((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

domingo, 12 de agosto de 2012

COLETÂNEA: O DUPLO MONADÁRIO - AUTRES DIMENSIONS

COLETÂNEA: O DUPLO MONADÁRIO - AUTRES DIMENSIONS


"É como para o Duplo Monádico: vocês não têm que procurá-lo, sem isso, é um erro."

Mas a flechada do Amor é intensa, naquele momento, porque o Coração vive, não mais somente um abrasamento no Fogo, não mais somente um calor, não mais somente uma Vibração, mas, sim, um tremor de todo o peito, um tremor intenso, em que as células participam, em que o conjunto do peito parece estremecer.

Então, é claro, segundo suas experiências anteriores, e segundo ao que vocês aderem, essa Cópia vai perguntar-lhes se vocês querem Desposá-la. Mas esta pergunta é muito mais do que um pedido de casamento, tal como podemos eventualmente imaginá-lo sobre esta Terra,

O tremor intenso do peito pode também se manifestar nas costas (ao nível de zonas que estão situadas de um lado e do outro da Porta KI-RIS-TI).

Muitas vezes, existe a percepção de uma transfixação do Coração (ocorrendo de frente para trás, e de trás para frente). Muitas vezes, são vistos Seres de Fogo, em visão Interior ou em Visão Etérea.

O Amor estabelece-se de maneira autêntica, agora.
Fazer a experiência, vivê-la, é ali se estabelecer.

Vejam apenas isso.
Não sejam concernidos pelo que quer que seja mais senão pela Luz, senão pelo Amor, e senão por esses Reencontros.

Nada há de mais intenso.
Nada há de mais verdadeiro do que o que se revela, nesse momento, do que o que se dá a viver aqui, onde vocês estão.
MARIA – 06-05-2012

O seu Duplo está encarnado se, na história do que vocês denominam seu Atman (ou seja, o seu Espírito), houver, pela precipitação em meio a este mundo, um princípio de Gêmeo Monadário.

...

O Duplo Monadário pode estar encarnado ou não.
Vocês jamais se encontraram neste plano, exceto no momento da descida em meio à encarnação.

Esses Duplos Monadários não se reconhecem através de um reconhecimento físico (qualquer que seja, se ele estiver encarnado), mas, sim, através de um compartilhamento integral do que foi nomeado Onda da Vida, realizando uma Lemniscata Sagrada, cruzada, entre duas consciências.
Nós éramos dois, nós somos Um.

Isso os remete a algumas práticas, chamadas de Yoga da Verdade, que foram transmitidas a vocês, referentes à passagem da Porta Estreita, à ativação do 8º Corpo.

Eu os remeto a isso.
Não se coloquem a questão de saber onde está esse Duplo.
Não se coloquem a questão de saber se ele está encarnado ou não.
Porque ele irá se manifestar, por ele mesmo, no momento oportuno (encarnado ou não) já que não se trata de um reconhecimento recorrendo ao físico, mas de uma reconexão, muito além da alma e do Espírito.

O princípio é denominado: o Ovo Monadário.
No entanto, na maioria dos casos, até agora, uma das Mônadas estava encarnada, enquanto a outra permanecia nos espaços intermediários (denominados mundo do Bardo ou mundo astral desencarnado).

Hoje, não é mais o mesmo.
Alguns de vocês têm um Duplo encarnado, outros para os quais ele não está encarnado. Em um caso, como no outro, não se trata de um encontro humano, mas, sim, de um Encontro Místico (como isso foi nomeado).

Não busquem isso.
Isso irá ocorrer.

...

Os Duplos são apenas Um (uma vez que eles se juntaram aos Mundos Unificados).
Eles não são dois. A realização do Andrógino Primordial (inscrito em meio ao 12º Corpo ou Ponto AL do seu nariz, ou no Ponto AL da Estrela da cabeça, ao nível do Triângulo Luciferiano, devolvido ao sentido correto) corresponde a isso.

...

Não pode existir qualquer dúvida porque a conexão e a alquimia são totais.
O que um faz, o outro o vive.

...

Mas, ainda uma vez, não se ocupem em buscar isso porque vocês irão fracassar.
Contentem-se em estabelecer-se nesta integração das Passagens, entre o Si, a Presença e o Absoluto.

Todo o resto ser-lhes-á dado de acréscimo, ser-lhes-á revelado o acréscimo, de maneira natural e espontânea.
UM AMIGO – 07-05-2012

Você não irá conhecê-lo, na totalidade, e ele não irá conhecê-lo, na totalidade, se for alguém que estiver aqui.

...

A única diferença importante é que os Duplos Monadários, quando eles estão encarnados, há esse trabalho na Lemniscata Sagrada de maneira mais importante, isso é tudo.
AIVANHOV – 12-05-2012

Vocês são ao mesmo tempo a Fonte, ao mesmo tempo o Absoluto, ao mesmo tempo um Arcanjo, ao mesmo tempo um Ser de Luz.

Vocês podem fusionar, naquele momento.
Mas esta fusão é um encontro, muito além (ao nível da qualidade Vibratória vivida pela Consciência) do Êxtase ou do Samadhi o mais importante, possivelmente alcançado pelo ser humano na encarnação.

O Encontro com o Duplo está muito além, qualquer que seja esse Duplo.
Porque isso se traduz, de maneira horizontal e vertical, por uma unificação da Lemniscata Sagrada. Não é o pensamento que vai criar a certeza, é a própria Vibração que faz a parada da Vibração, ou seja, para o Absoluto.

Portanto, não há que se colocar questão em relação a isso.
A evidência é tal que você não pode negar o que acontece, naquele momento.

Isso estritamente nada tem a ver com qualquer sentimento amoroso ou um sentimento espiritual ou místico. Isso está muito além.

...

Mas, novamente, não há que buscar explicação, motivo, justificação, porque, quando isso ocorrer, nada pode resistir.

Existem situações pessoais onde o Encontro do Duplo não é permitido, devido a essas situações pessoais que provocariam sofrimentos e elementos de resistência.
Que o Duplo esteja encarnado, ou não, nada muda.
IRMÃO K – 18-05-2012

As Fusões Monádicas produzem-se, qualquer que seja a distância, quaisquer que sejam os encontros. Isso não tem nada a ver com um encontro físico. Ela pode se produzir, não produzir-se.

Isso não tem importância nenhuma porque, de qualquer modo, quando há uma Fusão com o Duplo Monádico, isso não para jamais. É independente do físico, não é?

...

quando a Onda da Vida nasce, se há medo e dúvida de um lado, não pode haver Reencontro e Fusão Monádica, não é possível.

É preciso que os dois tenham entrado na Transparência e na ultrapassagem dos medos e das dúvidas. Sem isso não há Reencontro possível e ainda menos Fusão. Mas há reconhecimento do Duplo Monádico, se os dois se reconhecerem.

Coloca-te a questão. O Duplo Monádico é um reconhecimento mútuo.
AÏVANHOV - 19-05-2012

Naturalmente, o fato de que o Duplo Monadário esteja encarnado convida, de maneira imperiosa, a uma reunião.

Mas esta reunião não tem qualquer caráter sexual.
Mesmo se existisse a possibilidade de uma sexualidade, isso nada teria a ver com o que o homem chama comumente de sexualidade, mesmo tântrica, a mais bem sucedida.

Poderíamos esquematizar e abordar esta imagem: a Comunhão dos Duplos Monadários encarnados é permanente e total.

Não pode existir qualquer distorção, qualquer oposição pessoal ou do Si, ou mesmo em meio ao Absoluto, manifestado e vivenciado, por um ou pelo outro, ou por um e pelo outro.

O ato, dito sexual, da carne, ocorre sem a carnne.

...

Várias Estrelas falaram sobre isso com vocês: a vivência de um braseiro de Amor não tendo qualquer comparação com uma relação humana.

A dificuldade com o Duplo Monadário encarnado é que, justamente, ele é humano. E, no entanto, a relação desses dois seres não apresenta qualquer comparação possível com o que quer que seja de humano. O Duplo Monadário se apresenta naturalmente, se ele estiver encarnado: vocês não têm que procurá-lo.

Porque toda procura é uma projeção.
A partir do momento em que a Fusão com um dos Duplos for realizada, vocês irão constatar que o Canal Mariano lhes dá a possibilidade de encontrar qualquer Consciência Unificada, em meio a esse canal.

A Fusão com o Duplo, desta vez, encarnado ou não encarnado, é então o elemento principal permitindo estabelecer a Paz.

Em meio a esta Paz, e isso em relação a um Duplo Monadário encarnado, não pode existir qualquer desejo, qualquer expectativa.
UM AMIGO - 06-06-2012

Você não vive com um Duplo: você É o Duplo.
Há, inicialmente, percepção do Duplo e, em seguida, Fusão e Dissolução.

...

A Onda da Vida mostra o Duplo para você.
A Onda da Vida vem da Terra, mas qual Terra?

O Duplo vem do Céu, de que Céu?
Os dois estão em Conexão e em Ressonância.

É uma experiência Final.
O objetivo é que a experiência cesse.

Como é que ela cessa?
Quando você não é mais este corpo, estes pensamentos, mas a Onda da Vida.

Quando você não é mais um Duplo que olha um Duplo, mas quando o Duplo se torna Um. A partir do momento em que você perder o sentido da sua identidade, no “eu” ou no “eu sou”, no ego ou no Si, no Duplo, também, o Absoluto está aí.

A Onda da Vida e o Duplo, vistos desde o Si, são agentes operantes.
Mas você não é nem o Duplo, nem você, nem a Onda da Vida.
Você é o Absoluto.
BIDI - 09-06-12

Vocês têm multidões de Duplos.
Eu sou o Duplo de cada um de vocês.
Mas, ao nível do Duplo monádico, é uma coisa extremamente rara.

...

Mas vocês todos têm um Duplo.

O Duplo monádico não pode enganar, porque o encontro quer seja encarnado ou não, acontece em circunstâncias particulares e que não têm nada a ver com o mental, nada a ver com qualquer sedução, nada a ver com tudo o que vocês podem projetar.

...

O Encontro do Duplo é uma forma de reagrupamento.
Agora, vocês têm encontros e reagrupamentos que se vão produzir espontaneamente.

Aí também, é como para os Duplos Monádicos, não se vão pôr a procurar, a qualquer custo, a se encontrarem ou a se reagruparem: são as circunstâncias da vida que fazem com que isso se produza. Esta não é uma busca ativa, é espontânea e natural. Lembrem-se do que eu disse sobre os Duplos Monádicos: por que não se havia falado disso antes?

Como vocês imaginam antes que, no espírito humano, todo mundo vai querer ter seu pequeno Duplo, e, se possível, encarnado, e se possível do outro sexo, e se possível bem bonito, não é?

Assim, para o encontro, é a mesma coisa: isso se produz porque a fluidez da Unidade, as sincronicidades colocam vocês nisso, mas isso não é para procurar.

Quando MA disse: "O tempo chegou de reuni-los e de reagrupa-los": em vocês mesmos, com os seus Duplos, talvez exteriormente.

Mas tudo isso não tem que ser procurado ativamente, isso se faz espontaneamente. É como para o Duplo Monádico: vocês não têm que procurá-lo, sem isso, é um erro.

São coisas que estão ocorrendo na Fluidez da Unidade, espontaneamente.
Sem intervenção de sua vontade própria ou de seu desejo, sem isso, não tem nada a ver.

...

Quando MIGUEL está presente ao lado de vocês, ele pode estar presente ao lado de milhares de pessoas. Esta é a sua visão cartesiana reducionista, que os faz crer que há um Duplo, e que não se pode ser si mesmo e o Duplo.

Mas vocês são multiplicados ao infinito, quando vocês são Multidimensionais. Vocês estão, às vezes aqui e às vezes em milhões de lugares.
Não é possível compreender, para a sua consciência.

O único que não pode se multiplicar ao Infinito, é o Duplo Monádico encarnado e o Duplo Monádico não encarnado.

Porque há a necessidade de recuperar o ovo cósmico inicial.
Mas isso concerne a muito poucas pessoas.
AÏVANHOV - 30-06-2012

o Duplo Monádico, encarnado ou não, é excessivamente raro, em relação a vocês todos, não é algo de frequente.

Vocês não têm, todos, Duplo Monádico: felizmente, isso seria uma sagrada desordem. Vocês têm, alguns, Duplos Monádicos encarnados, e, outros, têm Duplos Monádicos não encarnados. No que concerne ao Duplo Monádico, encarnado ou não, eu fui muito claro: vocês não têm que procurá-lo. Portanto, querer chamá-lo, isso quer dizer que você pressupõe que ele exista.

Ora, eu disse que, se Duplo Monádico há, pela Ação do Manto Azul da Graça, pelar Liberação da Terra, qualquer que ele seja, ele se apresenta a vocês.

Mesmo se ele está do outro lado do planeta, vocês o verão em sonho, e saberão que é ele.

...

Mas eu repito: os Duplos Monádicos são raros.
Isso corresponde a algo de muito preciso, que é complicado de explicar, mas a resultante é exatamente a mesma, e eu creio que TERESA disse-lhes algumas palavras sobre isso.
AÏVANHOV - 03-07-2012

O Duplo Monádico é muito raro. É a divisão do Ovo Original primordial, correspondendo a uma missão particular, não a missão sobre a Terra, mas a missão em outras Dimensões.

...

Quando vocês são Absolutos, com ou sem forma, vos disseram, vocês São uma folha de grama, uma folha de erva, vocês São não importa qual consciência: vocês não estão mais atribuídos a um corpo, tal como vocês o conhecem neste mundo.

Portanto, o Duplo Monádico, não tem nada a ver com isso. O Duplo Monádico, encarnado ou não, não é a história das almas irmãs, das chamas gêmeas.

...

Ora, estes Seres, aqueles que se chamam as Mônadas, são seres que fizeram um trabalho, antes de desceram aqui. Eles se separaram. Mas não é uma separação com reencontros cármicos, não são reencontros em que seja preciso fazer «zi, zi, pan, pan»: isso não tem nada a ver.

É um trabalho Vibratório, mas isso concerne a muito poucos seres humanos. O principal trabalho Vibratório que vocês têm é acolher O CRISTO e o Apelo de MARIA. O resultado, para vocês e para a Terra, é quase o mesmo.

...

Vocês não encontram um Duplo Monádico se ele não existe. Eu vos disse que era uma missão que foi Criada no Céu, nos Espaços Unitários.

Não era uma missão na Terra, não é uma função Terrestre, é uma função que toca para além do Espírito, e que permite, nestes tempos particulares, quando há estes contatos, recriar um campo vibratório muito particular.

Olha, por exemplo, o que vos contou, entre as Estrelas, HILDEGARDE, THERESA, GEMMA e outras: elas desposaram o CRISTO. Mas é uma alegria, um Êxtase, mas total. É um Ardor de Amor. Elas pediram ao CRISTO para as levar, porque, quando há esta União, total e real, com CRISTO, com MARIA, com MIGUEL, vocês estão num tal ardor de Amor, que é insuportável de amor.

Portanto, o Duplo Monádico, encarnado ou não, não muda nada a isto. Eu diria mesmo que isso podia ser, em alguns casos, mais duro porque, justamente, se eles estão encarnados, há o corpo. Porque o Duplo Monádico, ele não tem necessidade de ser tocado.

Vocês podem viver esta Fusão estática no outro extremo do planeta, com um ser encarnado, se ele for o vosso Duplo Monádico. Sem isso, vocês vivem as Comunhões, as Fusões,Solares, ou à distância, por Duplo interposto. Mas tudo isso, é para experimentar e para viver.
AÏVANHOV - 17-07-2012

Pergunta: quando alguém é claramente chamado pelo seu primeiro nome, é necessariamente por MARIA?
Não é necessariamente, mas é uma regra, vamos dizer. Ela lhes disse ela mesma, parece-me. Também pode ser o nome de quem você É, fora dessa pessoa.

Pergunta: é o nome de alma?
O nome de alma, certamente não. É o nome Vibral original, que é sempre constituído de duas sílabas. Raramente por três. Por três, corresponde, na maioria das vezes (como dizer) aos gêmeos monádicos que são divididos, para estar na Terra.

Quando o um dá dois, vocês têm o mesmo nome. Então, para diferenciar as duas sílabas, há um que vai levar um outro nome. Mas, na maioria das vezes, e de maneira geral, quando vocês são chamados, é seu primeiro nome, ou quando é Vibral, será o seu nome, que corresponde ao que você É, além de qualquer forma.

Pergunta: por que duas sílabas?
Porque no nível Vibral (no nível do que foi explicado, há anos, sobre o silabário original), é sempre uma associação de duas sílabas. Porque, para vocês, são as sílabas, mas para nós, isso não tem nada a ver. É Vibral, quer dizer que é um qualificativo Vibratório.

Novamente, nas Mônadas separadas, pela encarnação, aqui (que elas mesmas se separaram), não se é obrigado a dar duas vezes o mesmo nome: há um que leva uma polaridade, que guarda o nome, e o outro que leva um nome, derivado, na maioria das vezes, e que tem três sílabas
O. M. Aïvanhov 22-07-2012

Mensagens compiladas de Autres Dimensions
Organização e edição: Josiane Oliveira. http://fontedeunidade.blogspot.com.br
Traduções de: Josiane Oliveira, Cris Marques, António Teixeira, Ligia Borges e Zulma Peixinho.
Colaboração: Estrela Miúda - Cecília.



Vídeo e gravura enviados por: Estrela Miúda - Cecília.

M.M - http://minhamestria.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails