((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

O.M. AÏVANHOV - 04-09-2012 - AUTRES DIMENSIONS

O.M. AÏVANHOV - 04-09-2012 - AUTRES DIMENSIONS



Bem, caros amigos, estou extremamente contente de vos reencontrar, particularmente ainda mais que a minha intervenção de hoje será, eu diria, hoje excepcionalmente, não em relação às vossas questões mas com coisas que me ocorreram dizer-vos neste período.
 
Então desde já, transmito-vos não somente as minhas bençãos mas sobretudo, eu me instalo no vosso Canal Mariano a fim de comungarmos juntos. Então centarmente, o que tenho a dizer-vos (depois desta Comunhão) verá, da minha parte, um fluxo um pouco mais lento, não é.

Isso não se liga a uma alteração qualquer da minha forma mas, certamente, ao modo de propagação da Luz, da Vibração e da Consciência, que assumo desde já.

Então em primeiro lugar, façamos silêncio alguns instantes, o tempo de reforçar a nossa conexão. Depois, exprimir-me-ei sobre a razão pela qual vos devo falar de “Ser a Luz e não mais carregar a Sombra”.

… Compartilhamento do Dom da Graça …


Então, podemos começar.
O tempo que vivem (e aí eu falo do vosso calendário) inscreve-se dentro de certo número de mecanismos que vos descrevemos e que vou retomar, para aqueles que apanharam, de qualquer modo, o comboio (trem) em andamento. Mas, antes de tudo, é preciso ressituar este período ao nível geral.

É o período que precede, hà apenas três semanas do vosso tempo, aquilo que é chamado equinocio do outono e onde tiveram multiplos encontros: encontros geofísicos, encontros cósmicos, encontros MICAÉLICOS e MARIANOS (ndr: em particular, o 22 de Setembro – encontro marcado na intervenção de MIGUEL, de 18 de Agosto).

O período atual traduz-se e traduzir-se-á, até este equinocio, por um período em que vão experienciar, de formas diversas e variadas, a saída do tempo linear, significa o acesso à multidimensionalidade, nas suas diferentes facetas, estando no entanto, de qualquer forma, nesse corpo onde se realiza essa última transformação. Então, voltemos em primeiro lugar a um certo número de elementos.

Nós sempre dissemos que ninguém conhece a Ascensão, ao nível da sua data formal, porque é decidida pela Terra e também, certamente, pelo trabalho que realizaram, que todos nós realizamos, para permitir, à Luz estabelecer-se neste Universo. E nós sempre insistimos, de qualquer maneira, na noção de que a Terra, é ela que decide.

Quer dizer que a Terra responde, de qualquer maneira, a uma impulsão que vem de diferentes locais. Então, quais são esses impulsos? Vamos tomá-los primeiro ao nível, quero dizer, astronômico.

Há, atualmente, um certo número de fatores que se desenrolam e que vão continuar a desenrolar-se, durante este período, e que começaram, desde quase uma geração, no momento em que o Sol Central desta galáxia, quer dizer Sírius, emitiu um certo número de Vibrações, de radiações (como a polaridade feminina da Fonte), para despertar, de qualquer forma, as estruturas que tinham desposado, sobre a Terra, há extremamente muito tempo, no início dos ciclos falsificados. Daí que tudo isto tenha descido sobre a Terra progressivamente. Isto foi, de diferentes formas, digamos, a irradiação de Sírius (se preferirem, o Espírito Santo), etc. etc. etc.

A um dado momento, durante este período, foi aberto um certo número de vórtices e de portais. Quando o momento foi considerado satisfatório, o conjunto dos Arcanjos reuniu-se em Conclave Arcangélico e foram iniciadas as Núpcias Celestes, que viram uma contribuição diferente vindo, sobretudo, do Sol, que foi chamada a radiação do Ultravioleta (que é outra componente da Luz Vibral).

Em seguida também, gradualmente, se juntou a irradiação da Luz Branca, Metatrônica ou da Fonte, se preferirem: é sensivelmente a mesma coisa. Já nas Núpcias Celestes, havia assim este período de desconstrução da Ilusão, nos planos sutis e nos planos fisícos. Esta desconstrução continua hoje, eu direi, a dissolução.

Havia então um certo número de processos ocorridos. Estes processos estão, em alguma parte, em ressonância com os eventos cósmicos, se preferirem. O primeiro foi a irradiação de Sírius, o segundo foi as Núpcias Celestes, com o início das modificações do Sol, sua radiação (Ultravioleta) que modificou e o início da entrada, não do vosso planeta mas do conjunto deste sistema solar, sob influência do Sol Central das galáxias, quer dizer Alcione (as Pleíades).

E vocês estão agora no fim do que se nomeou um ciclo de revolução particular, ligado à precessão dos equinócios, que os levarão de volta a um ponto preciso que se situa ao nível do signo zodíacal que é Sagitário. E, pouco a pouco, aproximar-se-ão, de maneira final (e a Terra também) depois do sistema solar se deslocar nesta irradiação e sua intensidade completa. Três primeiros elementos.

Outro elemento: estes ciclos existiram, naturalmente, há muito tempo mas eles não permitiram à Luz instaurar-se porque existia uma Embarcação (uma Embarcação particular de sucata) que tinha por objetivo, orbitando à volta do Sol Negro, vir confinar o espaço-tempo e confinar a possibilidade de estarem ligados à Fonte.

Tudo isto vocês o sabem. Em agosto de 2009, as primeiras irradiações de Luz da estrela Betelgeuse permitiram retirar esta Embarcação, certamente, sem a destruir. A Luz jamais destrói nada mas simplesmente a desviou da sua rota, que devia fechar o vosso tempo e vos dar a ilusão de viver num tempo linear, que significa com um passado, um presete e um futuro. (Nota MM: esta embarcação de sucata citada por Aivanhov, se refere ao que muitos chamaram de "Nibiru". Que não é um planeta na verdade, e sim, uma grande embarcação, embora fisicamente parecido a um planeta.)

Paralelamente a isto, o Guía Azul de Sírius, SÉRÉTI, anunciou-vos, antes das Núpcias Celestes, uma transformação importante deste sistema solar e inscrevendo este ciclo num período de 7 anos, entre os meses de julho de 2005 e julho de 2012 (todas as intervenções de SÉRÉTI).

Eis, isto é o que se passa a nível cósmico. Mais o conjunto da Confederação Intergaláctica (independemente do Conclave Arcangélico, de nós, Anciãos, e as Estrelas de Maria, nas suas Embarcações) que regularam, de qualquer forma, pelo melhor, estas chegadas, múltiplas e massivas, de diferentes componentes das Luz.

Inicialmente, certamente, interagindo ao nível do Sol para que ele não inicie a sua transformação final antes que a Terra viva aquilo que irei descrever de seguida. Espero que estejam a seguir.

Vou fazer uma pausa de dois minutos para que a Vibração se estabilize e continuo a partir deste ponto.

… Compartilhamento do Dom da Graça …

Todo este trabalho (de diferentes componentes da Luz), assim que o vosso trabalho e o da Confederação Intergaláctica, permitiu despertar, literalmente, sobre a Terra, as estações de ancoramento da Luz, que foram chamadas Círculos de Fogo e que foram criadas, eis há mais de 320.000 anos, pelos Gigantes (que chamamos Néfilim) que, justamente, vieram de Betelgeuse e que sabiam pertinentemente que a sua estrela, quando ela estivesse alinhada num círculo particular, no fim da precessão dos equinócios com o famoso Sagitário seria síncrono para que este raio de Luz, muito concentrado para desviar a órbita da Embarcação dos maus rapazes (Nota MM: Anunnaki/Nibiru).

Isto foi realizado num momento extremamente preciso que correspondeu à liberação das 5 novas Chaves Metratônicas que corresponde a 5 novos Corpos dos quais estavam, dos quais estávamos, todos, amputados, depois da falsificação. Isto, é aquilo que vem do Céu e que permitiu liberar um, o Sol, e de seguida liberar, dois, a Terra. Significa que a irradiação da Luz azul de Sírius realizou, no ano passado, a Fusão dos Éteres.

Esta Fusão dos Éteres dirigiu a Luz, de forma mais densa, mais rica, sobre os Círculos de Fogo, até ao Intraterra. Porque os Círculos de Fogo estão nas entradas Intraterrenas, extremamente estratégicas, permitindo liberar o núcleo cristalino da Terra.

O núcleo cristalino da Terra, certamente, que vem de Sírius o qual nomeamos os Guias Azuis de Sírius e também os grandes Golfinhos (ou acobreados), e ainda aqueles que chamamos os mestres geneticistas de Sírius. Isto foi realizado.

Havia um aumento desta conexão a Sírius que ocorreu no mês de fevereiro. Neste momento, as Estrelas (reunidas em substituição do Conclave Arcangélico, em Conclave, elas mesmas) e nós, Anciãos, criamos uma espécie de Vibração de Luz turbilhante porque é necessário conectar, de novo, o núcleo cristalino, não somente a vocês, mas também a Sírius.

Isso permitiu que o Manto Azul da Graça se depositasse. E também permitiu que a Onda da Vida (porque é a Onda da Vida que vem do núcleo cristalino) subir através da Terra, subir através das camadas isolantes que foram enfraquecidas, após todas as irradiações da Luz que vieram desagregar estes filamentos, se quiserem, de Sombra que vos mantinham confinados numa realidade tridimensional.

Elas começaram, se quiserem, a dissociar esta malha que não é a malha etérica mas a malha da Sombra ligada ao que vocês chamam, comumente (aproximadamente, não exatamente isso mas corresponde mais ou menos), forças gravitacionais.

Portanto tudo isso criou as melhores circunstâncias possíveis para a liberação da Terra. Isso já foi dito, mas eu ressalto, é importante. Em 2008, devia haver um certo cenário que devia inscrever-se e que devia durar até agora, que veria o conjunto do planeta e seus habitantes, Irmãos e Irmãs ou não, viver em condições que não têm estritamente nada a ver com aquelas que vocês conhecem, pelo menos, hoje, no Ocidente em locais onde vocês não são afetados pelos Cavaleiros ou a loucura dos homens.

Portanto, à medida do tempo, a ação da Luz amorteceu, eu diria, este processo de revelação que nomeei, na época, a “grelha planetária”. E permitiu realizar uma espécie de alquimia sobre a Terra, em vocês, no cosmos, permitindo que tudo isso se desenrole e se viva, de forma satisfatória, para o conjunto da humanidade. É exatamente o trabalho que todos nós realizamos.

Então, seguidamente, a Terra, depois do inicio do vosso ano 2012, começou a dar-nos os sinais objetivos da sua Ascensão. Estes sinais objetivos, já vos havia definido, durante as minhas primeiras intervenções no âmbito do Autres Dimensions, a fim de definir que o último momento seria o despertar e depois a explosão do conjunto dos vulcões da Indonésia.

Certamente, dali, e como vocês aqui, se se interessam por isso podem constatar, isso foi amplamente realizado dado o número de vulcões despertos sobre a Terra que traduzem que o Fogo da Terra está prestes a ser liberado, em resposta ao Fogo do Céu. (Nota MM: Hoje, por todo o planeta são mais de 1.600 vulcões ativos. A grande maioria se concentra no Anel de Fogo de Pacífico.)

O Fogo do Céu e da Terra nada mais é que Amor, evidentemente. Isto alcançou uma espécie de ponto, como para a vossa consciência, de basculamento. Este ponto de basculamento, nós verificamos a realmente a partir do instante em que a Onda da Vida começou a subir em um certo número de Irmãos e Irmãs suficientemente importante, paralelamente ao momento em que se depositava o Manto Azul da Graça ativando-se assim, de certa forma, o Canal de Luz, Antakarana, que se revestiu, por seu lado, de partículas adamantinas.

Foi reajustado também de outras formas, como o que foi feito por um número restrito de Irmãos e Irmãs que tinham reacessado o Corpo de Estado de Ser (Êtreté), nesse momento (em 2009 e em 2010). Mas a constituição do Canal Mariano, e o testemunho feito por vós, pelas vivências das vossas Comunhões, das Presenças que estão ao vosso lado, deu-nos a prova indiscutível, ao nível dos nossos Irmãos e Irmãs, que a possibilidade da multidimensionalidade está em vias de se desenrolar, totalmente, sobre a Terra.

Por conseguinte, nós, Anciãos, especificamos, aproximadamente, as condições, as advertências, comunicações com os mundos multidimensionais que passam exclusivamente pelo Canal Mariano, dando-vos a viver, em número crescente, estes contatos importantes.

As Estrelas vos definiram quais eram as funções destes contatos e das suas Comunhões: não é para se divertir e para dizer bom dia, é para vos permitir a realização satisfatória, justamente, da fase que vivem. Sobre este assunto, outros Anciãos exprimiram-vos um certo número de elementos respeitante aos Véus que foram colocados sobre a humanidade e aquilo que representa o corpo fisíco, e todos os corpos sutis inferiores como Véus à Verdade.

Nós falamos dos Duplos. Nós falamos da Transparência, em dar-vos ainda mais elementos em relação a ela. Tudo isso (e o que se passa sobre a Terra, ao nível dos vulcões, ao nível dos Cavaleiros que foram liberados, há algumas semanas), vocês o observam, em vós, sobre a Terra, no Céu, e dentro da Terra.

É a mesma conjunção, eu quero dizer, que a Terra deve ter aumentado o seu diâmetro, também, alguns milhares de Kilometros (quase 3.000 Kilômetros). Tudo isto, certamente, vai resultar em modificações da crosta Terrestre, dos polos magnéticos e dos polos fisícos, extremamente importantes, mas que se produzirão no momento em que houver uma síncronicidade total entre a irradiação de Sírius, o alinhamento com Alcione (significa o centro galáctico e que, ele, ocorre com força total durante o mês de dezembro deste ano).  


Paralelamente a isto, o Sol terá iniciado a sua última transformação visando a reabsorção de Mercúrio. Em seguida, na Terra, o núcleo cristalino estando liberado, o magma terrestre começou a expandir-se, traduzindo-se por aquilo que veem (se isso vos interessa): todas as modificações, eu direi, em sentido lato, do ambiente, que isso seja a morte dos animais, que isso sejam os terramotos, que isso sejam os tornados, os ventos que anunciei em 2005.

E de cada vez, eu vos dizia: agradeçam para que muitos lugares sobre a Terra estejam ainda preservados (eu direi, duma certa maneira) estes disturbios, antes do momento onde a Luz fará a sua entrada, em totalidade, no vosso Céu. Isto, não podem mais ignorar. Eu não falo mais das Vibrações, não falo mais do Canal Mariano, das Coroas Radiantes, dos Novos Corpos, e da vossa Consciência. Mas eu falo, realmente, de algo físico.

Tão logo que a Luz for visível (e ela o será, não somente como as partículas adamantinas que vocês tiveram a ocasião de ver, ao cair da tarde ou durante o dia: não havia uma densificação desta Luz Branca), aí, ninguém poderá ignorar porque as modificações colorimétricas do Céu, do Sol e dos Planetas, serão verdadeiramente mais que visíveis.

Nesse momento, haverá sempre uma possibilidade de ajustamento, em relação a vocês, e também em relação à resposta da Terra. E tudo será feito de tal forma que este período entre a expansão, a Ascensão da Terra (ou a sua Transição e a vossa), é o mais próximo possível da situação de segurança máxima, o mesmo é dizer o famoso mês de dezembro de 2012.

O que se passa, agora, é a chegada, já, das partículas adamantinas, a liberação do Sol e da Terra. E a vossa liberação (para aqueles que já estão liberados) vai dar-vos a ver, aí também, de maneira tangível, fisica (e não somente ao nível da consciência interior), o que é a Transparência, significa que, quando esta Luz aparecer, vão ver que se tornam, realmente e concretamente, transparentes.

É a ação do Fogo do Céu e da Terra, a Onda da Vida, do Supra-Mental, em vós, que cria este ajustamento celular, esta transformação celular, depois das cadeias ditas de carbono, às cadeias de sílicio. E quando isso se produzir, isso não será unicamente uma vibração. Há uma vibração, se quiserem, até à resolução. O que é esta resolução? É quando o novo corpo etérico está suficientemente presente, suficientemente carregado e embebido de Luz (depois das três fontes de Luz, e depois o núcleo Terrestre da Terra) para vos fazer entrar nesta saída, de alguma forma, do tempo linear.

Este “reentrar nesta saída” (eu emprego de propósito esta expressão) porque a saída do tempo linear vai dar-vos a ver a Luz. E vendo a Luz (e não a luz do Céu, a vossa), pela vossa própria Transparência (que é também um desaparecimento ou que, em todo o caso, antecipa o desaparecimento da estrutura carbonada), que vocês vão ver-se e ser transparentes.

E aliás, o que, vos permitiu, serem os primeiros a viver a Onda da Vida, ela vos deu a ver, não somente as auras, não somente a visão etérica, não somente a visão do Coração, mas ver, concretamente, ao nível dos Irmãos e Irmãs, ao nível das egrégoras, aquilo que foi expresso pelos Anciãos, recentemente, relativo às linhas de predação, significa o confinamento e que nós tinhamos nomeado o sistema de controle do mental humano.

E aqueles que viram isso, certamente, modificaram a sua vida consequentemente, porque o sistema de controle do mental humano, é uma energia que não é uma energia sensível, isso não é mais a Luz Vibral: é o nome que vocês dão às formas de onda. As formas de onda podem ser confinantes ou libertantes. Isso foi o caso para a Embarcação dos maus rapazes que era muito maior que a Terra. É o caso de certas estruturas megalíticas que foram criadas na Terra, no seu início.

Mas não foi isso que os primeiros a viver a Liberação pela Onda da Vida, viram. Eles não viram os pensamentos das pessoas, eles não viram as auras, eles não viram a Luz adamantina: eles viram, eles perceberam, as linhas de força ligadas aos campos de força do confinamento. Estes campos de força do confinamentos são mantidos, como o sabem, infelizmente, pelo pensamento humano, pelas crenças, por tudo aquilo que acreditam, pela animosidade, pela falta de humildade, pela falta de simplicidade, pelo medo, pela necessidade de controlar os outros ou os outros no seio da sua família, seu marido, sua mulher, seus filhos.

E estes seres, que eram em pequeno número, neste momento, no mês de Fevereiro, viram as linhas de força. Isso não são linhas, se quiserem, que estão ligadas ao Prana. Estas não são, não mais, o que está ligado às partículas adamantinas. Mas é a realidade do sistema de controle do mental humano, que foi mantido, certamente, pelo conjunto das religiões, pelo conjunto de crenças, pelo carma, pelo DNA, mas também pelo comportamento dos Irmãos e Irmãs que, talvez, tenham recebido a Luz mas retiveram-na, por medo, estabelecendo estruturas de controle, sem necessariamente o verem. Sem consciência.

 
É aí que não devem ser julgados os seres que, inconscientemente, mantiveram, por eles e ao redor deles, estes sistemas de controle. Recordem-se, este sistema de controle não é sensível: está inscrito nas formas, está inscrito nas formas arquitetônicas, está inscrito no simbolismo, por isso nas imagens. É o famoso eixo Atracção/Visão e é também os pensamentos da humanidade que não são Amor, mesmo vivendo a Luz Vibral. E tudo isto, alguns seres começaram a vê-lo.

Agora, com a generalização e a Fusão que ocorreu entre o Manto Azul da Graça e a Onda da Vida, sobre a Terra como no Céu, vocês vão, como foi dito pelo Irmão K, ver aquilo que eu chamo linhas de predação. Estas linhas de predação não são energia. Não são o prana. Não são as Partículas Adamantinas. Não são Vibrais. Mas são estruturas de densificação, de cristalização que são, se preferirem, linhas de ressonância que percorrem, ainda hoje, esta Terra, mas cujo efeito é cada vez menos poderoso.

É o que explica que muitos Irmãos e Irmãs vivam, neste momento, mesmo sem a Onda da Vida, transformações importantes onde chegam a estabelecer-se, sem entender porquê, numa espécie de terra de ninguém (no man´s land) que chamam: nem sono, nem vigília, mas um estado de dissolução que vai favorecer, se o aceitarem, o estabelecimento do Absoluto.

Todas estas linhas de força vão aparecer-vos, quer dizer que isto é, a Revelação, primeiramente. Esta iluminação da Luz, não somente na Transmutação e no reaparecimento de novos Corpos mas é vivenciar estas linhas de predação, na sua compreensão, nos seus efeitos diretos sobre a consciência, sem passar pelo prana e sem passar pela Luz Vibral.

É isto, o sistema de controle do mental humano, a malha que tem sido mantida artificialmente desde 320.000 anos e que confinou tanto a consciência do Homem, como o sistema solar (em todo caso, nesta terceira Dimensão).

E é isso que cria a ilusão do tempo, é isso que cria o carma e é exatamente isso que manteve o confinamento. É por isso que vos recordo que aquele que me precedeu no lugar (Orionis, o grande Melquisedeque que interviu na Terra), vos disse ser o Senhor do Carma: porque ele garantiu durante o tempo que esteve presente, como walk-in (no meu mestre Bença Deunov ou ainda, como Nostradamus), ele garantiu que este confinamento sempre presente não conduzisse à obliteração total da Luz.

E agora essa não obliteração, quer dizer deixando um minímo de Luz Vibral, permitiu evitar a extinção, pura e simplesmente, da Vida.
Isso, vocês o veem aliás, mesmo os seres que não vivem a Onda da Vida, veem à vossa volta, a Verdade a explodir por todo o lado porque vocês Irmãos e Irmãs que estavam no lado bastante escuro compreenderam, mesmo sem ver estas linhas de força, que há coisas, erros a corrigir, e isso faz parte de todas as divulgações que ocorrem agora: no Céu, chegam, sobre a Terra e dentro da Terra, mas também ao nível do que é nomeado sociedade, na sua totalidade.
Eis as circunstâncias nas quais se encontram.

No entanto, lembrem-se: estas linhas de força, estão presentes também em vocês. Elas são criadas pelos dois primeiros chacras na parte inferior do seu corpo. Estes dois primeiros chacras que representaram um desafio para a Onda da Vida, porque, quando ela começou a nascer e que subiu, ela encontrou estas linhas de força e, nesse momento, o ser que foi submetido à Onda da Vida (mas ainda mais submetido a estas linhas de força de predação), foi forçado a vivê-la e a libertar-se. Não querendo-o mas vendo o que são essas criaturas, se posso assim dizer, que os ligavam, mas sem Amor, com um certo número de redes, com um certo número de egrégoras, com um certo número de seres.

E isso levou esse seres dispostos a ver as sombras que transportavam, mas sobretudo sem se opor, porque a Luz, recordem-se, se ela vai combater a Sombra, ela vai reforçar a Sombra, contráriamente, certamente, a tudo o que possamos crer. Recordem-se, para aqueles que me conheceram em vida, eu bem disse que há entidades por todo o lado, os elfos, há entidades boas, os Anjos, e tudo, mas dizia sempre que é preciso, ocupar-se da Luz, que ela existe mas que não servirá de nada opor-se-lhe.

Aliás, tive oportunidade, em minha vida, onde eu estava, que organismos oficiais viessem pedir-me que agisse sobre os elementos. Mas não é um ato de oposição, é simplesmente iluminar, com o Fogo do Amor, a zona que necessitava de intervenção.

Vocês vão ser confrontados, durante este período, a esta espécie de paradoxo. Com a Onda da Vida ou não, as linhas de predação vão vos aparecer, na consciência, como uma intuição fulgurante, com a necessidade de se soltarem disso: e isso pode concernir não importa a quê e aliás mesmo coisas que acreditavam, até hoje, estarem colocadas sob o sígno da Vibração do Amor e ir na direção da Luz.

Mas, aí também, não há julgamento a fazer porque as linhas de predação do sistema de controle do mental humano, no plano individual, estão exclusivamente ligados ao medo, o que significa, que está ligado ao primeiro e segundo chacras. Basta que haja um medo, que tenha sido vivenciado de forma importante nesta vida, numa outra vida, para criar uma reação a esse medo.

E esses seres que a tiveram, e criaram por isso linhas de predação, ao redor deles, ao nível dos dois primeiros chacras, não o sabem. Eles podem estar totalmente no Coração, ao nível do Coração, mas não têm os meios de ver essas linhas de predação.

Então, hoje, a chegada da Luz no Céu, e que sobe da Terra em vós, permite, não julgar, mas ver se são a Luz ou não, e ver (pela transparência física, desta vez) o que pode permanecer, se a Onda da Vida não nasceu ou não subiu, nos vossos próprios sistemas de predação interior, que não são mais que jogos do ego, que não são mais que jogos do orgulho espiritual, mas que são, simplesmente a ressonância do sistema do controle humano, no vosso escalão.

Tudo o que está ao nível da personalidade foi construído, construído, com o consentimento da vossa vontade, mesmo pessoal, da vossa personalidade, com o consentimento mesmo do Si, e que mantém, nas vossas estruturas, uma espécie de predação, muito inconsciente, mas de qualquer forma bem real.

É por isso que o tempo todo nós vos dissemos também para não exercerem qualquer poder sobre o que for. É extremamente importante e, é por isso que o Irmão K vos falou longamente também da Autonomia, da Liberdade, das organizações e das estratégias porque isso (quer dizer as organizações, as estratégias, as egrégoras, se preferirem, sejam quais forem, mesmo espirituais) não faz mais que reforçar estas linhas de predação e, portanto, o confinamento.

Paradoxalmente, nós vos dissemos, lembrem-se (eu creio que foi o Arcanjo Miguel que falou), que foi o início dos primeiros encontros objetivos entre Irmãos e Irmãs de Luz. Isso não é uma egrégora, são Irmãos e Irmãs que se reunem, não para eles, não para criar imagens, não para emitir uma energia, uma apropriação, uma ascendência ou uma escravidão, mas bem mais, celebrar a Luz.

E quando vocês festejam a Luz, a Transparência está aí e assim, a nível individual, vão perceber, além de toda Vibração, além de toda energia, os efeitos diretos das linhas de predação que podem ainda existir e que podem assim, em algum lugar, bloquear a Onda da Vida, não pela vossa vontade pessoal mas pelos medos que mantêm as estruturas de predação. Então tudo isso, vocês estão prestes a viver.

E quando eu falo de Transparência, neste momento, pode parecer-vos um pouco abstrato, para aqueles que não vivem a Onda da Vida, na totalidade, mas é um processo, bem real e bem concreto, cuja acão não se faz sobre a energia, não se faz sobre, por exemplo, a Coroa Radiante do Coração, mas vem, por exemplo, modificar a percepção e o som do Canal Mariano. Isso já foi explicado. Mas além disso, não pode permanecer nesta linha de predação.

Então não há que acusar ninguém porque se a linha de predação está presente entre vocês e uma organização, entre vocês e o ser amado, e porque esta linha de predação foi criada pelos dois, pelo medo, pena necessidade de se preservar, pela necessidade de amar pessoalmente. Daí é preciso não julgar tudo isso. Mas quando vocês veem uma linha de predação (agora que vão ficar visíveis, independentemente do efeito sobre a vossa consciência), verão, por vocês mesmos, que há sombras que trazem e que são essas sombras que vos trazem, que não estão relacionadas ao ego, que não estão ligadas à vontade de prejudicar mas que, contudo, se tornam extremamente tangíveis e prejudiciais.

E lembrem-se: que não é porque veem uma linha de predação com um outro ser humano, com um sistema, que vocês devem lutar. Não é por terem consciência desta linha de predação que devem opor-se a essa linha de predação. A única coisa que podem fazer, é tornar-se ainda mais Transparentes e acolher ainda mais a Luz, pedirem a nossa Comunhão, pedirem as nossas Presenças, instalar-se no Samadhi ou na Morada da Paz Suprema e constatarão que estas linhas de predação, estas sombras que ainda carregam, diminuem e desaparecem, totalmente. A Autonomia e a Liberdade será realizada, nesse momento.

É exatamente o mesmo processo que se passa em todos os planetas deste sistema solar. Assim, sobre a Terra, isso criou o quê? A Embarcação dos maus rapazes (Nota MM: Nibiru) que vinha de forma cíclica: fazendo a curvatura do tempo e do espaço, fechando a possibilidade de ser alimentada, na totalidade, pela Fonte e por Sírius.

Isso criou ao nível da Terra, forças de compressão. Como criou, em vocês, forças de compressão que os impedem de implementar, na totalidade, o que vocês São, deixando implementar a Onda da Vida, na totalidade, e de vos instalar, realmente, neste Absoluto com forma. Não serviria de nada, falar, antes desta semana, se tudo isto. Nós os trouxemos progressivamente pela descoberta do Abandono à Luz, pela vivência das Vibrações, pela vivência de tudo o que anunciamos e, certamente, que aqueles que o seguiram, o vivem.

Certamente, aqueles que nada vivem, hoje, não devem mais por-se questões. Porque se não vivem nenhuma Vibração, nenhuma energia, é por que o que se passa atualmente não vos diz respeito em nenhum momento, senão no momento final que nomeei grelha-planetária. Até lá, não terão nenhum meio, em todo o caso a partir do dia 22, de modificar o que quer que seja.

 
É durante este período que irão descobrir, não mais suas sombras, não mais seus defeitos, não mais as falhas que podem existir quando eu falo de colocar a poeira debaixo do tapete, ou excesso do mental, a bicicleta que gira, ou excesso de emoções.

Mas aí, vocês têm acesso às forças subjacentes ao confinamento. É exatamente a mesma coisa, que foi a Embarcação dos maus rapazes, que foram os sistemas de controle da humanidade realizados pelos humanos eles próprios (ao nível dos grupos, ao nível dos países, ao nível dos estados, ao nível dos grupos sociais), que foram mantidas as crenças, que foram mantidas uma série de ideias que não têm nenhuma realidade para a Luz. E através deles, também, formas com as quais construiram cidades, tais como conhecem: as grandes cidades.

As grandes cidades nunca foram construídas por acaso porque havia um rio que passava por lá. Elas foram construídas sobre as linhas de força. E para aqueles que se interessam, vocês sabem que têm linhas telúricas, as redes Hartmann, e tudo isso. 


Há redes sagradas mas há também redes de Sombra, e tudo que temos conhecimento construiram sempre os monumentos, as cidades, sobre estas linhas de força para poderem drenar, de qualquer maneira, a energia vital, a energia emocional, a energia mental, de todos Irmãos e Irmãs que viviam nestes locais, e manter, a seu modo, esta escravidão.

Isso terminou. Isso termina e isso irá terminar de forma cada vez mais brutal, porque a Liberação da linha de força princípal do confinamento, passa muito perto do Equador, logo abaixo. É aí que MIGUEL vai intervir, de forma tangível e visível, muito em breve.

Portanto tudo isso se desenrola, também, em vocês. Portanto isso tudo, vos apela a esta Transparência, não só pela Humildade, Simplicidade e Integridade, mas também perceber (além da Vibração, além da Onda da Vida, pelos sinais nos ouvidos mas também pelo efeito sobre a consciência) o que pode permanecer daquilo que projetam ainda como sombras que não vos pertence, e que está ligado a estas linhas de força de predação que estão presentes nos dois primeiros chacras.

Aceitar ver-se, sem se culpabilizar: nós insistimos longamente nisso porque é capital. Não julgar. Porque (mesmo que julguem na vossa cabeça, sem o dizer) irão aperceber-se que, quando julgam, o que é que vocês fazem? Simplesmente, mesmo que não enviem más energias, mesmo se o vosso Coração não se fecha, ao nível dos dois primeiros chacras, vai alimentar as linhas de predação que permanecem.

Portanto este período de Liberação é o momento onde as últimas linhas de predação individuais são chamadas a desaparecer. Não pela vossa vontade de eliminar essas construções, mas porque, à medida que aceitam a Transparência, não terão mais que se preocupar com aquilo que projetam como Sombra: é a Luz que faz o trabalho. Se acreditarem que são vocês que serão capazes de o fazer, parem imediatamente. Vocês enganam-se. Vocês não estão mais no tempo da Acção/Reacção.

Eu venho dizer-vos que saiam, cada vez mais, deste tempo linear e, portanto ,vocês estão cada vez mais sob a Ação da Graça. Vocês saíram do tempo linear. Então certamente, não de forma completa pois que o corpo físico e o corpo da Terra estão ainda na densidade que vocês conhecem. Mas esta Liberação, que está em curso, das linhas de predação, será cada vez mais intensa. É isso que conduzirá à Revelação.

E para aqueles que não querem ver a Luz, é o Choque da Humanidade. É ver toda a mentira contada por aqueles que vos confinaram e aqueles que os seguiram. Porque tudo isso deve ser revelado e é a Luz que o revela.

Então, certamente, aqueles vossos Irmãos e Irmãs que não chegaram, que não deram os primeiros passos, dentro da não linearidade, vão, evidentemente, entrar em reação. Não há nada pior que um ser humano que se apercebeu que foi enganado desde sempre, sobretudo se não está aberto, sobretudo se não há Transparência.

Então vocês, o vosso trabalho de Libertador, é aí que vocês libertarão a Terra e o conjunto da humanidade porque são vocês que podem, pelo Absoluto, pela Onda da Vida e o Manto Azul, permitir ver que o que projetam como Sombra e o que permanece como Sombra projetada pelo conjunto da humanidade. Se são Amor, se aceitam as sombras que projetam, se os veem, se não se movem um milímetro, mas nesse momento, o único pensamento, é a Vibração da Luz, é o Samadhi, é o Shantinilaya, façam o que fizerem, nesse momento, na vossa vida, constatarão que a sombra projetada desaparece. E, portanto, para aquele (ou organização) que está na outra extremidade da linha de predação, estão Liberados, os dois.

Esta Liberação, por vezes, pode apresentar aspectos difíceis, mas é obrigatório. Portanto é verdadeiramente a limpeza final destas Sombras projetadas, destas linhas de força de predação.

Em particular, lembrem-se: abaixo do Equador, a trava central que vai saltar, incessantemente, muito em breve. Isto é o que tinha a dizer-vos.

Portanto ser Transparente, é ser a Luz e a Luz não faz nenhum mal. Ela não conhece nem o bem, nem o mal. Ela é o Amor Absoluto, ela é Integridade e ela não age contra a Sombra. Sem isso, ela não seria mais a Luz. É a isto que queriam vos levar todos os sistemas de predação. A esta luta infinita, eterna, que não acaba nunca, entre o bem e o mal. A Luz É.

E é redescobrindo isso que vocês São, na totalidade, nenhuma Sombra os poderá afetar. E, vendo as linhas de predação, vocês liberam a Terra e liberam também vossos Irmãos e Irmãs, ao vosso lado como no outro extremo do planeta, porque isso que criaram pelas primeiras pessoas que se reuniram e que vivem momentos de Comunhão, vários agora, põem fim a este sistema de predação.

Além disso, vocês constatam, para aqueles de entre vós que vivem o desligamento, se posso dizer, duma linha de predação, que a Onda da Vida vai subir. Ela vai subir demasiado rápido. Ela vem extinguir as últimas linhas de predação que existem em vós, que vocês levam, mas que não são vocês. É por isso que digo que a Transparência da Luz, e o fogo da Luz, e ser a Luz, não deve mais fazê-los projetar a Sombra, porque isso já não é possível.

Não é porque decidiram agir, mas aceitam, simplesmente, não mais agir mas ser a Graça. Esta é a ação real, palpável e cada vez mais palpável da Luz, tal como vive este sistema solar e tal como vocês o vivem, nesta forma na qual ainda estão.

Então apercebi-me que não fiz pausas suficientes mas tranquilizo-os, paro de falar agora e, antes de me retirar, proponho-vos um momento sob os auspícios, não somente da Comunhão, ligada à nossa Presença e nossa reunião, mas diretamente pela ação do Manto Azul da Graça e, para aqueles que podem, a Onda da Vida.

Eis meus Irmãos e minhas Irmãs, o que tinha a entregar-lhes, agora. Não é por nada que o digo agora. Não serveria de nada saber disto anteriormente, porque não tinham nenhum meio de as identificar e nenhum meio, sobretudo, de as poderem ver desaparecer, o que não é mais o caso agora.

Então, faço silêncio, prometo, e instalemo-nos alguns minutos, juntos.

… Compartilhamento do Dom da Graça …

Caros amigos, eu rendo graças pela vossa benevolência e vos digo até breve.



Mensagem de O.AÏVANHOV no site francês:
http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=1595
04 de setembro de 2012
(Publicado em 06 de setembro de 2012)
Tradução para o português: Margarida Antunes


M.M - http://minhamestria.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails