função, certamente, da parte dos Elementos presentes em vocês, resistente ou não em seu aspecto limitado), também, traduzirá, para vocês, a capacidade de ver cada vez mais claro e, ainda uma vez, em posicioná-los, sem nenhuma dúvida possível, na Cura, na abolição de todo sofrimento.

Isto não quer dizer, segundo sua lógica humana, que uma doença ou que um distúrbio desaparecerá instantaneamente, mas vocês constatarão por si próprios que, qualquer que seja o distúrbio, qualquer que seja a persistência de uma dor ou de um mal-estar ou de uma indisposição, vocês tornar-se-ão capazes de distanciarem-se de todo sofrimento percebido, de todo sofrimento real.

Como isso já se produziu para muitos de vocês que aplicaram o princípio da refutação, lhes foi possível identificar a Ação do próprio mental de vocês como exterior ao que vocês São. O mental podia continuar a se manifestar, sem, contudo, perturbar o que vocês São em Verdade.

Será a mesma coisa quaisquer que sejam os sinais desse corpo, quaisquer que sejam os sinais dessa consciência limitada. O aprendizado disso, nesse lapso de tempo é, eu diria, fundamental e capital para permitir-lhes ajustarem-se ao que vocês São, além de toda crença.

Toda manifestação que pareça evocar um golpe, qualquer que seja, mesmo entre o que vocês poderiam chamar de mais graves, determinando um prognóstico vital ou determinando um sofrimento extremo, lhes permitirá definirem-se e observar por si mesmos onde vocês se situam em relação ao sofrimento, em relação à Cura, em relação ao corpo, como também em relação à consciência limitada.

Identificação com isso é, pois, resistência à Eternidade. Desidentificação com isso é entrar na Morada da Paz Suprema, onde nenhum sofrimento pode vir perturbar o que vocês São em Verdade.

Assim, o desenvolvimento e a história pessoal de vocês correspondentes a esses tempos particulares, lhes darão uma ocasião única de posicionarem-se e de definirem-se além desse corpo, além desta consciência limitada e além de toda causalidade. Isto representa a Última experiência que os leva a estabelecerem-se no que vocês São, além de toda Ilusão, se tal é sua Verdade, se tal é a escolha de vocês, e se tal é a Realização de vocês.

Qualquer que seja o tipo de manifestação (corporal ou mais sutil), do conjunto dessas manifestações; quaisquer que sejam suas localizações e intensidades, qualquer que seja (segundo a escala de valor de vocês) a gravidade, lhes levarão a questionarem-se sobre a sua Eternidade e a se perguntarem:

 “quem é você?”. Através deste questionamento, e a resposta obtida pelo efeito sobre o corpo ou sobre a parte limitada sofredora, vocês ajustar-se-ão à sua própria Eternidade.

Minhas palavras param aqui. Eu abro, com vocês, um espaço de questionamentos se, entretanto, vocês não tiverem compreendido totalmente as palavras que pronunciei.

Questão: tentar curar-se com cristais é uma reação?
Sim, mas praticar esta experiência lhes permitirá ajustarem-se, na melhor das hipóteses, definindo o que se produz pela ação das estruturas cristalinas em comparação ao que se produzirá pelo Abandono do Si e o Abandono à Luz. As duas experiências lhes permitirão viver a realidade do que é a ilusão e a realidade do que é a Cura.

Questão: Qual deve ser a atitude dos profissionais da saúde?
Filho da Lei do Um, o que eu expressei concerne a cada um, em face de si mesmo. Aqueles que operam no seio dos atos de cura, quaisquer que sejam, não têm nada a mudar em relação a isso. Eu falo mais de vocês, individualmente, e de vocês com vocês sozinhos.

As relações com o outro, em um ato que visa limitar o sofrimento e trazer uma cura pela Ação/Reação, só concerne ao outro, mesmo se vocês são aquele que tem este conhecimento que permite aplicá-lo. Vocês não podem decidir pelo outro. Vocês não podem Curar o outro pela própria experiência de Luz de vocês.

Questão: em caso de sofrimento físico intenso, como se Abandonar à Luz?
Isso foi definido de múltiplos modos, nesses últimos meses. Não é uma prática. É um estado de confiança (absoluto, total e irreversível) na Luz. Enquanto houver um sofrimento psíquico, eu repito, existe a resistência. Isto não deve chamar uma qualquer culpabilidade, nem mesmo uma responsabilidade, mas sim lhes mostrar onde vocês estão, em relação à Luz, e a distância que lhes resta a descobrir.

As circunstâncias particulares e excepcionais que se põem a caminho desde a intervenção de MIGUEL, lhes darão, de todo modo, esta compreensão e esta vivência, muito mais fáceis que até agora (ndr: ver a nota no rodapé da página).

Questão: você fala de distância a percorrer enquanto que nos dizem que não há caminho.
Exatamente, mas eu me dirigia a tua personalidade que se exprime, a qual considera que há uma distância. Senão, de que tu sofrerias?

Questão: e sobre doenças que estão relacionadas com a idade, tais como reumatismo?
Eu repito o que eu exprimi: no Abandono à Luz e no Abandono do Si, quaisquer que sejam a dor e o sofrimento; colocar-se no nível do Ilimitado põe fim à ação do sofrimento sobre corpo, como também sobre a personalidade. Isto não quer dizer que uma articulação, neste caso preciso, vá se regenerar, mas que ela não afetará mais, no nível dos sinais dados. A própria consciência da dor desaparecerá. Não existirá melhor prova do que vocês São.

Questão: a ausência de sinais físicos significa o atingimento de um certo nível de Abandono?
A partir da data de 22. Antes, não (ndr: 22 de setembro de 2012). Certamente, vocês têm conhecimento, entre seus próximos de corpo físico em bom estado, de consciência limitada parecendo em bom estado, e entretanto, operando ao inverso da Luz.

Isso não será mais o caso após dia 22 e, em consequência, o que lhes será dado a viver, a ver e a experimentar, mostrará (certamente, se vocês não estão ainda no Absoluto numa forma) o que pode existir como resistência ou predação, em vocês.

Questão: haverá, então, maior número de mortes ligadas a doenças brutais?
O acionamento da Liberação pelos Cavaleiros do Apocalipse (ou Elementos Arquetípicos) já se traduz, sobre esta Terra, por inúmeros sinais visíveis, traduzindo-se, para vocês, pelo que vocês chamam poluição do ar, do céu, movimentos da Terra, aparecimento de vírus, aparecimento de doenças.

A modificação do manto terrestre se acompanha de uma fragilização da zona do chacra do Coração para aquele que não está pronto a Abandonar seu Coração, a Abandonar o Si, e a Abandonar-se à Luz. Certamente, é, portanto, evidente que inúmeras manifestações, ligadas às causas do próprio sofrimento, serão cada vez mais aparentes e evidentes. Como isso foi explicado, os Elementos não poderão ter sobre vocês, nenhuma ação desde o instante em que vocês estão Abandonados à Luz e desde o instante em que vocês Abandonam o Si.

Somente as resistências, somente as predações, ocasionarão distúrbios. Não esqueçam, por outro lado, que nesta fase precisa, começaram os mecanismos de Ascensão, não concernindo nada do que é limitado e efêmero, em todo caso, para as formas de vida que tenham decidido conscientemente deixar este efêmero, qualquer que seja o agente (geofísico, cósmico, viral ou outro).

A expressão violenta de certas resistências agirá, como vocês a observam sobre esta Terra, por manifestações violentas ligadas às crenças persistentes em ilusões. Isto não é a expressão da Luz, mas sim a Reação à Luz, induzida por crenças.

Questão: pode haver aí, reações de ordem do mental, da psique?
Em totalidade. Haverá resistência ou Abandono. A resistência, qualquer que ela seja, não poderá mais se acomodar em uma opacidade e uma subtração à evidência. O que significa que tudo o que estava oculto, neste nível, contido sob forma de ódio ou de violência Interior, se manifestará no exterior.

Tudo o que lhes foi explicado, tudo o que lhes foi dado como último ensinamento sobre as diferentes Yogas (posturas, gestos, práticas) não é feito para curar ou para se opor, mas sim para favorecer o estabelecimento do Abandono e a compreensão das experiências pessoais que vocês terão a viver.

O trabalho que vocês completaram, em escala coletiva e individual, permitiu limitar este período em sua mais limitada expressão temporal. Mas é necessário passar pelo buraco da agulha.

Nós não temos mais questionamento, nós lhe agradecemos.

Bem amados Filhos da Lei do Um, compartilhemos um momento de Comunhão e, se vocês o desejarem, de Fusão, Juntos.

...Compartilhamento do Dom da Graça...

Eu sou o Arcanjo RAFAEL e eu saúdo, em vocês, a beleza de sua Eternidade.

Até logo.

NDR: lembrete do encontro, marcado por CRISTO MIGUEL - 18-08-2012 - AUTRES DIMENSIONS  e IS-IS (MARIA) - 21-08-2012 - AUTRES DIMENSIONS , para o equinócio de outono (de primavera, no hemisfério sul) (para mais detalhes, consulte as suas intervenções):

MIGUEL, em sua intervenção de 18 de agosto de 2012: “... e eu marco então um encontro formal a fim de que vivamos uma Comunhão, onde vocês estiverem sobre esta Terra, no dia 22 de setembro, às 22 horas [17h00 – hora de Brasília; 21h00 – hora de Lisboa]. Esse momento será silencioso, não irá requerer qualquer comentário, nem qualquer palavra da minha parte. Esse será um momento privilegiado de Comunhão conjunta para a humanidade, assim como para cada um de vocês, com a minha Presença ...”


MARIA, em sua intervenção de 21 de agosto de 2012: “... eu voltarei no mesmo dia que o Arcanjo MIGUEL, e eu os convido a se reunir comigo, onde vocês estiverem sobre esta Terra (ndr: no dia 22 de setembro). E também, se isso lhes for possível, reunir-se entre vocês, porque CRISTO disse: “quando vocês estiverem reunidos, dois ou três em meu nome, eu estarei entre vocês”. E nesse dia da vinda do Arcanjo MIGUEL é também o dia em que, todos juntos, no Manto Azul da Graça e no instante presente, nós iremos acolhê-los uns e outros. Isso poderá ser, conforme o seu uso do tempo e as suas ocupações, no momento que vocês julgarem oportuno durante o seu dia, mas antes do Arcanjo MIGUEL. Eu não lhes dou tampouco horário específico, mas eu terei a oportunidade de me exprimir também durante este dia ...”

Os horários correspondem à hora francesa no relógio. O link Décalage Horaire (http://www.lolo.free.fr/Divers/DecalageHoraire.html) irá permitir-lhes deduzir o seu horário local. 


***

Mensagem de RAPHAËL no site francês:
http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=1610
20 de setembro de 2012
(publicado em 21 de setembro de 2012)
Tradução para o português: Dionéia Lages

F.D.U - http://fontedeunidade.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails