((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

quinta-feira, 31 de maio de 2012

DESPERTAR FINAL

*DESPERTAR FINAL*



Enviado por Rosa
Elaborado por Zulma Peixinho

P.D.A - http://portaldosanjos.ning.com/
C.R.A - http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/



Coletânea: ESTÁ TUDO CONSUMADO (2a. Parte) - Autres Dimensions

Coletânea: ESTÁ TUDO CONSUMADO (2a. Parte) - Autres Dimensions


Coletânea: ESTÁ TUDO CONSUMADO
(2a. Parte) - Autres Dimensions


Assim é o Yoga da Eternidade.

Permaneçam tranquilos.


Vocês absolutamente nada são de tudo o que chegou até agora.

Vocês simplesmente construíram verdades relativas que lhes permitiram aproximar-se, a fim de serem descontruídos.

Não escutem ninguém, nem dentro, nem fora.

Mas não se fechem.


Permaneçam Transparente.
Os sons que aparecem não lhes dizem mais respeito, mesmo se alguns identificaram esses sons, com coisas evidentes. Mas vocês não são sequer mais referidos pela evidência.

Vocês são isso, este Absoluto.

Sejam totalmente isso, sem restrição.

Eis o Yoga da Eternidade.

Então, tudo está consumado porque, no final, estritamente nada havia
para ser consumado.

Mas isso não é uma ambiguidade.

Não pode existir ambiguidade.
Houve o seu jogo (“jeu”) (ou o seu eu – “je”).
Houve o jogo.

Tudo isso passou.
Não julguem.
UM AMIGO - Cultivem o Silêncio (Yoga da Eternidade) [12/04/2012]

[Clique aqui]



É a capacidade para não mais estar, de modo algum, nos momentos de Alinhamento (ou de maneira inesperada), de modo algum identificado à pequena pessoa, a esse corpo, a essa vida, porque vocês já penetraram os espaços da Supraconsciência e tomam consciência de que esse corpo (que é o Templo), que essa vida que vocês levam, que aquilo ao que davam importância, bem, não é a verdade.

E, no entanto, é necessário continuar, como vocês sabem, a desempenhar esse papel e jogar esse jogo. Mas, naquele momento, vocês sabem que vocês desempenham um papel e jogam um jogo, mas vocês não são mais esse papel e esse jogo.


E, naquele momento, e unicamente naquele momento, vocês não podem mais ser afetados por suas emoções, pelo mental, porque vocês disseram «sim» a CRISTO, vocês disseram «sim» à Luz e vocês disseram «sim», é claro, a tudo o que concerne ao Coração. Vocês voltaram a tornar-se Simples, vocês estão na Humildade e na Transparência.

Aí, vocês consumaram o que havia a consumar.

E eu repito que, naquele momento, absolutamente Tudo está consumado, ao nível individual. Mas esse nível individual (que é o seu, talvez, agora) é dependente, muito precisamente, de datas da Terra.

Portanto, nós sempre dissemos: «não procurem data».

Vocês têm uma data Interior, e é, de longe, a mais importante.
É o momento em que vocês aceitam, inteiramente, tornar-se a Luz.


*

Vocês não podem mais – e vocês se aperceberão disso, agora, a cada dia – manter os desejos, é claro, mas mesmo o sentido de sua identidade, e viver a Unidade.


Eu repito: isso não os impede de fazer o que há a fazer em suas

responsabilidades. É claro, aquele que quer romper um contrato, é a personalidade que rompe o contrato com quem quer que seja ou com o que quer que seja.

Nós dissemos que não é necessário, jamais, abandonar o que quer que seja. Mas a Inteligência da Luz agirá em suas vidas, para torná-los Livres.


Mas não são vocês que procuram a Liberdade.
É a Inteligência da Luz, é a Ação da Luz, nos diferentes setores de suas vidas, que vai torná-los Livres.

Mas não são vocês que vão Liberar-se.

Caso contrário é, ainda, um ato ligado à personalidade e ao ego.
Então, é claro, há algum tempo, muitos de vocês viveram o que chamamos impulsos da alma, para mudar de lugar, para mudar de profissão, para parar de trabalhar, para consagrar-se à Luz.

Isso, eram impulsos reais.

Mas, hoje, tudo está consumado: a Ascensão ocorreu, nos planos
multidimensionais. Ela se desenrola aqui, sobre a Terra, em seu próprio ritmo, mas está totalmente terminada nos outros planos.

Agora, se vocês não sabem para onde vão, vão, simplesmente, onde estão.

Isso quer dizer que, se vocês estão na Vibração da Unidade, vocês viverão a Dissolução da Luz.


Se vocês acedem ao Corpo de Existência, se o Canal Mariano está muito desenvolvido e vocês percebem, ao seu lado, uma Estrela, isso quer dizer que vocês se juntam aos domínios Vibratórios das Estrelas nessas Dimensões.
AÏVANHOV - 05 de novembro de 2011 [Clique aqui]


A experiência, em si, e a vivência, em si, da Consciência, é sempre a mesma: esse mundo é ilusão, tudo é uma projeção de Consciência ao exterior, nada existe, exceto o Si, a Unidade, a Beleza, o Amor e a Verdade, compreendidos na mesma Vibração e no mesmo estado: aquele do Ser.

Todo o resto são apenas suposições, cálculos, projeções da Consciência ao exterior da Verdade.

O que há a realizar é um processo Vibratório, que eu nomeei a Fusão de Éteres da Alma, que os aproxima, ainda mais, da porta estreita e de sua terceira Passagem.

Nada mais há a fazer, como alguns Anciões disseram, e como algumas Estrelas disseram.

Nada mais há a fazer.
Há a Ser.


A Inteligência da Luz, a Inteligência da Terra realizarão todo o resto.
Contentem-se em estarem centrados em seus quatro Pilares.
Todo o resto já está consumado, nas outras Dimensões.
Vocês não têm que se preocupar com outra coisa.

Apenas o mental quererá arrastá-los a compreender o que vocês vivem.

Apenas o mental tentará resistir ao seu próprio fim, porque o mental tem necessidade de conhecimentos, ele tem necessidade de justificações e ele tem necessidade de dualidade. Lembrem-se de que não há qualquer existência própria quando a Unidade estabeleceu-se, de maneira definitiva e coletiva.

Serve-lhes, ainda, a título individual, mesmo se vocês tenham realizado sua Unidade, ainda que apenas pelos gestos da vida quotidiana, mas, em breve, tudo isso estará caduco.


*

Questão: quando o céu rasgar-se e nossos Irmãos galácticos aparecerem, aqueles que tocaram a Graça sairão, imediatamente, da ilusão?
Não, permanecerá a manter sua presença amorosa, na fase final, não mais da Ascensão, mas do estabelecimento da nova Dimensão.


As condições de vida, é claro, e da Consciência, naqueles momentos, não serão mais, jamais, as mesmas, mesmo nessa dimensão que existirá o tempo que o conjunto de chaves Metatrônicas e de ensinamentos e Códigos de Luz Vibral sejam depositados e semeados.

É claro, há numerosas Moradas na casa do Pai.

Esse processo não concerne à totalidade da humanidade e não concerne, tampouco, ao conjunto daqueles que vivem a Graça e a Unidade.

Não agitem seu mental para saber se vocês permanecem, se vocês partem, porque vocês irão, muito exatamente, para onde os leva sua Vibração, mas não para onde os levam seus desejos, e ainda menos para
onde os levam suas interrogações e suas respostas obtidas pela razão.

Isso faz parte do Abandono à Luz, nessa fase final.

É assim que se realiza a Passagem da Porta Estreita, que permite passar da Alma ao Espírito e passar da frase do Cristo que diz: «Pai, por que me abandonastes?», à frase do Espírito: «Tudo está consumado».
SRI AUROBINDO - 28 de outubro de 2011 [Clique aqui]

O Espírito não tem o que fazer de sua personalidade.

O Espírito não tem o que fazer de suas reencarnações, que pertencem, elas também, à limitação e ao confinamento.


O Espírito não tem o que fazer dos seus laços e dos seus apegos.
O Espírito não tem o que fazer do outro, em uma dimensão pessoal, já que o Espírito vê apenas o Espírito. Ele ama além das limitações, além das contingências, já que é sua Natureza e sua Essência.

É isso que vocês são chamados a viver.

É também liberar-se do conhecido, como eu disse, para ascender a este desconhecido que os liberará, por completo. Mas lhes é preciso, como isso foi explicado, inúmeras vezes, e de diferentes modos, abandonar-se ao Espírito, a fim de viver o Espírito.

Isso irá permitir-lhes passar da agonia, da noite escura da alma, passar a este pedido para afastar o cálice de vocês, para, enfim, poder dizer, como o disse o CRISTO: “Pai, eu entrego meu Espírito em suas mãos” e, então, “tudo está consumado”.


Isso vocês são, agora, chamados a viver, cada vez mais individualmente, mas, sobretudo, vocês irão vivê-lo, proximamente, de maneira coletiva. E é naquele instante que irá ocorrer o que foi mal compreendido, denominado, no ocidente: o julgamento final.


Não há outro julgamento senão aquele que vocês fazem, vocês mesmos, sobre vocês mesmos.
Não há qualquer Deus exterior que virá julgar qualquer de suas ações.

Não existe qualquer punição.

Não existe qualquer recompensa.
Existe apenas o Si, que é para viver no instante presente, a partir do instante em que vocês não deem mais peso a qualquer das crenças referentes ao amor e a partir do instante em que vocês se tornam o Amor.


Naquele momento, a visão do Coração aparece-lhes.
Naquele momento, vocês vivem a reunificação com o Espírito.
E isso não pode existir enquanto existe um amor condicionante, um amor limitante, um amor confinante, ainda presente em meio à sua Consciência.

Eu bem disse em meio à sua Consciência e não em meio à sua vida, porque não é livrando-se dos laços que vocês irão encontrar o Amor Vibral, mas sim
transcendendo esses laços, na vivência mesmo do que lhes é dado a viver.

Lembrem-se de que nós lhes dissemos que, tudo (a idade, as condições, o estado físico, a situação afetiva, profissional, em que vocês estão, hoje) corresponde muito exatamente ao que vocês têm a viver para aproximar-se, mais de perto, deste Amor Vibral, a fim de vivê-lo.

IRMÃO K - Liberar o Amor para Ser Livre (26/10/2011) [Clique aqui]

 
Hoje vamos, juntos, exprimir e Vibrar, bem além de simples palavras que empregarei, o Tempo da Graça, o Tempo da Presença a Si, tornando-os Presentes no mundo, na Verdade da Luz e da Unidade, a fim de que resplandeça a Glória do Um, a fim de que a Terra testemunhe e viva a Ascensão de sua Vibração nas Esferas da Unidade, acompanhando o Universo e o conjunto desse Sistema Solar nos Tempos da Graça, porque os tempos estão consumados, consumando, em vocês, a Graça e seu Presente.

Filhos do Um, manifestem a Graça, que é o presente feito para sua Presença.

Basta estar no Instante de sua Presença, no tempo de sua Presença, Presentes a si mesmos, Presentes ao mundo, Presentes ao Instante e Presentes ao Éter, a fim de que o Éter revele-se em sua Graça. Luz do Um, Luz da Unidade, Luz de Verdade, que põe fim ao isolamento, aquele que era seu, que é restituído.


Enfim, o Tempo do fim.
Enfim, o Tempo da Passagem.
Tempo de contentamento e de Alegria.
Tempo de Verdade, no qual a revelação da Luz deixa lugar à Ascensão da Luz, respondendo ao Apelo da FONTE Una, que vem do Centro, a fim de que seu centro, aquele do Coração, eleve-se e desperte à Verdade da Unidade, a fim de que vocês possam, Presentes a si mesmos e Presentes ao mundo, viver a Presença.

Presença da Graça, que é a Graça presente em vocês.


*

Bem amados filhos do Um, Amados da Graça, cabe a vocês viver e abrir o que deve sê-lo.

Então, Filhos, vão para o que vocês São, de toda a Eternidade.

Sair do efêmero e entrar no Templo de seu Presente, porque Ele está aí, presente, a aguardá-los e a esperá-los.

Não há mais tempo, não há mais data, porque não haverá mais espaço para subtrair-se da Ação do Um, da Ação da Promessa e do Juramento.


Os tempos estão consumados, porque o Tempo veio do Novo Nascimento.
Nascer, nascer no Um, a fim de que cada um possa viver a Graça do Um, a Graça da Verdade, o Tempo da Presença a Si.

Cada um aberto a esse Tempo, no Tempo fora do tempo, que os chama num Tempo, chamado o Tempo Presente, para desvendar sua Presença e para Vibrar ao Som do Um, ao som da FONTE, ao Som do Céu e da Terra, enfim reunificados na mesma pulsação, na mesma Vibração, na qual vocês são esperados e
aguardados, na Comunhão dos Uns, na Comunhão das Dimensões, na Comunhão dos Mundos Livres, a fim de viver a Liberdade do Um, a Liberdade da Graça, o Tempo da Graça que se revela em seu Templo Interior, chamando a Vibração do Coração a tornar-se a Vibração Essência e Essencial, dando-lhes o Sentido e o Tempo da Unidade, bem além do tempo desse mundo.

Presentes em todos os Tempos e em todos os Universos, nos mesmos Espaços e nos mesmos Tempos, que nada mais têm a ver com o inferno, aquele do confinamento.

URIEL - Enfim, o Tempo do fim (25/10/2011) [Clique aqui]

Muitos de vocês percebem as Vibrações ligadas ao Som do Céu, as Vibrações da alma, as Vibrações do Espírito, as Vibrações do núcleo central da Terra, assim como a Vibração da ionosfera, manifestando-se nesse corpo, e traduzindo uma revolução e uma mudança completa de paradigma de suas vidas.


É a isso que vocês têm que enfrentar, não para lutar ou se opor, mas, bem mais, para ancorar, ainda mais, a
Luz, irradiar a Graça, manifestar a Graça e a Consciência da Comunhão. Só assim para extrair-se e se remover dos últimos medos, inscritos, de maneira indelével, em meio à personalidade, quaisquer que eles sejam.

Qualquer que seja sua etapa de adiantamento no desdobramento da Luz Una e Unitária, cada um de vocês deve desvencilhar-se, completamente, de seus últimos apegos, quaisquer que sejam.
  E isso deve ser vivenciado em consciência, a fim de liberá-los, aqui mesmo, de tudo o que pode representar uma síndrome de luto, qualquer que seja, no momento vindo, quando a coletividade humana deverá enfrentar a chegada total da Luz na superfície deste mundo, revelando-lhes a nova banda de frequências de Vida e chamando-os a estabelecer-se na nova Vida.

Isso está em andamento, de maneira individual, mas chegará um instante e um momento, notáveis entre todos, permitindo à coletividade (em seu conjunto, humano e não humano) tomar consciência da Verdade da Luz.


Esse mecanismo, que vocês não têm que conhecer a data porque, como Ele lhes disse: “Ele virá como um assaltador na noite”.


A Luz Cristo chegará a um dado momento específico desta época da humanidade, em tempos extremamente curtos em termos terrestres, que lhes cabe não preparar por qualquer antecipação do que quer que seja, mas bem mais por uma atitude interior justa e totalmente Unificada de sua Consciência, fazendo-os aceitar ver e olhar seus próprios limites, seus próprios medos, a fim de se apreender de que vocês não são nem esses limites, nem esses medos e de que a única maneira possível e concebível de transcender isso é aceitar a passagem da Porta Estreita, sua própria Crucificação e dizer, como o Cristo: “Pai, eu entrego meu Espírito em tuas mãos, porque tudo está consumado”.

Naquele momento, sua alma irá se voltar, na totalidade, para a Vibração do Espírito Unitário, a Vibração do Pai ou da Fonte, em vocês.
  Naquele momento, vocês irão ascender ao estado da Unidade, em sua maior Graça e em sua maior magnificência.
Tudo ainda não estará terminado, mesmo se tudo está consumado.
ANAEL - 24 de outubro de 2011 [Clique aqui]

A hora de glória, a hora da ressurreição, tal como ela foi mal compreendida em suas escrituras e tal como ela foi mal compreendida por sua teologia está a ponto de chegar.

Essa ressurreição não é uma ressurreição de corpo, mas a ressurreição do corpo final, ou seja, de sua luz final da Fonte que vocês são.


Aí está o sentido da ressurreição de corpo, tal como ele foi tão mal aplicado pela igreja católica.
E o sentido da redenção, tal como foi tão mal compreendido no budismo tibetano. E o sentido, em todas as religiões, que foi deformado, do aparecimento da luz viva, do retorno do Cristo, como alguns o chamam.

Não se trata, obviamente, do que vocês creem, mas, simplesmente, da presença da luz Unitária. E, em face da luz Unitária, vocês terão apenas a escolha de reintegrar a Unidade da luz ou de entrar mais na divisão e na oposição.


Não haverá qualquer julgamento de nossa parte nem qualquer julgamento de outros seres humanos.
  Esse momento será um momento que durará muito pouco tempo.
Ele durará aproximadamente 72 horas, unicamente.
E, durante essas 72 horas, tudo será consumado.

Vocês deverão, em sua alma e consciência, escolher a luz ou escolher a resistência à luz. E, se vocês entram na aceitação, no deixar fazer e no abandono à luz inteligente que vem, naquele momento, nós revelaremos, totalmente, quem nós somos, nosso papel, nosso objetivo.


Nada do que foi escondido até o presente ser-lhes-á escondido.

Tudo lhes será revelado porque, a partir do momento em que, como eu o dizia um pouco antes nesse capítulo, no momento em que vocês entrarem na Unicidade da luz, vocês terão acesso a todas as fontes de informação, e isso, em tempo real, como vocês dizem, uma vez que vocês começarão, através disso, a sair do espaço tempo/luz.

Vocês entrarão na luz viva.

Vocês se tornarão a luz viva.
RAMATAN - A humanidade que começa - CAPÍTULO 4: AS NOVAS LEIS
[Clique aqui]

Os últimos panos da ilusão caem, nesse momento mesmo, nesse mundo, precipitando a vinda, ao solo desta Terra, do conjunto da Luz Adamantina, da Luz Branca, que vem em vocês, estabelecer-se.


Progressivamente e à medida desse estabelecimento, o Apelo do Coração, o Anúncio de MARIA, a Presença do CRISTO em minha Presença são capazes de fusionar em seu Coração.

A Espada de Verdade vem abrir a Terra para sua elevação Vibratória.


O tempo é para a Alegria.
O Tempo é para a Verdade.
O tempo é para a revelação, total e ilimitada, da Verdade da Luz Una.

Tudo está consumado, como o anunciaram Anciões e Estrelas.

Nós, Conclave, temo-nos, doravante, inteiramente, presentes em sua Terra, em suas partes as mais altas e, também, em seus Céus.

Os sinais do Céu e os sinais da Terra estão, doravante, em plena atualização.

Cada um de vocês será chamado, no momento o mais oportuno para si, para viver e estabelecer-se, de maneira definitiva, no Coração, na Verdade, no Fogo do Amor, Fogo do Espírito.


O tempo do Batismo da Luz Una chegou para o conjunto da Terra.
Não há mais qualquer data a procurar num futuro, porque isso se vive nesse momento mesmo.
MIGUEL - O Tempo do Advento Chegou (02/10/2011) [Clique aqui]


A Porta Estreita, como vocês sabem, é a Porta da Infância.
Dizer que n’Ele ou n’Ela tudo está consumado significa, para sua Consciência que, quando vocês percebem
isso, bem, efetivamente, tudo está consumado para vocês.

Esses tempos específicos, como o anunciaram os Arcanjos, os Anciões e MARIA, são os tempos em que a Luz instala-se sobre a Terra, favorecendo sua Elevação.
  Hoje, mais do que nunca, há – no que vocês têm a viver no Interior de vocês – uma oportunidade que jamais se apresentou, de Reencontrar a Luz.

Esse Reencontro faz-se na fulgurância de um instante e permite-lhes dizer, por sua vez: tudo está consumado, porque, se vocês consumam isso, se vocês vivem essa oportunidade, vocês não poderão ser afetados, de maneira alguma, pelos eventos desta Terra, no exterior.


Vocês estarão, naquele momento, tão estabelecidos na Alegria desse Interior – que se revela em vocês -, nessa Presença (que está ao seu lado e em vocês) que, efetivamente, vocês poderão dizer que, naquele momento, tudo está consumado e que nenhum elemento que afeta a personalidade pode vir alterar o que vive a alma e, sobretudo, o que vive o Espírito.


Como lhes foi anunciado há pouco tempo – pouco menos de dois meses – algumas Portas foram abertas, que lhes cabia cruzar, que permitem, então, reencontrar – em seu Templo, em seu Coração, ao seu lado – sua própria Dimensão de Eternidade, de Verdade e de Alegria.
*

E a Infância, a não reivindicação, a Paz, a Humildade, a Simplicidade são os melhores modos, possíveis e compreensíveis, de realizar a Presença d’Eles.

Tornando-se Transparentes, não existindo mais em qualquer reivindicação do que existe desse lado do véu em que vocês estão, então, vocês podem (sendo tão pequenos e tão insignificantes) viver a Grandeza absoluta de seu Reencontro, e realizar, naquele momento, o que vocês São, em Verdade.


Para ser Grande na Luz, na Alegria e na Presença d’Eles e em nossa Presença é necessário, efetivamente, ser minúsculo desse lado.
  Muitos disseram, à maneira deles, exprimiram-no através de seu caminho de vida, mas, hoje, não há alternativa, cada vez menos.

Quanto mais vocês crerem que isso é um evento que está inscrito num futuro exterior, mais vocês não viverão esse Advento, porque não é um evento, é um Advento, que está inscrito de toda a Eternidade e que, simplesmente, revela-se ao que vocês São, à Consciência, inteiramente, porque os tempos estão consumados.

Então, uma vez que os tempos estão consumados, é a vocês que cabe dizer e pronunciar esta frase: tudo está consumado.


E vocês apenas podem pronunciar esta frase e vivê-la quando, realmente, concretamente, em sua carne e no Espírito, vocês Estão n’Ele e n’Ela.

Ele bate à Porta.

TERESA DE LISIEUX - 01 de outubro de 2011 [Clique aqui]


O Retorno da Luz que, como vocês sabem, tornou-se possível por um conjunto de elementos, um conjunto de Consciências (e, cada um e cada elemento manteve seu lugar, seu papel e sua função) desde o que é chamado de Onda Galáctica (correspondendo ao Alinhamento deste sistema solar com o Centro Galáctico), desde a chegada de Irradiações específicas (vindo das profundezas dos Universos), passando por nossa Presença e pela Presença dos Arcanjos, assim como das Estrelas, assim como sua própria Presença e seu próprio Despertar, que ocorre, eu diria, de maneira progressiva.

E levando-os, hoje, a atravessar a última Porta (aquela da Realização da Unidade, da Realização do Amor) e, enfim, permitir dizer-lhes, em vocês como nesta Terra: “tudo está consumado”.

“Tudo está consumado”, ainda uma vez, não é o fim do mundo, ainda menos, o fim da vida, mas, digamos, o fim de certa forma de vida.

Tudo o que lhes foi escondido está prestes a ser-lhes revelado, na totalidade.

Isso começou durante o período de desconstrução (iniciado pelo Arcanjo Miguel) e pelo derramamento das primeiras Partículas Adamantinas e das primeiras Radiações do Ultravioleta.

Hoje, a totalidade das circunstâncias anteriores, que lhes são Interiores como exteriores, está estabelecida.
  Elas estão estabelecidas mesmo se, como vocês o sabem, ao nível do conjunto da humanidade, muitos seres humanos não podem conjeturar (nem mesmo imaginar ou perceber) os mecanismos que estão prestes a se viver.

*

Hoje, nós podemos afirmar (e vocês podem afirmar) que, quanto mais o CRISTO se aproximar de vocês, menos vocês terão que sofrer de qualquer elemento deste mundo, menos vocês terão que se colocar questões em relação ao que se desenrola sobre este mundo (qualquer que seja sua importância, qualquer que seja seu rigor), justamente porque o tempo que transcorre, entre o choque da humanidade e as Núpcias coletivas de Luz, é um tempo extremamente reduzido.

Eis o que eu tinha a anunciar-lhes em relação a esta frase: “tudo está consumado”.

O fim dos tempos é uma realidade.

É o tempo da Ilusão que atinge seu fim.

É o tempo da Eternidade que nasce.
Este fim não é um fim.

É o fim, simplesmente, da Ilusão.

É o fim das quimeras.
É o fim do confinamento.
É o fim do sofrimento.
É o fim da opressão.

É o fim da morte e o início da verdadeira vida.

SRI AUROBINDO - Os Tempos Estão Consumados (30/09/2011)
[Clique aqui]

Filhos do Um, Filhos da Eternidade, escutem o canto da Presença d’Ele e o canto de Seu Apelo, ecoando no mais profundo de seu Coração, em seus ouvidos, e vendo-se em seus céus.


A Estrela chega e vem bater à Porta de seu Templo, pedindo-lhes para abrir, perguntando-lhes: você quer viver, você quer retornar à Eternidade?


Consumação da Ilusão, tudo está consumado, a fim de que o diamante de sua Presença Eterna brilhe no conjunto de seus Fogos – Fogo de Alegria e Fogo de Verdade – que os conduz ao limiar do Templo d’Ele, que é seu Templo.


Filhos do Eterno, Filhos de Alegria e de Vibração, a hora é para Ser, a hora é para a Essência do Ser.

Nesse tempo, nesse dia e nesse instante, eu, Anjo URIEL, Presença e Reversão, chamo-os a Reverterem-se, num impulso de Leveza e num impulso de Alegria, para aqu’Ele que vem colhê-los e acolhê-los, do mesmo modo como vocês o acolheram: na Luz e na Verdade.
Cruzem o portal da Ressurreição.
URIEL - 29 de setembro de 2011 [Clique aqui]

Vocês vão viver, alguns e muitos de vocês, momentos de Graça cada vez mais importantes e cada vez mais excepcionais em relação ao seu estado habitual.


Isso vai permitir-lhes aclimatarem-se ao seu novo estado de Ser, diretamente religados à Existência, diretamente religados ao que vocês São, na Eternidade, permitindo-lhes extrair-se, sem dificuldade alguma, se vocês o aceitam, do efêmero de sua vida, a fim de entrar na vida Eterna; permitindo-lhes preparar a Ascensão final desta Terra, e permitindo-lhes, também, por sua simples Presença, amorosa e de Serviço, junto aos seus Irmãos e Irmãs, viver esse Reencontro.

Ninguém nesta Terra, assim como foi dito, poderá ignorar o que vem.É claro, o olhar de cada um será profundamente diferente, conforme se trate do olhar da personalidade ou do olhar do Espírito,.Como havia sido dito pelo Comandante (ndr: O.M. AÏVANHOV): haverá o olhar da lagarta e haverá, também, em vocês, o olhar da borboleta.Os dois olhares sobrepor-se-ão, induzindo, por vezes, o que foi chamada a noite escura da alma.

De fato, vocês devem, hoje, superar os últimos apegos, transcendendo-os ou, antes, deixando-os transcender-se pela ação da Luz em vocês.Assim, vocês concorrerão para sua própria Transparência e para sua própria Cristização, o que lhes permite, então, Irradiar.


É nesse estado de Irradiação que sua vida deve, doravante, desenrolar-se.É uma vida de Graça, que tem suas exigências, mas a Liberdade é a esse preço: aquele de levar a efeito a escolha da Luz ou a escolha de sua vida.


Eu não repetirei as palavras do CRISTO, que foram pronunciadas abundantemente nesses últimos tempos, porque elas são as imagens que devem permitir-lhes, no sentido o mais profundo, ir para o que vocês São, para consumar o sentido de sua Presença sobre esta Terra, o sentido de sua missão e o sentido do que eu seria tentado a chamar sua consumação, porque os tempos estão consumados e, como lhes disse Maria: no Espírito, tudo está consumado.


Mesmo se a noite escura da alma os faça dizer: «meu Pai, por que me abandonastes?», isso é apenas o olhar fragmentado da personalidade.A Luz intima-os a elevarem-se para além dessas zonas de turbulências, a fim de penetrarem, diretamente e em plena consciência, a Morada de Paz Suprema: lá onde se vive o Samadhi, onde se vive a Alegria, onde se vive a Unidade, fazendo com que toda sua vida que resta a correr nesse mundo preencha-se da Graça inefável da Luz Una, da Presença do CRISTO e de Maria, ao seu lado e em vocês.
ANAEL - 28 de setembro de 2011 [Clique aqui]

As únicas primícias, vocês as conhecem, foram-lhes reafirmadas pelo Arcanjo Anael, repetidas em numerosas vezes por Maria: trata-se, é claro, do Canto do

Amor. Qualquer que seja esse Canto – seja da Terra, do Céu, aquele dos Anjos, aquele de seu Espírito – trata-se, em definitivo, do mesmo Canto, que é o Canto da Unidade.
Vocês serão prevenidos por ele.

Quando o Canto da Unidade generalizar-se, então, vocês saberão que os tempos estão consumados, inteiramente.


Não para vocês, mas para a coletividade.

Restará a vocês, então, muito poucos dias para realizar o Si, mas é nesses momentos, nessa urgência, que muitos de vocês viverão isso.

Então, nós lhes pedimos, a cada um, que se lembrem dessas palavras, porque é neste período que existem mais oportunidades.


As Portas do Céu fecharam-se, para abrirem-se sobre a Terra.

UM AMIGO - Do Coração do Um ao Coração de Todos (28/09/2011)
[Clique aqui]


Questão: poderia desenvolver a noção de «dar a outra face»?
Dar a outra face fazia alusão ao que dizia o CRISTO.
O que quer que lhes aconteça hoje, é exato.

Quer toque a Alegria e seu Coração, quer toque seu corpo (através de uma doença), quer toque a um parente (através de um conflito), quer toque a uma perda ou quer isso lhes toque através de algo que lhes é oferecido ou retomado, isso não tem mais qualquer espécie de importância, porque vocês já não são mais tudo isso e tudo isso que se produz é, justamente, destinado a fazê-los ir para suas Núpcias de Luz.


Durante esse período específico que se abriu (eu os lembro) desde muito poucos dias, os Tempos estão consumados, e é a vocês que cabe mostrar o que vocês consumaram.


Tudo o que não tiver sido dado para nada terá servido.

Lembrem-se também do que dizia o CRISTO: «aquele que quiser salvar a vida, perdê-la-á».
O que vem é a Vida Eterna, é a Água de Vida, aquela que suprime toda a sede, porque é a Eternidade.

É o Fogo do Amor, é para isso que vocês são convidados.

Vocês não são convidados a viver uma pequena experiência.
Vocês não são convidados a fazer uma experiência de Luz.

Vocês são convidados às Núpcias de Luz, o que quer dizer que vocês são convidados a viver sua Eternidade. Para isso, todo o supérfluo deve evacuar-se, qualquer que seja o modo pelo qual se evacua.


Questão: se tudo está consumado, por que é ainda necessário dizer «sim» à Luz?
Tudo está consumado ao nível coletivo, sim, mas, será que o que está consumado ao nível coletivo, nas outras Dimensões, está consumado, para vocês, sobre a Terra?

Será que a Sombra desapareceu?

Será que vocês saíram da Dualidade?

É necessário dela sair, e vocês apenas podem dela sair dizendo «sim» à Luz.

MA ANANDA MOYI - 27 de setembro de 2011 [Clique aqui]


A matriz dilui-se, a Terra vive sua Ascensão, o chacra do baço e a zona do baço são chamados a desaparecer. Do mesmo modo, o fígado, sede da antecipação da visão, vai, ele também, desaparecer, substituindo a visão (aquela de seus olhos) pela Visão do Coração e a vivência Interior de sua Visão (não Luciferiana, mas, efetivamente, a própria Visão do Coração) da Verdade da Unidade na nova Tri-Unidade.

O desenvolvimento desses circuitos far-se-á, portanto, de diferentes modos, que lhes serão revelados progressivamente e à medida dos dias.


Eu tenho, simplesmente, a dirigir-lhes um panorama desses seis pontos e desses quatro trajetos porque, efetivamente, uma vez que o baço e o fígado tenham abdicado em favor de Cristo, naquele momento, eles se apagam, permitindo a reunificação do Antakarana, do Espírito e da alma, entre o lado esquerdo e o lado direito.


Naquele momento, o que está acima do seio esquerdo reúne-se ao que está na prega esquerda da virilha; o que está acima do seio direito reúne-se ao que está ao nível direito da virilha.


Naquele momento, pode-se dizer que tudo está consumado, que tudo está consumado e que a Ressurreição chegou. Resta superar essa etapa, aquela que é o medo final da perda desse corpo, aquele que é o medo final da perda de todos os marcadores que os fazem ir do conhecido ao Desconhecido.

SRI AUROBINDO - 06 de julho de 2011 [Clique aqui]



**************
Primeira parte [Clique aqui]


*********

Trechos extraídos das mensagens do site:
http://www.autresdimensions.com

*****

Traduzidas para o português por:
Célia G. - http://leiturasdaluz.blogspot.com
Zulma Peixinho - http://portaldosanjos.ning.com

***
Seleção e Edição:
despertardaluzinterior.blogspot.com 

D.L.I - http://despertardaluzinterior.blogspot.com.br/
C.R.A - http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/

O DRAMA CÓSMICO DO CRIADOR

O drama cosmico do criado

 


M.A - http://www.mestresascensos.com/
C.R.A - http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/


terça-feira, 29 de maio de 2012

FORMAS, LINHAGENS E DIMENSÕES DE ORIGEM

FORMAS, LINHAGENS E DIMENSÕES DE ORIGEM



Pergunta: se temos várias linhagens, que corpo vamos escolher?
Isso depende sobretudo, antes de tudo, da Dimensão para onde você irá.
Você reencontrará a Dimensão que tinha antes de penetrar esta matriz.

Se você veio da 11ª Dimensão, você reencontrará seu corpo de 11ª Dimensão.
Se você veio e estava estabelecido na 18ª Dimensão, você reencontrará seu corpo de 18ª Dimensão. Se você era da 5ª Dimensão, reencontrará seu corpo de 5ª Dimensão, etc., etc.

Então, obviamente, vamos tomar um exemplo. Mais você sobe nos planos dimensionais, mais as formas têm tendência a tornarem-se uniformes e mutáveis, quer dizer que vocês não são mais identificados a suas linhagens que os apoiaram durante sua tomada de forma nesse mundo.

As linhagens correspondem, de fato, às diferentes partes que lhes permitiram sua própria criação, porque pode-se imaginar que vocês tomaram tal dom, tal função, dentro de um mundo especializado nesta função.

Por exemplo, os seres de Sírius, Sírius A, que são Delfinóides, são mestres geneticistas.



Os Dracos, cuja maior parte vem da Ursa Maior, são, como poder-se-ia chamar isso, é difícil encontrar a analogia em seu mundo, poder-se-ia dizer os mantenedores. Não é preciso que eles me ouçam, heim, mas são seres muito potentes que intervêm no agenciamento de algumas formas nas Dimensões, antes que se decidam criar a dissociação.



Em seguida, há seres, por exemplo, que são especializados na compreensão do que vocês chamam os fractais e que vivem nos universos fractais, totalmente, são os Arcturianos, que são de fato Leoninos, que tem cabeças de leões.

















Há Sírius B, com cabeças de cães. Mas não vão dizer aos "cães", estes seres, que os consideram como um animal, porque aí vocês serão muito mal recebidos. Mas, isso, hoje, é sua compreensão intelectual, mas quando vocês começarem a aceder e a sair da matriz, verão coisas inacreditáveis.


Então, imaginem bem que, para além do aspecto Vibratório que explica porque nossas embarcações, em especial a frota Mariana que gira em torno do sol, não pode aproximar-se demasiadamente de sua Terra.



Vocês imaginam já, os Anjos do Senhor, quando são descritos há não muito tempo e que já, seres humanos vão tomá-los por maus rapazes, enquanto que eles nada têm de maus rapazes, são os Anjos do Senhor, os Servos de Cristo.



Mas vocês são tão impregnados de sua forma humana, que ao ver um cão em pé como vocês, vocês arriscam a ter um ataque e eu nem falo dos golfinhos de pele vermelha.



Não falo tampouco de ver uma cabeça de falcão frente a vocês, com mãos como batedores.



Vejam vocês, vocês imaginem um pouco a complexidade Vibratória. Eu me apercebo que aqui, muitos viveram manifestações importantes ao nível das Coroas. Mas isso refere-se a vocês com vocês mesmos. Vocês ainda não abriram as vias de comunicação que são acessíveis a partir do momento em que vocês estão na Existência e a partir do momento em que vocês nos reencontrarem.

Então, se me reencontram, a mim, tranquilizem-se, tenho sempre o mesmo aspecto. Mas eu posso também subir mais alto no nível Vibratório e aparecer sob uma forma de Luz específica, que é minha Dimensão de origem, da 11ª Dimensão. Mas aí, vocês arriscam se enganar pelo que vêem.


Em contrapartida, quando vocês entrarem em Consciência em seu corpo de Estado de Ser que reencontrarão, aí vocês estarão com vocês, vocês ficarão à vontade. Que tenham uma cabeça disso ou daquilo. O mais importante é a Vibração, não é a forma, lembrem-se.
Porque a partir dos mundos Unificados, a forma é mutável. Ela não é fixa como nas Dimensões carbonadas.

Pergunta: qual é a forma dos Pleiadianos?
Oh, existem várias linhagens Pleiadianas, há mais que uma. E, do mesmo modo que ao nível de Sírius, do sistema solar de Sírius, há Sírius A, Sírius B, Sírius C. Em um caso, há os golfinhos e ainda, nos golfinhos, é um universo inteiro que se espalha sobre várias Dimensões, com dezenas de planetas diferentes ao redor do sol e formas de vida Delfinóides profundamente diferentes.

Há uma diferença essencial, comportamental, Vibratória, entre os golfinhos hoje presentes no intraterra Unificado na 3ª Dimensão e os golfinhos mestres geneticistas que permaneceram em Sírius e que jamais percorreram as vias da encarnação, como Maria.




Portanto, há golfinhos de 2 metros, há golfinhos de 3 metros, há os que têm a pele branca, outros a pele vermelha, outros a pele revestida, outros a pele cinzenta, que vocês conhecem. E, se querem, é como vocês sobre a Terra, há os brancos, os amarelos, etc., etc., dentro da mesma Dimensão.

Há mesmo, sobre esta Terra, linhagens que não pertencem a seu mundo evolutivo. Por exemplo, os gnomos, as fadas, os elfos, os duendes, que nada têm a ver com as linhagens evolutivas humanas. E que não são prisioneiros da Dualidade. O que explica que um duende ou um gnomo possa aparecer ou desaparecer tão rápido. Eles evoluem sobre a 2ª Dimensão e podem por vezes manifestar-se na 3ª Dimensão.


Pergunta: e para os Pleiadianos?
Então, os Pleiadianos, há os humanóides, há formas de vida que são muito elevadas, que estão além do antropomorfismo, há uma das estrelas das Plêiades de onde vêm os seres chamados civilização dos Triângulos. Há também Alcyone, que está no canto.

E aí há a Fonte, a Fonte das Fontes, que se apresenta sob a forma que ela quer. Ela pode viajar em total liberdade (e felizmente, pois é o chefe dos chefes), que pode ser ao mesmo tempo a totalidade desta Consciência dentro de um elétron ou de um fóton, como dentro de um universo inteiro. Sua Consciência viaja e é mutável de um extremo a outro da escala de Vibrações e de Dimensões. Aliás, foi o contrato que fez com que a Fonte pudesse manifestar-se dentro de um corpo humano.


Assim como ela pode se manifestar dentro de um corpo de qualquer origem. Então, vocês vêem, pelo momento vocês estão habituados nesta Dimensão onde vocês estão, numa forma. Vocês são identificados à sua forma, a seu corpo fisiológico.


Mas admitam que nas outras Dimensões, sua forma é mutável. Vocês são imortais, vocês são impermanentes, vocês estão no vazio, vocês estão na Totalidade e vocês podem, ainda, mudar de forma. Vocês se dão conta de tudo o que terão a reencontrar, a explorar?




Pergunta: o que ocorrerá com os animais?
Bem amada, sem me estender nisso, porque foi objeto de várias comunicações, existem diferentes tipos de animais.

Há animais que seriam chamados, em curso de individualização, de Criação de alma.

Assim é para os animais domésticos. Eu os lembro, também, que os animais são apenas uma paródia, criada pelos Arcontes. De fato, o que de mais engraçado, para um Arconte, do que criar um povo Arcturiano sob a forma de um leão?

O que de mais engraçado, para um Arconte, do que criar um animal que tenha a forma, em sua face, de um povo das Estrelas?


É exatamente o que eles criaram e o que ocorreu.
O termo e a questão “que ocorrerá com as crianças?”, “O que ocorrerá com seus bancos?”, “O que ocorrerá com os animais, com os insetos?”, traduz, simplesmente, uma ignorância profunda dos mecanismos Vibratórios de transmutação.

Assim, portanto, o que posso dizer, de maneira global, é que cada forma de Vida e cada Consciência irá para onde a leve sua Vibração.

Obviamente, tudo o que pertence à Ilusão (os portais orgânicos, as Criações da matriz ou de alguns cérebros humanos), não tem simplesmente mais existência possível.

Pergunta: todos os animais são representação de povos estelares existentes?
Não todos.
Mas as grandes linhagens, sim.
Não todos os pássaros.
Por exemplo, as águias.

Horus é apenas a representação falsificada do que se chama de povo dos Elohim, vindo de Altair Do mesmo modo, os felinos, o leão, é a representação falsificada humorística, de mau gosto, eu diria, criada pelos Arcontes nesse mundo para recordar o povo Arcturiano.


Os exemplos poderiam se multiplicar ao infinito.




Nota MM: As imagens usadas nesta postagem são meramente ilustrativas.

M.M - http://minhamestria.blogspot.com/
C.R.A - http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/

EU ME REVELO A VOCÊS - IS-IS (MARIA)

EU ME REVELO A VOCÊS - IS-IS (MARIA)



M.M - http://minhamestria.blogspot.com/
C.R.A - http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/


segunda-feira, 28 de maio de 2012

EU SOU A LUZ DO MUNDO - CRISTO (6-6)

EU SOU A LUZ DO MUNDO - CRISTO (6-6)







Sinopse: Versão musical e pop dos últimos dias da vida de Jesus, a partir de sua chegada a Jerusalém. Figurinos e cenografia mesclam história e política, inserindo objetos como metralhadoras e tanques de guerra ao lado de lanças e palácios romanos.

Título original: Jesus Christ Superstar
Lançamento: 1973 (EUA)
Direção: Norman Jewison
Roteiro: Tim Rice / Norman Jewison / Melvyn Bragg
Gênero: Musical
Duração: 108 min
Idioma: Inglês
Legenda: Português

Elenco:
Ted Neeley ……..Jesus Cristo
Carl Anderson …….Judas Iscariotes
Barry Dennen ……..Pôncio Pilatos
Yvonne Elliman ……Maria Madalena
Joshua Mostel …….Herodes


Download do filme completo: OPÇÃO 1 ou OPÇÃO 2

M.M - http://minhamestria.blogspot.com/
C.R.A - http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/


sábado, 26 de maio de 2012

CANTANDO E DANÇANDO: SHANTINILAYA

CANTANDO E DANÇANDO: SHANTINILAYA



M.M - http://minhamestria.blogspot.com/
C.R.A - http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/

SRI AUROBINDO - 21-05-2012 - AUTRES DIMENSIONS

SRI AUROBINDO - 21-05-2012 - AUTRES DIMENSIONS



Eu sou SRI AUROBINDO.

Irmãos e Irmãs na Humanidade, que o Amor e a Paz estejam com vocês.
Eu volto a me exprimir entre vocês, enquanto Melquizedeque do Ar, e eu desejaria falar-lhes sobre a consciência e os elementos podendo ali sobrevir.

Desde vários anos, nós lhes falamos da consciência, de seus diferentes estados, e eu lhes falei, desde um ano, sobre o Choque da Humanidade (ndr: ver especialmente a intervenção de SRI AUROBINDO de 17 de outubro de 2010), e das diferentes consciências podendo se manifestar.

Um interveniente, novo, fala-lhes de algo que está além da consciência (ndr: trata-se de BIDI). É importante tentar avançar, falar do que é possível falar, com relação à consciência. Em todas as culturas e em todas as tradições, muitos seres humanos abordaram as experiências, os estados não ordinários, incomuns, da consciência.

Vários ensinamentos, antigos e mais recentes, tentaram, de alguma forma, analisar esta consciência e defini-la, o mais próximo possível das suas manifestações. Os elementos novos, nessa época que vocês vivem, levaram, certamente, eu acho, a uma compreensão mais ampla e mais explicativa do que é a Consciência.

Nós também insistimos, longamente, sobre o fato de que a Consciência era Vibração. Muitos de vocês tiveram a oportunidade de viver essas manifestações da Vibração, das Vibrações, acopladas a Consciências não ordinárias, que isso seja pela experimentação, pela meditação, ou de maneira mais estabelecida, eu diria.

Nós insistimos longamente sobre o Coração.
Não o coração, tal como ensinaram as regras morais, sociais, ou espirituais, ou religiosas, mas, sim, o Coração Vibral, que determina e condiciona a própria Consciência, em sua relação com o que se denomina o outro, e ao que é denominado o ambiente.

Durante a minha última encarnação, eu coloquei em forma, poética e escrita, um número importante de elementos referentes às experiências que eu havia vivido, assim como as aplicações dessas experiências em meio (eu diria) à vida ordinária. Indo até preconizar o estabelecimento de novas regras de vida, em meio a novos locais de vida, que alguns seguiram desde então.

O ser humano é um ser que eu qualificaria de social.
Ou seja, que é indispensável, para ele, estabelecer relações. Eu absolutamente não prejulgo a qualidade dessas relações, e a sua implicação, e o seu resultado. A relação (que ela seja consigo mesmo, com o outro, ou com o mundo, de maneira geral) é uma parte integrante da consciência, já que é pelo jogo dessas relações e dessas interações, que se estabelece uma consciência precisa melhor do que outra.

Naturalmente, a consciência sempre irá se expressar em relação ao que pode ser conhecido, em relação ao que pode ser experimentado, também em relação ao que foi vivenciado. Esta consciência está inscrita em uma forma de linearidade, inscrita em um tempo, e é capaz de perceber (ou de vislumbrar) elementos do passado e, eventualmente, de se projetar em um futuro, sempre linear.

Nós fomos muitos a dizer, também, que a meditação era o meio privilegiado de modificar a consciência, de algum modo, de abri-la a outros espaços de percepção, a outros espaços de relação. Isso, todos aqueles que se interessam, entre os Irmãos e as Irmãs, pela espiritualidade, ao menos experimentaram uma vez, se isso não tiver sido regularmente. A consciência é devedora da experiência, ela é devedora do que os sentidos dão a perceber, do que o pensamento dá a perceber sozinho, assim como as emoções, quaisquer que elas sejam. Esta consciência linear pode, em certas circunstâncias, extrair-se da linearidade e aceder a espaços que eu qualificaria de mais amplos, de mais estendidos.

Dando acesso a informações e a relações novas, aí também, que isso seja consigo mesma, com outros estágios, ou também, em relação às suas próprias relações com o mundo. O próprio princípio da consciência é, portanto, apoiar-se na cognição, ou no conhecimento de si, no conhecimento do mundo, assim como no que é percebido diretamente (pelos sentidos, pela experiência), mas também pela reflexão.

Várias consciências foram definidas para vocês, eu não voltarei sobre isso, simplesmente para nomeá-las: consciência do despertar / consciência da vigília (que é a mesma), consciência do sono, consciência do sonho e, enfim, um quarto estado da Consciência que foi nomeado Turiya. Cada uma dessas consciências é portadora de certo número de elementos, elementos situando-se tanto na vivência, como na experiência, ou como no estabelecimento desta consciência. E que vem então, de alguma forma, substituir a consciência, dita ordinária, de vigília.

A grande novidade e a grande característica do que acontece, sobre a Terra, desde uma geração, é que existem testemunhos, cada vez mais numerosos, falando de uma Consciência de Despertar, de uma Consciência onde o mundo não parece mais tal como ele parecia ao comum dos mortais, mas se mostra mais amplo, mais animado, maior.

Resultando em uma necessidade de instalar-se, e também, de concretizar (de algum modo) esta Consciência, nesta linearidade, neste desdobramento do tempo que vem de um passado e que se dirige a um futuro. Eu mesmo explicitei isso, e vivenciei, por ter acreditado em uma série de estruturas, na minha vida. Quaisquer que sejam as experiências, que elas estejam ligadas à meditação ou a experiências que vocês chamam de quase morte (ou experiências de morte iminente), ou que isso se revele de maneira perfeitamente inesperada ou espontânea (sem qualquer procura e sem meditação), o resultado é sensivelmente o mesmo quanto ao que é descrito.

Mesmo cada experiência permanecendo profundamente diferente, mesmo cada transformação (e estabelecimento em meio a uma nova Consciência) sendo profundamente diferente, para cada Irmão e cada Irmã que vive isso, nesta linearidade temporal. Isso nos leva a colocar a questão de: por que o que era extremamente limitado, torna-se cada vez mais comum?

Isso, nós, os Anciãos, assim como as Estrelas e os Arcanjos, discorremos longamente sobre as circunstâncias particulares deste mundo, nesta época. Aliás, eu já tinha antecipado, falando da Descida do Supramental e da Nova Humanidade, que eu situava, é claro, na mesma linearidade de tempo, e em uma transformação da consciência pondo fim à Idade Sombria.

Pelas experiências vivenciadas (que isso seja aquelas de todos os nossos Irmãos e Irmãs que atingem esses estados de consciência, ou por mim mesmo, e muitos outros, mais antigos), nós fomos levados a conscientizar que o Amor era, certamente, este espaço de Consciência e de Vibração o mais gratificante, o mais agradável, e o mais capaz de mudar o ser humano para um Suprahumano (como eu o havia nomeado).

E, no entanto, como a história mostrou até recentemente, esse princípio de Amor (inscrito tanto na compaixão Búdica como nos princípios ditos Crísticos) infelizmente jamais pôde emergir, até agora, de maneira significativa. Visto que, evidentemente, vocês sabem disso, ainda hoje, a humanidade está em guerra contra ela mesma, e isso, de maneira quase permanente (que esta guerra se refira à relação entre os indivíduos, entre os grupos sociais, entre países, entre religiões), por um princípio muito conhecido, que é chamado de ‘competição’.

O Amor, qualquer que seja a aceitação desse termo, viria pôr fim a uma forma de competição, e estabeleceria o que eu chamaria de relações harmoniosas, equilibradas, desprovidas de competição, e desprovidas de predação. Esse é um ideal, como eu tentei transmiti-lo, e como tentaram transmiti-lo vários profetas, várias religiões.

E, no entanto, o resultado é o que nós vemos hoje, daí onde nós estamos, e que vocês, obviamente, vocês vivem, hoje, mais do que nunca: esse sentimento de separação, esse sentimento de divisão, esse sentimento de competição, que foi levado ao extremo, resultando em situações insustentáveis.

Naturalmente, independentemente dessas circunstâncias visíveis, vários elementos (através do desdobramento da Luz Supramental, e mais recentemente, da Onda da Vida) levam-nos, talvez, a viver estados que nada mais têm a ver com a linearidade: o conjunto dos elementos que foram nomeados Fusão, Deslocalização, Comunhão, Estado de Ser, o conjunto de elementos que lhes foram comunicados quanto à origem do homem, à origem deste mundo, e à origem de certa forma de alteração do seu equilíbrio normal (que isso se refira aos vai e vem da consciência, de um estado de relação a outro estado de relação).

Entretanto, como vocês constatam isso, o que é vivenciado, a título individual, por cada vez mais seres humanos, aí, tampouco, não é suficiente para estabelecer uma transformação radical da consciência para ir a este Amor particular, esta relação diferente do que foi vivenciado nas relações até agora.

A Consciência transforma-se.
Ela está em perpétuo movimento, ela se adapta, permanentemente.
E eis que, desde pouco tempo, para muitos de vocês, começam a irromper elementos novos. Esses elementos novos recorrem a noções de não consciência, a noções de não Si. As noções que podem parecer estranhas à própria Consciência, já que este estado particular, que é o Último estado, não corresponde a nada de apreensível, a nada de conhecido. E escapa, de algum modo, a toda linearidade e, portanto, a toda continuidade, como uma Consciência, mesmo Desperta, mesmo Turiya, poderia conceber.

Quaisquer que sejam as experiências que vocês façam, quaisquer que sejam os Samadhi, mais ou menos pronunciados, que lhes é dado a viver e a experimentar, vocês constatam que a humanidade está muito longe de se instalar neste Samadhi e nesta própria Consciência do Amor, Relação harmoniosa pondo fim às alterações da relação (quaisquer que sejam as causas: religiosas, sociais, espirituais, até mesmo). Ninguém pode, entretanto, negar (para aqueles que ali se interessam) que existe, realmente, um processo de Despertar particular, vivenciado ou de maneira espontânea, ou de maneira acidental, ou pela busca denominada espiritual.

Qualquer que seja a quantidade desses seres que foram atingidos, e que abriram, neles, algumas Portas (e que ali se estabeleceram, para alguns), o olhar relativo, linear, da consciência ordinária, não encontra necessariamente grandes mudanças, muito pelo contrário. Isso pode levar a consciência a se colocar questões, para um indivíduo, ou para um determinado grupo de indivíduos, vivendo esta transformação da consciência ou sua inserção em meio a um modelo como aqueles que estão desatualizados e que, no entanto, persistem no tempo.

Eu insisti, a um dado momento, sobre o princípio da Liberação do Sol, da Liberação da Terra, da Fusão dos Éteres, do aparecimento da multidimensionalidade, assim como sobre um processo chamado de Choque da Humanidade.

Eu os remeto, para isso, ao que eu disse nessas diferentes épocas, para não sobrecarregar o que eu tenho de dizer a vocês (ndr: ver especialmente as seguintes intervenções de SRI AUROBINDO: SRI AUROBINDO de 02 de outubro de 2010 (liberação do sol e do núcleo cristalino da terra), 25 de outubro de 2011 (A MUTAÇÃO PLANETÁRIA), SRI AUROBINDO de 13 de abril de 2011 (Fusão dos éteres), 28 de outubro de 2011 SRI AUROBINDO ( Fusão dos éteres da alma para o espirito)

A consciência sempre se inscreve em uma linearidade, mesmo quando ela sai, já que a consciência é suportada e levada por um corpo, levada por limites. O Ilimitado, na realidade, não corresponde mais à consciência, já que ele corresponde à não consciência (como isso foi explicado e narrado a vocês).

A consciência da humanidade é devedora de uma série de elementos, que vocês podem nomear de diferentes modos: que isso se refira à educação, que isso se refira a sistemas que subjugam o homem, que isso seja as crenças, que isso seja as religiões, e o sistema social no seu conjunto, que incita a consciência a não se afastar demasiadamente desta linearidade e, eu diria, da massa de consciência da humanidade.

Uma série de coisas transformou-se, em relação aos elementos que eu citei a vocês, e que vocês irão encontrar no que eu pude dizer a dois anos. Hoje, os elementos, ainda, além do aspecto consciência ou não consciência, vêm irromper na realidade ordinária da humanidade. Isso se refere também aos acontecimentos, como vocês podem procurar, referentes tanto ao Céu como à Terra, em seus aspectos geofísicos, sonoros, e em seus aspectos de transformação.

Existe também, por outro lado, uma possibilidade, real e muito maior, além do estado Turiya, de encontrar outras Relações não recorrendo mais a esta linearidade do tempo, mas se inscrevendo no que é chamado de contato multidimensional. Aliás, uma série de processos está operando desde uns trinta anos, e se vocês estão me escutando significa, evidentemente, que vocês ali estão interessados. Um número considerável, e cada vez maior, de seres humanos, entra em contato com outra coisa que a linearidade.

Há uma espécie de relação que se estabelece entre a consciência deste ser humano e de outros Planos Dimensionais, fornecendo e liberando certo número de informações, com relação tanto à própria consciência, como a outros Planos Dimensionais, ou ainda, o que vocês poderiam chamar de extraterrestres, ou de Seres de Estrelas, ou de Seres multidimensionais.

Por menos que vocês se interessem por tudo o que é entregue a vocês (independentemente do fato, inegável, de que há comunicações, digamos, cada vez mais numerosas, com cada vez mais Consciências presentes na superfície deste mundo), vocês não podem ignorar que existem várias linhas divergentes, e vários estados de transformação em curso, levando a estados subsequentes profundamente diferentes. Frente a isso, vocês podem ser levados a posicionar-se, que isso seja através do intelecto, que isso seja através dos seus sentires ou através das suas percepções, até mesmo, a aderir ou a não aderir, a viver ou a não viver, o que é fornecido a vocês.

E, portanto, isso chama, inevitavelmente, à noção de verdade.
Vocês devem começar a apreender-se de que a verdade não está em um único nível, de que ela é relativa. E de que ela pode levar (através da vivência, da experiência de cada um) a viver verdades profundamente diferentes, e que não se enquadram realmente em um esquema evolutivo (ou transformador) comum ao conjunto da humanidade.

Nós falamos, evidentemente, de seres que estão interessados nesta Consciência, e que se interessam pela vida, não simplesmente em suas atividades usuais e condicionadas, e condicionantes, da maioria dos Irmãos e Irmãs que estão (digamos) ainda adormecidos e instalados em sua personalidade, e na vida desta personalidade.

Lembrem-se de que é a sua escolha, e a sua Liberdade a mais estrita. Quanto ao futuro, nomeado espiritual, ou a chegada de uma nova consciência referente ao conjunto da humanidade, vocês observam, pertinentemente, que tanto as crenças de uns como de outros, como a vivência de uns e de outros, são incomparáveis. Existem diferenças significativas de interesse, de relações, até mesmo, e de posicionamento, em meio a essas transformações de consciência, com relação àqueles que ali estão interessados. A Verdade é que, de fato, aí onde vocês estão situados, ser-lhes-á sempre proposto o que é adequado ao seu estado, à sua consciência, às suas aspirações, às suas projeções, e ao futuro (qualquer que seja) que vocês imaginam.

Obviamente, os elementos Energéticos e Vibratórios são essenciais.
Porque aqueles dos nossos Irmãos e Irmãs que não vivem a percepção da Energia, não conseguem aderir sua consciência, por exemplo, ao que nós anunciamos através deste Canal. Aqueles que vivem isso, é claro, estão perfeitamente conscientes das transformações que eles vivem.

Mesmo se a consciência não propiciar viver estados e experiências diferentes, por enquanto, o sentir Vibratório, a percepção Vibratória e Energética, não pode, em caso algum, ser negada. Especialmente porque a maior parte desses elementos coincide, digamos, com os ensinamentos os mais tradicionais e os mais antigos, que vocês encontram principalmente no Oriente (que isso seja do lado da Índia, ou do lado da China, ou ainda do Tibete).

Essa vivência não pode ser negada.
E, contudo, qualquer que seja essa vivência, vários de vocês não escapam a esta linearidade temporal da encarnação, e não têm qualquer ideia, qualquer visão, do que se transforma no seu Interior, correspondente a esta transformação exterior.

É evidente que nós demos, gradualmente e à medida, os elementos de referência, de diferentes modos, com relação a uma transformação final desta Terra, denominada Ascensão. O elemento novo, irrompendo desde pouco tempo, é, portanto, a possibilidade, para aqueles que vivem essas transformações, de entrar em Relação. Esta entrada em Relação é apenas possível se, realmente, os Canais que permitem esta Comunicação e esta Relação estiverem ativos.

O corolário é que existe uma possibilidade, enorme, de ser enganado e de ser manipulado, por elementos entrando em relação com a consciência ordinária não despertada, e levando a crer no que é visto, no que é ouvido, sem manifestar de nenhum modo, para aquele que se intitula Canal, a menor modificação Vibratória ou Energética.

O que significa que esta pessoa não vive nenhum dos processos Vibratórios referentes à transformação da consciência, que permitem, justamente, estabelecer esta Relação nova, esta Transcomunicação.

É, portanto, legítimo colocar-se a questão da veracidade do que é entregue como informação, a partir do momento em que vocês não tiverem a possibilidade de perceber, de outro modo senão pelo mental e pelas palavras, o que é transmitido.

Do mesmo modo que aquele que estaria em relação com esses níveis particulares, chamados de astrais, faria apenas transmitir os seus desejos, as suas projeções.

Ou, em todo caso, estabeleceria uma relação com esferas intermediárias, que não trariam qualquer energia, qualquer Consciência, mas cujo objetivo é fazê-los aderir a crenças, quaisquer que sejam. Não é questão de discernimento.

Porque o discernimento ou a intuição vão levar apenas ao que vocês julgam bom para vocês, e que vocês validaram, em relação a um sentido da atração que lhes é próprio: que corresponde à sua verdade relativa, mas que não pode, em caso algum, corresponder a uma Verdade Absoluta.


O que chega sobre a Terra é uma Verdade Absoluta.

E isso se chama a Luz, e isso se chama o Fogo do Amor. Este Fogo do Amor não é, de nenhum modo, compatível com o princípio de vida que os anima, neste mundo e sobre este mundo. Há, portanto, um paradoxo.

Aí onde alguns veem, e recebem, as informações com certa linearidade e com certa continuidade, nós lhes demos, desde vários anos, por intermédio das Vibrações vivenciadas, reais e transformadoras, a possibilidade de viver uma transformação Interior, uma transformação da consciência apoiando-se em uma ‘vivência’.

Enquanto a vivência se referir apenas a imagens, enquanto a vivência se referir apenas a uma projeção linear da consciência, não pode ali existir, evidentemente, qualquer mudança da própria consciência.

A consciência permanece então confinada, por informações limitadas, mantendo um status quo, mantendo uma evolução linear, e um retorno da Luz sem se acompanhar de qualquer equilíbrio, de qualquer transformação, real e perceptível, a não ser pela ‘vontade de bem’, a não ser pela projeção em meio a um mundo melhor.

Aqueles, entre vocês, que percebem e vivem alguns elementos que nós lhes demos, ao nível Vibral, como informações referentes a esta Luz atuante, podem apenas, evidentemente, colocar-se a questão do que foi anunciado por muito numerosos ensinamentos (que, como todo ano, vocês sabem disso, invadem muitas coisas).

A Consciência é Vibração: nós sempre, e expressamente, insistimos sobre esse fato.

E que para poder entrar em Relação com as outras Dimensões pertencentes à Luz Vibral, é indispensável que os Canais de Luz Vibral estejam ativados em vocês. Hoje (e desde a instalação do Manto Azul da Graça, resultante da Fusão dos Éteres, que eu lhes falei, há mais de dois anos, e manifestada no ano passado pela Fusão dos Éteres, ao nível da Terra), tornou-se possível, para vários de vocês, perceber e sentir esse contato com as outras Dimensões.

Além da percepção Vibratória dos chacras, além da percepção Vibratória do Supramental ou da Onda da Vida, vários de vocês desenvolveram (ou são levados a desenvolver), além deste aspecto Vibral, um Canal de Comunicação preferencial, denominado Canal Mariano, com outras Dimensões.

Isso se refere tanto aos seus Irmãos e Irmãs encarnados sobre esta Terra, como ao que foi denominado o Duplo, com ao CRISTO, ou como a qualquer Entidade espiritual evoluindo, de maneira real, desde as Dimensões Unificadas até o Absoluto. A realidade desta percepção Vibratória, inscrevendo-se do lado esquerdo do corpo, irá propiciar-lhes viver, de maneira concreta, real, e pessoal, esse tipo de Relação nova, chamando e resultando de uma consciência em via de transformação, para uma Supraconsciência, ou para um Absoluto.

Fora disso, e principalmente a partir de agora, toda veleidade de contato com outros Planos Dimensionais não se acompanha desta percepção Vibratória da Consciência, nem se acompanha da percepção de uma outra Consciência penetrando seus campos, do lado esquerdo, preferencialmente (mas também, isso tem sido visto, pela parte de trás, ao nível de KI-RIS-TI), fazendo apenas traduzir a aproximação à sua consciência de forças opostas à Liberação da consciência.

Nós os engajamos a manter, firmemente, a sua vigilância.
Não para rejeitar, não para recair em qualquer Dualidade, mas, muito mais, para estar na Relação correta, a mais autêntica, e a mais nutritiva para vocês.

A Luz Vibral nutre vocês.
A Luz Vibral transforma-os, ocasionando uma transformação, tanto das suas percepções Vibratórias, como da sua própria consciência. Levando ao que foi descrito como modificações fisiológicas, perfeitamente lógicas e perfeitamente normais.

Vários seres humanos, entre os Irmãos e as Irmãs que ainda não estão Despertos à Luz Vibral (o que significa, dito de outra forma, que eles não abriram o que vocês chamam de chacras superiores, ou o chacra do Coração, porque eles não têm qualquer percepção Vibratória), vão ser levados, eles também, a entrar em relação.

Mas esta relação não será da mesma ordem daquela que vocês vivem, com Aquela que está à esquerda. Isso vai provocar um processo de confusão, onde vários desses Irmãos e Irmãs vão entrar, e ver, nesses mecanismos visuais, levando-os a certos comportamentos, a certas ações, estritamente nada tendo a ver com a Luz Vibral.

Se a percepção Vibratória de uma das Coroas, se o Canal Mariano não estiver ativado, nós lhes pedimos insistentemente para não dar fé ou crédito ao que vocês poderão ver ou ouvir.


A condição sine qua non para entrar em Relação com os Planos multidimensionais da Luz Vibral autêntica, como com a Confederação Intergaláctica da Luz (que, como vocês sabem disso, está cada vez mais próxima, na Consciência, de vocês), apenas pode ocorrer, nesse momento (antes de alguns momentos que eu qualificaria de finais), se a Coroa Radiante da cabeça e quando o conjunto das outras Coroas, assim como o Canal Mariano, estiver constituído.

Propiciando-lhes perceber, e viver (que isso seja em suas noites, que isso seja em seus Alinhamentos, que isso seja em seu sono) contatos cada vez mais próximos, e cada vez mais tangíveis, com outras realidades. Este próprio processo, que não se refere ao mesmo tipo de relação, tornar-se-á uma constante. Traduzindo-se, para a humanidade, pela abertura de percepções incomuns, a maioria não podendo vir da Luz Vibral enquanto os Canais da Luz Vibral não estiverem ativos.

Este período de confusão será muito rapidamente resolvido, a partir do momento em que o anúncio de MARIA for, evidentemente, habilitado para toda a humanidade.

Enquanto isso, foi solicitado a vocês para alinhar-se e se centrar, o que quer que vocês vivam ou não vivam.

Retenham que o importante e o essencial é perceber a Vibração das Coroas, assim como, para os mais adiantados de vocês, de apreender-se de que a relação que se estabelece com vocês é apenas de natureza Vibral, desde que o seu Canal Mariano, e a percepção do lado esquerdo do corpo de uma Consciência outra que a sua, penetre-os, exclusivamente, por este lado aí, sem desencadear qualquer visão, desencadeando apenas um Amor, uma Plenitude, qualquer que seja o modo de comunicação.

Naquele momento, vocês podem estar seguros e certos, porque vocês irão senti-lo e vocês não irão imaginá-lo, simplesmente, de que vocês estão em contato com um dos emissários da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres.

Qualquer outro modo de contato recorrendo ao que é visto ou projetado ao nível do 3º olho, assim como o que pode ser escutado no ouvido, mas sem qualquer percepção de Luz Vibral, corresponde apenas a Planos Intermediários que estão em ressonância, unicamente, com o que nós chamamos de ‘egrégora’ e de ‘astral’.


Vocês não poderão convencer ninguém do que quer que seja, em relação ao que ele vive, mas se vocês tiverem a chance de se lembrar, se vocês tiverem a chance de Vibrar, quando a sua Consciência Vibrar, qualquer que seja a experiência, qualquer que seja o estado, qualquer que seja o contato, vocês irão saber, de maneira definitiva, com o que vocês estão interagindo.

A Luz Vibral, em suas relações novas, instalando-se para muitos de vocês, não pode deixar pairar qualquer dúvida sobre a qualidade Vibratória, porque vocês a percebem, porque, o que é trazido, em absolutamente nada lhes promete em relação a qualquer Visão, a qualquer evacuação em massa ou a qualquer solicitação visando transformar a sua vida.

Qualquer que seja a solicitação, a Luz Vibral, doravante, está aí para fazê-los Ascensionar, não para fazê-los deixar o que quer que seja. A Ascensão refere-se à mudança da própria Consciência, bem como à mudança do próprio corpo, quer ele continue ou não permaneça. O período que se abre e que os leva (como disse MARIA e ANAEL, Arcanjo) a viver o que vocês têm de viver, vai estabelecê-los, de maneira cada vez mais flagrante e evidente, na Consciência que vocês despertaram, hoje.

Não pode existir Consciência despertada à Luz Vibral, sem percepção da Luz Vibral, não tendo, mais uma vez, estritamente nada a ver com o que é chamado de energia, que, ela, está relacionada ao complexo inferior, etéreo e astral.

O seu etéreo transforma-se.
Existe, como disse UM AMIGO, uma Transubstanciação deste corpo etéreo, refletindo na capacidade da Consciência para estar cada vez menos limitada. O conjunto desses processos traduz-se pelo que foi descrito sobre a própria Vibração, sobre a sua localização, sobre a sua Presença, em Pontos específicos do corpo.

Se isso não existir (dito de outra forma, se não existir qualquer percepção Vibral), o conjunto dos contatos que poderá querer entrar em relação com vocês não pode ter, de perto ou de longe, qualquer ressonância e afiliação com a Luz Vibral. O período que se abre é, portanto, como isso foi dito, um período de intensidade Vibratória cada vez mais extremo.

Apreendam-se de que esta intensidade Vibratória (associada também a ALCYONE, ao Sol, como às irradiações cósmicas) tem por objetivo romper, definitivamente, as camadas isolantes.


Essas camadas isolantes (denominadas ionosfera, magnetosfera e heliosfera) têm por função separar os Planos Dimensionais. Pelo próprio fato da ação da Luz Vibral na dissolução final dessas camadas, fica bem evidente que os habitantes dos Planos Intermediários, não pertencentes à Luz Vibral, mas à Luz fragmentária, vão, obviamente, tentar entrar em relação com vocês.

Isso não é para gerar qualquer medo, isso não é para levá-los a um discernimento ou a um julgamento, mas, simplesmente, para estar lúcido do que irá se manifestar, em vocês e ao redor de vocês, durante este período.

A partir do momento em que uma das Coroas Radiantes (e, em particular, aquela do Coração) estiver ativa, a partir do momento em que a Onda da Vida tiver percorrido vocês, fica evidente que, para vocês, nenhuma manifestação que eu qualificaria de ‘parasita’ ou de ‘intermediário’ ou de ‘inferior’, poderá atingi-los, nem contatá-los. Não será o mesmo para o conjunto dos Irmãos e das Irmãs na humanidade, não desperto ao Vibral.

Eles serão contatados, evidentemente, pelos centros que estão abertos.

Os centros abertos não são mais as Coroas Radiantes, para esses seres, mas o Plexo Solar e o que foi chamado classicamente de 3º olho, dando, então, percepções diferentes daquelas que vocês vivem e irão viver.

Esses seres em nada são responsáveis.
Simplesmente, o trabalho da Luz, neles, por uma razão que lhes é própria, não lhes permitiu, por enquanto, constituir o Canal Mariano e, ainda menos, perceber a Vibração do Coração ou da cabeça ou do sacro, e, ainda menos, a Onda da Vida.

Vocês podem bem imaginar que vai existir um antagonismo profundo e, na maioria das vezes, indissolúvel, entre aqueles de vocês que vivem a Luz Vibral e aqueles que irão viver apenas a Luz Astral.

A diferença se faz pela Vibração, pela localização da Consciência que se aproxima de vocês. Esses elementos não sofrem qualquer exceção. Além disso, a consequência não é absolutamente a mesma. A Luz Vibral convida vocês para a interioridade, ela os convida para estabelecer-se no Si ou no não Si, independentemente de qualquer referência temporal, independentemente de qualquer visão de algum futuro.

Além do mais, a Luz Vibral modifica a sua fisiologia e lhes traz um excedente de Consciência e de Luz, qualquer que seja a reação deste corpo. O que está ligado aos Planos intermediários vai se traduzir, essencialmente, por ressurgências de emoção e, essencialmente, também, por mecanismos visuais ou podendo aparecer imagens, muito bem construídas, tanto desta Terra como desses contatos, até mesmo, transformando-se à vontade no que eles quiserem.

Vocês estão, portanto, convidados a verificar, por vocês mesmos, a ativação das suas Coroas, e isso não pode enganá-los porque isso é percebido, ou isso não é percebido. E em seguida, nos momentos de relação, levando a Consciência a uma outra Consciência, por meio desses contatos Transdimensionais, a verificar, por vocês mesmos, se o Nada ou Canto da alma é ouvido.

Nesse caso, nenhuma entidade de qualquer Plano Intermediário pode sequer penetrar no Interior do que vocês São. Podemos dizer, de alguma forma, que a Vibração das Coroas Radiantes (e, para aqueles que não têm, pela Vibração da Onda da Vida), permite gerar um campo Vibratório e um campo auditivo que preservam esses seres de qualquer contato com os Planos Intermediários.

Dessa maneira, que isso seja uma Consciência, mesmo humana, esta relação (de homem a homem, e de mulher a mulher, e de homem a mulher, e de mulher a homem, e de um grupo social a outro grupo social) tornar-se-á muito mais evidente. Assim como o que eu acabo de explicar, para um indivíduo, poderá ocorrer de um grupo a outro, qualquer que seja.

A percepção do Som da alma, a percepção das Vibrações da Onda da Vida ou do Supramental, são as garantias da autenticidade Vibral de qualquer relação estabelecida de um grupo a outro. Se isso não existir, obviamente, naquele momento, será preciso estar nesta lucidez do que representa esse contato, traduzindo-se pela ausência de Vibração, mas, muito mais, por mecanismos visuais arrastando-os para bem longe da Luz Vibral.

Quer seja NO EYES, quer seja MA ANANDA MOYI, e várias Estrelas, elas lhes disseram e afirmaram, assim como os Anciãos, que a visão ocorria sem os olhos, que a visão era independente de uma visão ocular ou do que é chamado de 3º olho.

A Visão é a Visão do Coração ou, eventualmente, a Visão Etérea, mas nada tem a ver com qualquer visão astral ou com qualquer comunicação chamada de astral.

Cabe a vocês se definirem, em sua Consciência, e nas relações que vocês irão estabelecer. Isso se aplica no Transdimensional. Lembrem-se: de um indivíduo a outro, de um grupo a outro, mas, também, nas suas relações entre encarnados, vocês irão constatar, cada vez mais facilmente, que o aspecto de relação, de ressonância, tem importância, independentemente de qualquer aspecto visual, independentemente de qualquer linguagem.

Haverá seres próximos, como menos próximos, com os quais irá se estabelecer a Vibração. Haverá seres com os quais a Vibração que vocês trazem, que isso seja a Onda da Vida ou os Chacras, irá se extinguir. Cabe a vocês tirar as consequências e as conclusões.

Ninguém mais do que vocês mesmos pode decidir o que convém fazer. Eu chamo simplesmente a sua lucidez para a realidade da Vibração, para a realidade da energia e para o que ela pode refletir, nas relações verticais ou horizontais, que vocês irão estabelecer, de maneira cada vez mais fácil, nos tempos que se instalam, a partir de agora.

Cabe a vocês, portanto, ser lógicos: o que faz a Vibração? Se a Vibração se amplificar, seja através da Onda da Vida, seja através do Canal Mariano, seja através da percepção Vibratória dos Chacras ou dos Novos Corpos, isso não causará qualquer problema. Se um encontro ou uma relação, referindo-se ao Transdimensional, ou a outro Irmão ou Irmã, fizer desaparecer as suas Vibrações, naquele momento, será desejável determinar a conduta mais adequada.

Isso é importante durante este período em que o conjunto das camadas isolantes do Planeta está em via de Dissolução, pela ação da própria Luz.
Isso permite perceber, e começar a perceber, de diferentes maneiras, os Mundos chamados de Invisíveis. Esses Mundos Invisíveis, até agora, para vocês, são, como vocês sabem disso, de diferentes ‘densidades’.


Algumas densidades elevam-nos e os levam à Luz Vibral.
Outras densidades, muito mais perto da sua, desta Dimensão em que vocês estão, abaixam-nos e os levam a outra coisa que a Luz Vibral.

Quaisquer que sejam as palavras, quaisquer que sejam as imagens, quaisquer que sejam as projeções, a diferença se faz, para aquele que é portador do Som da alma, justamente pela evolução desse Som, pela localização do próprio contato, no interior dos seus campos e no interior do seu corpo físico.

Esses elementos, esses contatos, essas relações de Consciência a Consciência, começam a traduzir o que eu havia chamado de Choque da Humanidade, dando-lhes a perceber, de diferentes modos, o que eu acabo de nomear as Dimensões Invisíveis.


Isso é uma realidade comum ao conjunto da Humanidade.
O conjunto desses contatos irá resultar em uma modificação da Consciência, ainda maior, cuja consequência será, evidentemente, profundamente diferente de acordo com o que vocês interagirem.

Não cabe a ninguém julgar quem quer que seja.
Ser-lhes-á feito, como isso foi dito, muito exatamente segundo a sua Vibração.

Nada temam porque nada há a temer.
Há apenas, simplesmente, que exercer esta lucidez, e estejam certos de que, se vocês permanecerem centrados em meio aos seus Quatro Pilares (quer vocês sejam portadores da Vibração de uma Coroa ou da Onda da Vida), para vocês, tudo irá acontecer sempre bem, porque nenhuma relação de natureza contrária à Luz pode estabelecer o que quer que seja com vocês.
Não é, portanto, questão de se proteger do que quer que seja, ainda uma vez.

No que se refere a relações ditas de Irmãos a Irmãs e de Irmãs a Irmãos, na encarnação, que eu chamei de relação horizontal, aí também, as testemunhas e os marcadores, Vibratórios e sonoros, serão essenciais. Não no que poderá ser dito, não no que poderá ser visto ou dado a ver, mas, sim, na própria evolução da Vibração.

O problema será colocado ainda menos para aqueles de vocês que terão aceitado Abandonar-se à Luz e Abandonar o próprio Si, para estabelecer-se em meio ao Absoluto.


Esses seres, esses Irmãos e irmãs, são, de alguma forma, aqueles que os antecedem nos caminhos do Absoluto. Eles não podem ser, em nenhum caso, nem alterados, nem falsificados, de maneira alguma, pelos Planos Intermediários ditos astrais. Eis os elementos que eu tinha para trazer para vocês.

Eles chegam antes do período que lhes foi dado por MARIA e que vai durar, como lhes disse o Arcanjo ANAEL, pelo menos até 20 de junho.
É durante este período que o conjunto desses contatos vai se manifestar a vocês.


Então, beneficiem-se das indicações que eu lhes dei e, sobretudo, verifiquem, por vocês mesmos, o que vai acontecer. Se existirem em vocês, e exclusivamente em relação ao que eu acabo de enunciar, da parte dos Anciãos, questionamentos, eu os escuto.

Pergunta: fundir-se na ressonância, tornar-se ela, prepara para o Face a Face, para o Encontro?
Se isso ocorrer do lado esquerdo do corpo, sim.
Não há sequer que colocar a questão, em função do que eu acabo de dizer.

Pergunta: se a Onda da Vida começa a subir, ficamos, então, protegidos de algumas entidades?

A resposta é Sim.
A Onda da Vida, desde que nasceu, criou esta espécie de imunidade em relação aos Planos Intermediários.

Pergunta: um incômodo no ouvido direito, difundindo-se por todo ouvido direito, corresponde ao desenvolvimento de Vibrações como foi descrito?
Não.
Eu bem falei de desenvolvimento Vibratório com relação a uma das Coroas ou à Onda da Vida, ao Supramental ou à Onda da Vida.

O que aparece depois, em meio ao Canal Mariano, o que quer que aconteça no ouvido direito, aparece ao nível do ouvido esquerdo, no pavilhão do ouvido esquerdo, à frente do ouvido esquerdo, ao nível do ombro esquerdo, na parte superior do campo energético situado entre o ombro e a cabeça.

Pergunta: como manter as percepções do Canal Mariano na vida cotidiana?
Não há como mantê-lo.
O Canal Mariano estabelece-se espontaneamente.
Não em função dos seus estados meditativos, nem mesmo dos seus alinhamentos.
Ele torna-se perceptível, o que quer que façamos, o que quer que vocês façam, a partir do momento em que ele é constituído.

O fortalecimento da sua percepção faz muito exatamente parte do que foi anunciado por MARIA e não é absolutamente dependente da circunstância do lugar ou do que vocês fazem.

Pergunta: podemos solicitar a Presença, no Canal Mariano, de Seres de Luz?
Para qual milagre?
Enquanto as Vibrações não ativaram os circuitos, é a Luz Vibral ou a Onda da Vida que ativa os circuitos e não uma solicitação.

A Onda da Vida nasce a partir do momento em que vocês a deixam nascer, a partir do momento em que a necessidade de controlar a personalidade não existir mais. Vêm em seguida, é claro, outras etapas, ligadas às dúvidas e aos medos inscritos nos dois primeiros chacras.

Isso foi explicado a vocês.
Se a Coroa Radiante da cabeça ou do Coração estiver ativada, não há que se colocar a questão do Canal Mariano, se havia ou não Presença no interior desse Canal.
Ela vai aparecer.

O Canal Mariano é o resultado da ativação do que foi denominado Antakarana, oAntakarana ligado, ele mesmo, à ativação dos chacras superiores, ao nível da cabeça. Esta lâmpada da Clariaudiência constitui o Antakarana, o Antakarana duplicando-se de Partículas Adamantinas.

É um processo que nada tem a ver com uma solicitação ou com uma prece ou com qualquer outra coisa senão com a própria Vibração. No momento Final em que os Sons do Céu e da Terra irão se tornar permanentes, evidentemente, naquele momento e somente naquele momento, para o conjunto da humanidade, o Canal Mariano será criado para o Anúncio de MARIA.

Mas, até lá, ou a Onda da Vida terá subido ou nascido, ou o Supramental terá sido ativado em meio às suas estruturas.

Pergunta: uma vez esse Canal constituído, é possível recorrer a um Ser de Luz?

A Presença irá intervir sozinha, mas vocês podem fazê-lo.

Pergunta: se o Som ou as Coroas baixarem em intensidade, o que convém fazer dado que se presumiu nada fazer?
Se vocês dão por certo nada fazer, nada há a fazer.
Simplesmente estar lúcido sobre com o que vocês estão em relação como consciência.

Vocês nada têm do que fugir porque, aí também, como eu disse, o fato de ser portador doNada ou Canto da alma, o fato de ser portador de uma Coroa Radiante ou da Onda da Vida, isola-os de qualquer anomalia. Mas simplesmente estar lúcido sobre o que ou quem vocês entram em relação.

Pergunta: isso significa que mesmo se tivermos as Coroas ativadas ou se o Som estiver presente como dizíamos, podemos, apesar de tudo, entrar em contato com entidades?
Ao nível horizontal, vocês estão rodeados de 90% de seres humanos, entre os adultos, que não estão abertos.

Eu falava exatamente do nível horizontal e não do vertical.
O nível horizontal não é Transdimensional, mas se refere à Sua Dimensão.

Pergunta: com as Coroas ativadas, não temos então que desconfiar de nada ao nível vertical?

Foi exatamente o que eu disse.
A desconfiança, para aqueles que ativaram as Coroas, faz recair na dualidade. Naquele momento, seriam vocês mesmos os responsáveis pelo seu rebaixamento, se eu puder assim dizê-lo, Vibratório.

Pergunta: se tivermos um rebaixamento Vibratório, como elevar de novo o nível Vibratório?

Sejamos claros: quando eu falo de Vibração, eu falo especificamente da Luz Vibral.
Eu não falo do seu nível de energia, que nada tem a ver.

Nós não temos mais perguntas, nós lhe agradecemos.
Irmãos e Irmãs na Humanidade, o meu Coração se abre para vocês.
Eu saúdo, em vocês, a Luz e a Eternidade.

Até breve.

Nota MM: Elaboraremos um podcast relacionado a esta importantíssima mensagem de Sri Aurobindo.

Enviado por Rosa
Mensagem do Bem Amado SRI AUROBINDO no site francês:

http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=1468
21 de maio de 2012
(Publicado em 23 de maio de 2012)

Tradução para o português: Zulma Peixinho
http://portaldosanjos.ning.com

M.M - http://minhamestria.blogspot.com/
C.R.A - http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/

Related Posts with Thumbnails