((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

segunda-feira, 12 de março de 2012

NÃO PODE HAVER BORBOLETA SE A LAGARTA NÃO MORRE - AÏVANHOV - AUTRES DIMENSIONS

NÃO PODE HAVER BORBOLETA SE A LAGARTA NÃO MORRE - AÏVANHOV - AUTRES DIMENSIONS



AÏVANHOV - 14-05-2011

E bem, caros amigos, estou muito contente por reencontrá-los.
Como Comandante dos Melquizedeques, eu lhes transmito todo o amor dos Melquizedeques.

Então, como de hábito, nada tenho de específico a dizer-lhes, de maneira formal, mas estou com vocês para interagir em suas interrogações atuais, metafísicas, sobre a evolução que vocês estão vivendo.


Evolução é um mau termo, digamos, antes, a ‘transformação’ que vive a Terra, nesse momento. Então, todas as minhas bênçãos os acompanhem e eu escuto suas questões com uma grande atenção, porque, é claro, as questões que vocês se colocam, outros, em outros lugares, colocam-se.

Questão: por que, após terem falado do medo da morte da personalidade, vocês falam, hoje, do medo da morte do corpo físico?
Porque há, efetivamente, certo número de coisas que devem morrer em vocês.
Tudo o que era da ordem da ilusão, da separação, dos apegos, tudo o que era da ordem do que havia sido truncado, falsificado nesse mundo, foi necessário ao nível da transformação da personalidade, ou seja, a passagem do que eu chamei, como outros, aliás, o fogo do ego ao Fogo do Coração.

Era algo que, desde anos (para alguns, várias dezenas de anos), um processo que estava a caminho, eu diria, de longo prazo. O corpo vai transformar-se, é por isso que, há dois anos, eu empreguei uma expressão que gostava muito, em minha vida, que é a passagem da lagarta à borboleta.

Não pode haver borboleta se a lagarta não morre, de um modo como de outro, não é? E os processos que vocês estão vivendo concernem a essa espécie de morte. É preciso, efetivamente, chamar assim, mesmo se é, efetivamente, mais sedutor chamar de um renascimento.

Mas, do mesmo modo, não pode existir renascimento se não há ‘novo nascimento’ e, para nascer, é necessário, efetivamente, morrer para algo. Existe certo número de modificações essenciais da Terra que estão em curso de instalação, e de maneira extremamente brutal, agora.

Todas essas transformações passam por transformações da Terra e de todas as formas de vida, sem exceção. Meu Mestre Bença Deunov, ou seja, ORIONIS, descreveu em sua vida, o que ia acontecer quando do batismo do Fogo.

Portanto, o batismo do Fogo vem, como dizer..., ‘transformar’ uma forma em outra forma. Então, quando eu falo de morte do corpo físico é, ao mesmo tempo, uma alegoria e, ao mesmo tempo, uma realidade.

A morte do corpo é, de qualquer modo, inevitável nesta Dimensão, parece-me, a menos que tenhamos, entre vocês, alguém que tenha 200 ou 300 anos.
Isso me surpreenderia.

O que quer dizer que há, atualmente, processos dos quais nós já falamos (seja eu mesmo ou também o Arcanjo MIGUEL, durante os Casamentos Celestes), cujas palavras mestres, eu os lembro, desconstrução e passagem (isso, é o Arcanjo URIEL, no fim do ano) e todo um número de elementos que devem ser, literalmente, desconstruídos, ao nível da personalidade, ao nível do corpo, ao nível do próprio funcionamento do ser, na atividade intelectual, a fim de preparar o que vocês estão vivendo.

Então, como foi dito, é claro, aqui, vocês estão na França e, na França, vocês estão um pouco mimados, não é? Porque não se pode dizer que o solo fuja sob seus pés, não se pode dizer que vocês sejam inundados, não se pode dizer que vocês sejam irradiados, pela radioatividade, não é? Vocês estão, de algum modo, ao nível desta parte da Europa, pelo momento, como num casulo.

Questão: vocês falaram da necessidade de superar a Vibração. Poderia desenvolver?

Então, a Consciência é Vibração.
E, a um dado momento, o conjunto de suas estruturas (que isso corresponda aos chacras que vocês chamam de Coroas Radiantes, que isso corresponda ao que é chamado de Novos Corpos, do que é chamado de despertar da Kundalini, o que é chamado de irradiação pela Luz Vibral, do conjunto do corpo), há, aí também, ainda, outra passagem que deve se produzir.

Alguns de vocês, talvez, começam já a vivê-lo: é o momento em que tudo pára.
Quer dizer que não há mais Vibração alguma, não há mais qualquer som da alma, não há mais qualquer subida de Kundalini, não há mais qualquer consciência de uma Vibração, naquele momento.

É o momento em que vocês passam do que eu chamei (o que foi chamado, também, por alguns de meus colegas), eu diria, de ‘dissolução’, ou seja, o momento em que vocês passam do estado limitado para o estado ilimitado.

É bem além do acesso ao corpo de Estado de Ser ou de Eternidade.
É a vivência real do que é chamado de ‘dissolução do pequeno eu’ e acesso ao ilimitado, ou de ‘dissolução bramânica’, se preferem, que está ligada ao Maha Samadhi.

Portanto, são etapas, mas eu os lembro que cada ser humano deve se tornar o que sua própria Vibração cria.

E, portanto, há seres que estão, hoje, em diferentes estágios.
Há seres que abriram o conjunto dos Novos Corpos, que vivem os trajetos finais que foram denominados, eu creio, AL-AL e ER-ER.

Ou seja, através do ‘tubo de Cristal’, viver essa espécie de alinhamento muito específico, ao nível da linha [aresta] do nariz, que confere, aliás, a imortalidade.

Isso, alguns o vivem.
Outros começam unicamente a perceber, de maneira fugaz, as Coroas Radiantes da Cabeça ou do Coração. Porque, é claro, vocês não têm todos a mesma evolução, vocês não têm todos o mesmo futuro Vibratório, Dimensional, etc..

Isso não é nem função de qualquer carma, não é, tampouco, função do país onde vocês estão, embora, aí, há a discutir, porque é claro que vocês estão mais ao abrigo, aqui, do que em outros países que, nesse momento, vivem eventos não fáceis, não é? Portanto, vocês têm, todos, um futuro diferente, numa mesma família, num conjunto ou grupo de indivíduos.

Alguns vão perceber, muito potentemente (já desde várias semanas ou vários meses) o som da Terra, outros, o som do Universo, outros, o som da alma.
São diferentes tipos de sons que são ouvidos.

E outros não ouvem sons, pelo momento, ou não ouvirão sons.
Lembrem-se de que é sempre sua Vibração que determina e condiciona o que vocês vão se tornar. Portanto, há, entre alguns seres, aqueles que estão passando por essa fase de ‘dissolução bramânica’, que é também uma experiência do Estado de Ser, além do corpo de Estado de Ser.

É a não limitação total.
É claro, há indicadores comuns ao nível daqueles que acenderam ou despertaram os Novos Corpos: os sintomas, os sinais são perfeitamente reprodutíveis, porque correspondem a circuitos da Luz Vibral que são estritamente os mesmos para todo o mundo, qualquer que seja a origem estelar, qualquer que seja a origem Dimensional.

E isso, esses circuitos, vocês os encontram em todo o mundo, mesmo se não estão ativos. Mas alguns que descrevem os mesmos circuitos sentem as mesmas coisas.
Geralmente, de maneira sincrônica, no mesmo momento.

É, aliás, muito característico do que é denominada essa Merkabah Interdimensional coletiva ou, se preferem, para falar nas linguagens modernas, os campos mórficos, que estão ao redor do planeta e correspondem a essa penetração da Luz Vibral, que está aí desde certo tempo, chamada, recentemente, de ‘fusão dos éteres’, manifestada e produzida pelos Seres de Vega da Lyra e de outras constelações também.

Mas tudo isso, se querem, é algo que acontece em diferentes graus.
Muitos seres humanos, até o último momento, não querem se dar conta do que está à sua porta.

Porque o novo, porque a irrupção da Luz, num mundo privado de Luz, pode representar uma espécie dechoque importante, de traumatismo importante, para aqueles que estiveram privados de Luz desde tão longo tempo.

É uma verdade.
Então, vocês estão todos em uma fase, pode-se dizer assim, diferente, de sua transformação. Aqueles que estão mais avançados vivem, efetivamente, essa parada de toda Vibração, esse espaço de ‘pré-dissolução’.

Outros vivem o acesso ao Estado de Ser, outros vivem a imersão no Canto da Terra (que apareceu em diversos lugares), que eles percebem, é claro. Portanto, os fenômenos Vibratórios são diversos e variados, mesmo se obedeçam a esquemas diretores comuns, mas, se vocês não os vivem, para vocês isso não existe, é claro.
Se vocês os vivem, bem, vocês os vivem.

Questão: todos os mensageiros fazem-nos evoluir ou alguns podem arrastar-nos para a Sombra?

Então, aí, cara amiga, cabe a você viver, em você, o que você tem a viver.
Se o que você lê, se o que você escuta não lhe corresponde, é que aquilo não é para você.

Sem prejulgar qualquer Luz ou Sombra, porque o que é a Sombra para um será Luz para o outro. Todo ensinamento tem seu lugar. Mesmo aqueles que foram falsificados permitiram a vocês estarem aí onde vocês estão hoje.
Portanto, nada há, como lhes dizia MARIA, não há muito tempo, a julgar.

Nada há a condenar.
É a vocês que cabe fazer sua própria, não opinião, mas seu próprio Coração em relação ao que é dito e ao que é escutado.

Através desse canal, seja eu mesmo ou outros intervenientes, nós lhes demos provas. As provas são, para nós, antes de tudo, Vibratórias. Elas não são ao nível de dizer: «vai acontecer tal coisa amanhã», porque a trama temporal na qual vocês estão não é a trama fora do tempo na qual nós estamos.

Há, obviamente, eventos que já aconteceram nas outras Dimensões que necessitam, como foi dito, uma forma de precipitação ou deatualizaçãoem sua própria Dimensão. Agora, através do mesmo ensinamento, alguns vão encontrar a própria Sombra e outros vão encontrar a própria Luz. Não se pode ser tão formal dizendo: «isso é da Luz Vibral, isso é da sombra». É preciso acrescentar: «para mim, naquele determinado momento».

Mas há uma coisa que não pode jamais, jamais, enganá-los: é o ‘estado Vibratório’ no qual vocês estão, e a Paz, no mínimo e, por vezes, a Alegria, que pode instalar-se, naquele momento.
Mesmo se aquilo é a verdade, que se diria absoluta, ela não lhes concerne se não os coloca nessa Alegria e nessa Paz.
É tão simples assim.

Mas é evidente que diversos planos foram implementados sobre esta Terra (eu deles tenho já falado desde mais de um século), para preparar o que vocês chamam de advento da ‘nova ordem mundial’, ou seja, preparar uma nova religião mundial, oriunda de um salvador exterior a vocês mesmos, encarnado, presente sobre a Terra e que se desvendará no momento vindo.

Tudo isso, é claro, nada tem a ver com a realidade Vibratória do ser humano.
Agora, eu repito: Será que vocês querem sair da prisão, ou será que vocês querem permanecer na prisão?

Fora isso, hoje, não há outra questão.
Há seres que estão muito felizes na prisão.
E há seres humanos que vão dizer a vocês que eles não estão na prisão, que a vida é magnífica aqui.

É, como lhes disse Maria, a estrita liberdade deles.
Vocês não podem sair de um determinado estado sem modificar a forma e a consciência. Portanto, se vocês querem permanecer na mesma forma e na mesma consciência, então, permaneçam ali. Vocês não têm necessidade de seres que venham lhes falar. Lembrem-se de que nós sempre dissemos para jamais crerem no que nós dizíamos, uns e outros.

Se vocês não o vivem, em verdade, se vocês não o vivem, em Vibração, isso estritamente para nada lhes serve.

Mas é evidente, também, que é efetivamente necessário dar-se conta de que é muito mais fácil falar-lhes do canto dos pequenos pássaros, todo o mundo é belo, do que colocá-los frente aos seus próprios prazos finais que chegam.

E eles não chegam, eles estão já aí.
Tudo é uma questão de ‘atração’.
Se vocês têm medo, então, isso não é feito para vocês.
O importante é sua Vibração e seu ‘estado Interior’.
Para resumir, pode-se dizer que a Sombra de um é a Luz do outro.

Mas lembrem-se de que a Luz não é desse mundo.
Eu creio que MARIA, ontem, falou das antigas religiões e das novas religiões.
São, como se vai dizer..., ‘estratagemas’ para fazê-los aderir às novas crenças, ou às antigas crenças, a fim de privá-los de sua liberdade. Enquanto vocês estão submetidos a uma crença, vocês não estão livres.

Questão: a energia de Maitreya faz parte da matriz?
Inteiramente.
É um nome que foi criado e inventado do zero.
Maitreya que é, assim dizendo, o nome hindu de Cristo, quer dizer, simplesmente, Mestre Ya.

O mestre, mais distante, Ya, quer dizer Yahvé ou Yaldébaoth, o próprio Satã.
Mas eu os tranquilizo, se leem o que eu digo, enquanto vocês não vivem a Vibração, qual importância isso tem?

Porque isso continua uma crença.
Enquanto vocês estão na crença, vocês não podem ser vocês mesmos.


Vocês não podem realizar, como diz Um Amigo, o ‘Si’.
Realizar o Si é a tarefa de toda uma vida, e eu diria mesmo que é a finalidade de todas as vidas passadas na matriz.

Portanto, desde que vocês começam a vislumbrar um Salvador exterior, algo que virá extraí-los de sua condição, é impossível. Apenas vocês mesmos, como nós sempre dissemos, e sempre insistimos, apenas vocês é que podem ir ao seu Coração, ninguém pode fazê-lo em seu lugar.

Simplesmente, o modo de vivê-lo e o modo de comportar-se, e o modo de transformar-se é totalmente difernte para cada ser humano.
Mas o sol é o mesmo para todo o mundo.
O mais importante é sua consciência.

Questão: quando a Coroa Radiante da Cabeça se põe na ativação, é para prevenir de certo nível Vibratório ou é para alertar sobre algumas Presenças?

Tudo é possível.
Há, primeiro, a capacidade, inerente a você mesmo, de despertar suas próprias Coroas, despertar sua Coroa Radiante da cabeça, as diferentes Cruzes, simplesmente ali pensando ou levando a consciência sobre um dos pontos da cabeça.

Há também circunstâncias coletivas, a ativação da Merkabah Interdimensional onde, naquele momento, às 19 horas [hora francesa] ou em outros momentos, vocês sentirão, sem que nada aconteça em seu ambiente ou Interiormente a vocês, de maneira objetiva, visível, sensível, a ativação da Coroa.

Vocês observaram, também, aqueles que vivem isso desde numerosos anos, que há relações com a Lua, que há relações com a atividade do Sol, que há também relações precisas com aspectos planetários.

Portanto, há todo um conjunto de coisas que interferem em suas próprias Coroas.
Isso pode ser também um reencontro, pode ser a Vibração de alguém que vocês reencontram, vivo ou de outros planos. Portanto, não é uniforme como resposta, é sempre: isso depende de circunstâncias, isso depende de pessoas.
Mas tudo isso se pode ver, sim.

Questão: como saber se um ser é um avatar ou se ele faz parte da matriz?
O que é que eu posso responder, cara amiga?
Se você sente seu coração ligando-se a esse ser, então, tanto melhor.
Se você não o sente, então, tanto melhor também.
Agora, querer caracterizar um ser, quem quer que seja...

Cada ser tem sua utilidade.
Eu poderia dizer, esperando não chocá-los demasiadamente, que mesmo Hitler teve uma utilidade, na medida em que ele representou a ‘emergência’ da consciência coletiva, de algum modo.

Porque não existe ditador, não existe tirano, se não existem vítimas, é impossível.


Portanto, materializam-se sempre, num país, numa família, em suas relações, em sua espiritualidade, as coisas que são necessárias para fazê-los ‘evoluir’
Agora, vou dizer uma coisa: vocês já viram um dos discípulos de um ser, como esse senhor que morreu, realizar o Si?
Estritamente nenhum.

Em minha vida, os verdadeiros mestres eram aqueles capazes, como foi o caso para aquele a quem chamamos, se efetivamente querem, RAM, de receber a iniciação de seus próprios mestres, como eu o vivi também com Bença Deunov e que receberam a verdadeira filiação espiritual e o verdadeiro batismo espiritual.
Agora, que me mostrem seres, tendo frequentado todos os gurus que existem atualmente, na Índia, que tenham ‘realizado o Si’.

Isso não existe.
E isso não pode existir, porque, enquanto vocês adoram algo de exterior, vocês não podem ser vocês mesmos.

É tão simples assim.
E hoje, com a descida do Supramental, como o descreveu Sri Aurobindo em sua vida, vocês veem, efetivamente, o que acontece. Há dezenas de pequenos deuses que estão persuadidos de fazer descer o Supramental. Há dezenas de seres humanos que pretendem despertar a Kundalini, fazê-los passar por iniciações de Luz.

Se isso lhes faz bem, tanto melhor.
Mas isso depende do que vocês buscam.
É necessário estar lúcido sobre isso.
Nenhum ensinamento exterior, mesmo minhas palavras, conduzirão vocês ao ‘Si’.

Jamais.
É isso que é a questão.
Vocês querem tornar-se o Si ou vocês querem permanecer na personalidade?
E não há qualquer busca exterior, qualquer iniciação exterior que possa fazê-los penetrar o Coração.

Nós todos dissemos e repetimos isso.
Isso vem, se querem, de alguns ‘apegos’, os quais foram enumerados há algum tempo, ao nível coletivo, que são ligados às estruturas inscritas no cérebro do ser humano.

E esse nome é, vocês sabem, a dependência afetiva, a dependência, qualquer que seja, e ao nível espiritual, isso se chama também de ‘dependência espiritual’.
Mas esses seres estão aí, também, para mostrar-lhes o caminho da independência, porque, quando vocês tiverem cansado de ser dependentes, de um ou do outro, talvez vocês desejarão tornar-se independentes.

E, como dizia IRMÃO K, autônomos e livres.
Vocês não podem pretender ser autônomos e livres, no novo mundo, se não aceitam, agora e já, em seu presente, sua autonomia e sua liberdade.

Todos os sistemas de controle da humanidade, que foi denominado ‘sistema de controle do mental humano’, são baseados nas crenças e são baseados na dependência, ou seja, o momento em que vocês dão seu poder a outro que vocês mesmos, fosse ele D'us em pessoa.

Questão: a que corresponde o fato de viver ao mesmo tempo uma ativação muito forte ao nível do sacro e do triângulo da Terra, ao nível da cabeça?
Isso faz parte da ‘fusão dos éteres’ ou ‘fusão das três lareiras’, tal como lhes foi descrito abundantemente. É normal. O triângulo posterior, entre os pontos OD, embaixo, é ligado ao elemento Terra.

Se o Fogo da Terra se desperta, o triângulo posterior desperta-se.
Vocês observaram, alguns de vocês vão sentir pontos mais do que outros.
Outros vão sentir todos os pontos, indistintamente. Aí também, o tipo de trabalho Vibratório que se faz em cada um de vocês é diferente, em função de suas necessidades pessoais.

Vejam que se está muito distante, em todo caso para aqueles de vocês que vivem essas Vibrações, de qualquer crença ou adesão a um ‘salvador exterior’ ou a um ser que vai trazer-lhes a bênção e vocês vão encontrar-se protegidos por tal bênção. É diferente, de qualquer modo, viver a Vibração, por si mesmo, e atribuir todos os poderes àquele que lhes traz uma Vibração que será um sucedâneo de Vibração.

Porque, assim que vocês tenham terminado, nada mais acontece.
Portanto, vocês podem reproduzir, durante anos, os mesmos processos, verão tal ser no exterior e encontrarão uma espécie de ‘consolo’, mesmo, mas vocês jamais descobrirão a Vibração do Si, jamais.

E se vocês a descobrem, vocês compreenderão instantaneamente que o ser que vocês encontraram ali está estritamente para nada.

Questão: sentir uma sucessão de sentires potentes e ausência de sentir, está ligado a resistências ou a patamares de integração?
São, antes, patamares.
Nós os ligamos, cortamos, olhamos como vocês reagem, até onde se pode aumentar a corrente. Vocês sabem, é a experiência, e nós vemos até quando isso resiste.

Questão: apesar do Abandono à Luz que é vivido ao nível do coração, pode haver aumentos de sofrimentos, aumentos de bloqueios, ao nível físico, por exemplo?

Sim, é claro.
Isso foi explicado, quando da Passagem (pelo Arcanjo Uriel) do mês de dezembro.
Mas, ainda atualmente, a Luz é tão forte que ela os obriga a olharem-se a si mesmos. Vocês não podem mais pôr a poeira sob o tapete, não é?

Não há mais tapete, porque a Luz ilumina tudo.
Portanto, é claro, há seres humanos que vivem purificações monumentais nesse momento, seja ao nível familiar, ao nível da saúde, ao nível financeiro, em todos os níveis. Quer dizer que, como sabem, os últimos apegos para aqueles que estão na Vibração, no Abandono à Luz, vivem.

Obviamente, a Alegria está aí, mas vocês podem também ser confrontados a eliminações devastadoras, o que é perfeitamente normal. Vocês não podem mais guardar nada escondido. A partir do final do mês de maio (e eu creio que MARIA falou disso ontem e também há um mês, pouco menos, duas semanas e pouco) vocês vão encontrar-se ‘postos a nu’.

Postos a nu quer dizer que vocês não poderão mais enganar.
Há o que vocês creem ser e o que vocês são, portanto, o melhor modo que os dois estejam em adequação é deixar evacuar-se tudo o que deve evacuar-se de vocês, e agradecer quando isso se produz, porque é o melhor modo de viver serenamente o face a face, o ‘julgamento final’, se preferem.

Mas eu não gosto dessa palavra, porque isso parece muito católico, não é?
Vai-se chamá-lo o ‘julgamento primeiro’.

O corpo vai eliminar.
As eliminações se fazem ao nível do corpo.
As cristalizações se fazem ao nível psicológico.
Desde o mês de dezembro, enquanto, antes, nos esquemas habituais, tinha-se o hábito de eliminar em outros lugares do que ao nível do corpo, não é?

Era melhor.
E, bem, não é de modo algum o caso.

Questão: os sofrimentos não são necessariamente sinônimos de resistências?

Para aqueles que vivem a Vibração, não.
É preciso aceitar ‘olhar-se’.

A Luz é Inteligência, isso nós todos também o dissemos.
Mas, essa Luz ilumina também o que deve ser iluminado, portanto, é preciso aceitar olhar-se. Todo sofrimento, vivido atualmente, ao nível fisiológico, em especial, corresponde a uma liberação para após.

Porque houve esse mecanismo de Passagem e de Reversão, ao nível da garganta, que faz com que as eliminações sejam mais fáceis para viver e passem-se muito melhor ao nível do corpo De qualquer modo, esse corpo, vocês sabem o que ele vai se tornar, portanto, nenhuma importância.

Em contrapartida, se é ao nível Vibratório, ao nível da consciência e ao nível psicológico, aí, no momento vindo, no momento do ‘julgamento primeiro’, isso será um dos freios os mais potentes para viver a transformação.

Questão: quando se pode olhar o sol de frente, em especial à noite [entardecer], com a impressão de ter como uma cápsula diante do olho que o protege, isso corresponde a quê?

Isso corresponde à realidade.
Há seres que despertaram, em especial, os 11º e 12º corpos e que percebem as Vibrações na linha [aresta] do nariz, que se propagam ao redor dos olhos.

Efetivamente, há uma nova funcionalidade, se se pode dizer, que se ativa, que é a capacidade para ver o éter e também a capacidade para olhar, de frente, o sol, e para vê-lo, aliás, em sua nova cor, que é o azul.

Questão: isso releva do mesmo processo de despertar pela manhã vendo o ambiente da cama como sob uma espécie de trama?
Uma grade de Luz, sim, é perfeitamente normal.
Você acessou a trama interdimensional de Luz.
E a maior parte dos seres, quando voltam, mesmo se não têm consciência de terem partido no Estado de Ser, no momento do acordar sentem como uma espécie de vigilância do Espírito, mas de peso do corpo.

E, abrindo os olhos, é percebida essa espécie de ‘trama’, de forma quadrada, geralmente, linhas que se cruzam em quadrado, formando uma trama de Luz.
É perfeitamente normal, são os marcadores Vibratórios de seu acesso a estados multidimensionais.

Questão: em qual Dimensão situam-se os elfos?
Os ‘elfos’ não pertencem ao sistema de consciência do ser humano.

Eles evoluem em planos intermediários que nada têm a ver com as manifestações de consciência ditas humanas, humanóides ou não humanóides. Eles evoluem na 2ª e na 4ª dimensões, mas estão estabilizados, entretanto, em outra 3ª Dimensão que aquela da Terra.

E, no entanto, é no mesmo espaço, mas em outro estado Vibratório, quer dizer que se poderia dizer que, o que vocês chamam de ‘elfos’, e os outros habitantes da natureza, pertencem a uma matriz de 3D, mas Unificada. Eles não estão separados e cortados da Fonte e, no entanto, vocês estão no mesmo espaço.
Do mesmo modo que existem povos intraterrestres que estão na 3D Unificada e outros que estão além, na 5D, por exemplo.

Questão: é normal acordar pela manhã como cansado, enquanto se teve um bom sono, e igualmente ter uma memória que falha?

Então, a memória é perfeitamente lógico.
Quando vocês começam a tornar-se borboleta, vocês abandonam a lagarta.
A lagarta consegue viver ainda. E muitos de vocês começam a aperceber-se de que as tarefas mais usuais tornam-se ‘insuperáveis’.

O que lhes propiciava prazer, antes, que era um desejo, não lhes propicia mais prazer algum.

Vocês terminam sua transformação, portanto, não é questão que isso melhore.
É, antes, questão que isso melhore, mas no sentido da borboleta, quer dizer que a lagarta seja cada vez menos funcional.

Vocês podem também funcionar em rede, quer dizer que vocês têm um décimo de neurônios em tal lugar, outro quarto de neurônios em outra pessoa, e vocês se arranjam assim. Isso funciona muito bem.

Lembrem-se de que, chegados à Unidade, viver a borboleta, viver a dissolução bramânica, viver a realização do Si, viver o acesso ao seu corpo de Estado de Ser necessita ‘morrer aqui’, quaisquer que sejam as palavras que vocês coloquem nisso.


Alguns estão avançados.
Outros não quererão «morrer», entre aspas, dado que é um nascimento.
Mas é evidente que a maior das preparações que vocês vivem, além da Merkabah Interdimensional coletiva, é o ‘trabalho de Luz’ que vocês fazem.
É justamente nesses momentos que vocês não conseguem mais saber porque vocês quebram um ovo.

Geralmente, é para fazer uma omelete, não é?
Mas, mesmo isso, às vezes, torna-se complicado.
Mas é uma evolução perfeitamente normal.

Questão: vocês falaram de uma possibilidade de prorrogação até o primeiro trimestre de 2012.

Isso depende.
Como sabem, é a Terra que decide.
Mas, no último limite, há os ciclos astronômicos, isso vocês não podem cortar dali.

Portanto, há um limite, há datas limites, mas como qualquer data limite, ela pode ser estendida. Um trimestre é nada, depois de 50.000 anos, não é?

Questão: é exato que se a passagem não é feita no fim de maio isso é uma impossibilidade definitiva?

Por quê?
Não é a passagem, é o ‘mês da Graça’.
É o mês em que a Luz é tão abundante que, se vocês se voltam para ela, tudo se abre.

Depois, como disse MARIA, é o face a face.
É o período do julgamento primeiro.
É a tribulação, em sua parte mais excessiva, em todos os sentidos do termo.
Então, vocês, aqui na Europa, vocês estão tranquilos. Mas vão dizer isso a um japonês, vão dizer isso a um australiano, vão dizer isso a um americano que vive no sul.

Vão ver se, para eles, não é o fim do mundo.
Portanto, tudo é relativo, conforme o que vocês vivem no lugar em que estão.
Mas virá um momento em que o conjunto da Terra será afetado, isso não pode ser atrasado.


E MARIA falou-lhes, e outros Arcanjos também, é para muito em breve.
METATRON disse: os quatro cavaleiros do apocalipse haviam sido liberados em 15 de agosto de seu ano passado.

E agora, eles vêm terminar o trabalho.
É, como se chama isso..., é a limpeza de primavera, se preferem.

No Si, como no exterior de Si.
Se vocês estão nas fases de resistência, nas fases de medo, nas fases em que sentem o impulso para reagir a tudo o que vai manifestar-se (o que é lógico para o ser humano), vocês serão arrastados nas leis de ação/reação e não poderão viver sua própria graça. Isso foi dito de diferentes modos.

Questão: neste período de revelação, de transparência, as Estrelas de Maria não ainda desvendadas, serão?

Oh, eu não creio, porque isso seria colocar em perigo, mesmo através de seus nomes, aquelas que estão aqui, uma vez que elas são três, encarnadas.

Questão: ontem, MARIA fez referência aos três dias de trevas. O que será o quarto dia, no plano geológico e humano?
No plano humano, não haverá mais humanos.
Talvez, após esses três dias, talvez algum tempo após os três dias.

Isso eu falei também.
Tudo depende do agenciamento dos diferentes eventos indispensáveis para reencontrar uma Dimensão direta da Luz, ou seja, sair da luz oblíqua, do ‘eixo de desvio’, para aqueles que seguiram, que era ligado à Atração/Visão.

As cruzes mutáveis e as cruzes fixas, a cruz da Redenção que se elevaram no ser humano, para alguns deles, permitem, hoje, viver o que vocês têm a viver e o que vocês vivem através de Vibrações e da Consciência, diretamente.

Então, tudo depende, é claro, de quando ocorrerão esses três dias.
Será que eles ocorrerão na fase final, ou será que eles ocorrerão na fase intermediária? Agora, é preciso efetivamente compreender que os três dias correspondem, simplesmente, à parada da rotação da Terra.

E, nas profecias, há, nas profecias Ocidentais, três dias de trevas e, do outro lado da Terra, para os Australianos, há três dias de Luz. Mas há outras coisas que se realizam, atualmente, que nós, Ocidentais, não conhecemos, mesmo em nossas tradições, que era o aparecimento do ‘Canto da Terra’.

Esse aparecimento do Canto da Terra assinala a liberação final da Terra, que alguns povos ouvem, que, em alguns lugares, mesmo na França, vocês podem ouvir. Portanto, a liberação da Terra está muito próxima, em sua dimensão física.
Isso quer dizer o quê?

Isso quer dizer parada de rotação, basculamento dos pólos, mudança de dimensão e partida no outro sentido.

Agora, esse cenário não acontece em um dia.
O que vocês vivem, hoje, sobre a Terra, é o que eu disse já desde quase um ano, a passagem de seis milhas e alguns quilômetros de raio para quase dez milhas e alguns quilômetros de raio.

As mudanças orbitais da Terra, tudo isso está ligado a influências da Luz, ela mesma, e, sobretudo, da liberação das forças confinantes, que foi realizada desde já dois anos. Quer dizer, nós estamos certos de que as forças que recriam a matriz não poderão mais recriá-la, desta vez, simplesmente.

Resta, apenas, mais, esperar a liberação física da Terra e o ciclo astronômico que chega, que está aí, como eu disse, desde março.

Agora, se vocês querem recorrer a noções mais práticas,
é evidente que a forma humana atual não pode mais subsistir no ambiente radioativo no qual vocês vão banhar-se.

Pelo momento, na Europa, vocês estão totalmente ao abrigo.
O que não é o caso, é claro, em outros continentes e, infelizmente, para muitas pessoas que não estão prontas para aceder à Luz. Então, similar para um evento como aquele que aconteceu a partir do início do mês de março, há vários modos de vê-lo.

A visão lagarta é dizer: «é catastrófico, as lagartas vão tornar-se radioativas».
Por um momento a lagarta não pensará que ela pode, justamente, graças a isso, tornar-se mais rapidamente borboleta.

Portanto, aí também, tudo depende de seu ‘ponto de vista’.
Será que é o ponto de vista do ego ou será que é o ponto de vista do Espírito
E tudo se resume, e resumir-se-á, cada vez mais, a essa questão.

E a segunda questão é: «a quem é que eu sirvo»?
Será que eu sirvo a mim mesmo, será que eu sirvo ao princípio Cristo, ou será que eu sirvo a um mestre exterior?

Não temos mais perguntas, agradecemos.

Então, caros amigos, todo o nosso amor os acompanhe, todas as nossas bênçãos estão com vocês e em vocês. E eu lhes digo, quanto a mim, eu espero, até muito em breve.

Fiquem muito bem.



Enviado por Rosa
Mensagem do Venerável OMRAAM (Aïvanhov) no site francês:
http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=1033
14 de maio de 2011
(Publicado em 15 de maio de 2011)
Versão do francês: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com
Transcrição e edição: Zulma Peixinho
http://portaldosanjos.ning.com

M.M - http://minhamestria.blogspot.com/
C.R.A - http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/

Um comentário:

  1. Acho que houve um engano "não há borboleta se a lagarta não morrer". É exatamente o contrário, só existirá uma borboleta se a lagarta não morrer.
    Att.
    TVidor

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails