((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

quinta-feira, 15 de março de 2012

ANAËL - 14-03-2012 - AUTRES DIMENSIONS

ANAËL - 14-03-2012 - AUTRES DIMENSIONS



Eu sou ANAEL, Arcanjo.

A ação do Manto Azul da Graça, a Onda da Vida, e tudo o que se desenrola, neste momento, no Interior de quem vocês são, podem ser elementos levando-os a questionarem-se. Portanto, eu venho então a fim de responder, se isso for possível, ao que se refere a vocês, às suas perguntas.
Eu os saúdo e escuto suas perguntas.

Pergunta: as vibrações amenas e a sensação de frio, nas pernas, são as primícias da Onda da Vida?
Bem amado, a Onda do Éter nasce, evidentemente, ao nível dos pés e sobe ao longo das pernas assim que os laços existentes nos tornozelos se afrouxam, desaparecem.

Isso pode ser interpretado, por aquele que percebe, como uma onda fresca, leve, superficial, subindo, brutal ou progressivamente, até o seu objetivo que é então, como vocês o sabem, a Transcendência da carne ao nível do que vocês nomeiam seus dois primeiros chacras.

Naturalmente, isso pode ser percebido de diferentes maneiras: tanto sob forma de incômodos como de estremecimentos, como de eletricidade. O que é importante, no que se refere à Onda do Éter, é o ponto de nascimento situado na extremidade inferior do seu corpo e que vem, eu os lembro, do núcleo central da Terra.

Dessa maneira, então, não há dúvida.
Entretanto, a Onda do Éter deve chegar e Transmutar a carne e tudo o que faz o jogo da encarnação e o conjunto das ilusões deste mundo, inscritos ao nível do que vocês nomeiam sobrevivência, inscritos ao nível do que vocês nomeiam carma e que se refere, exclusivamente, eu os lembro, à personalidade.

A Onda do Éter, chegando nesses dois primeiros chacras, vai então trabalhar para a sua Liberação de toda ilusão. Naquele momento, durante a sua ascensão e a sua difusão no conjunto das suas estruturas ilusórias, manifestam-se os efeitos diretos anunciados como Casamento místico, êxtase ou íntase, ou, ainda, deleite supremo.

Essa é a completa Verdade do que você vive e que se prepara.
Cada um de vocês apronta esta Onda do Éter de diferentes maneiras.
Existe um tempo variável de instalação desta Onda do Éter, permitindo liberar o que é chamado de ‘água da Vida’. Água da Vida nascendo no que foi denominado, anteriormente, a Kundalini.

Assim, vocês realizam a Grande Obra, a Obra no Branco, unificando as energias procedentes do Céu e aquelas procedentes da Terra, através do seu Ser, através desse Templo, permitindo-lhes, então, realizar a natureza real de quem vocês São.

Esta percepção, como nós lhes dissemos, não é nem da ordem de uma energia, nem da ordem do que é nomeado o Supramental. Ela é uma outra qualidade, uma outra intensidade, uma outra Liberação e uma Última Transformação.

Pergunta: o que fazer quando sentimos, permanentemente, os Pontos BEM, MAL e AL do rosto?
A imagem do Triângulo invertido, aquele chamado da falsificação, restabeleceu uma série de Vibrações. Durante a fase da subida da Onda do Éter e da Transcendência da carne, ao nível dos dois primeiros chacras, uma série de reajustes, ao nível Vibral, continua.

Independentemente dos Pontos referidos, eles são diferentes para cada um de vocês e traduzem, de algum modo, simplesmente, o que ocorre em meio a essas últimas transformações, nesse Templo, resultando, para cada um de vocês, em uma especificidade, além de viver a Essência de quem vocês são, dando-lhes, também, a viver, aqui como em outros lugares, o que foi previsto para vocês.

A Onda do Éter apenas necessita de outra atenção do observador.
Nada há que agir, nada que precipitar, nada que decidir.
O que se traduz como modificações em meio aos Pontos de Vibração, Portas ou Estrelas ou outros, é apenas o reflexo da ação da Onda do Éter e do início desse Casamento místico entre a Consciência vindo do Céu e a Consciência vindo da Terra, reunificando-se no Seu Templo, percorrendo o conjunto das suas células e Transfigurando esse corpo de carne em um Corpo de Ressurreição.

O Corpo de Estado de Ser, é claro, está inteiramente presente, dando-lhes a viver uma percepção estendida da sua própria Presença, muito além do corpo, muito além da estrutura Vibral, muito além da estrutura dita energética.

Vocês estão, efetivamente, revestidos do Manto Azul da Graça e vocês descobrem que existe outra coisa onde a sua Consciência É, não tendo mais nada a ver com o que já existe, que isso seja nomeado energia, parte do corpo, estrutura Vibral, coleção das estruturas Vibrais, que isso seja ao nível das Coroas Radiantes, ao nível dos Triângulos elementares, das Portas como das Estrelas.

Pergunta: no Abandono à Luz, é correto levar ainda a Atenção ao Coração?
Bem amado, o mais lógico e o mais simples, como isso foi dito, é Abandonar-se Si mesmo. O Abandono de Si mesmo não é mais uma Atenção nem uma Intenção.
É preciso muito, naquele momento (se você o deseja, mas isso não é indispensável), fazer ressoar, em você, o que evoca a Humildade e a Simplicidade.

A Onda do Éter é abrangente.
Ela é a Onda da Vida que sustenta, como nós lhes dissemos, o conjunto dos Mundos, o conjunto das Consciências. Ela é, efetivamente, sua Natureza, sua Essência, este Absoluto.

Pergunta: qual é a relação entre a Onda da Vida e os 21 dias evocados por GEMMA GALGANI?
De maneira geral, bem amado, a Onda do Éter instala-se em certo número de dias.
Do mesmo modo, nesses tempos mais reduzidos, a encarnação (resultando na morte) acompanhava-se de um período, bem conhecido, de 40 dias, que era necessário para dissolver, na totalidade, o complexo inferior (ou seja, o corpo astral, o corpo etéreo, o corpo mental), reconstituindo a experiência da encarnação em meio à ilusão, ao nível do que era chamado de corpo causal, pertencente, ele também, ao complexo inferior.

Do mesmo modo, a Onda do Éter completa sua plena revelação, em quem vocês São e no que vocês São, em 21 dias.
Obviamente, esse tempo não é rígido, nem fixo: ele corresponde a ‘sete vezes três dias’, que é o tempo necessário para escalar, de alguma forma, o seu estágio inferior desse Templo.

Lembrem-se: a instalação da Onda do Éter é um processo natural vindo da liberação da Terra, que está ligado, como vocês o sabem, ao Núcleo Cristalino da Terra que é, ele mesmo, o retransmissor Vibratório de uma Porta das Estrelas denominada Sirius.

Esta Onda do Éter difunde-se no conjunto da Terra.
É ela, devido à Liberação da Terra, que torna observável, para vocês, o conjunto dos fenômenos que vocês veem, neste momento, desenrolar-se sobre esta Terra.
Sua acentuação está, efetivamente, em andamento.

Pergunta: as dores nos pés relevam de resistências à Onda da Vida?
Bem amado, toda manifestação ocorrendo ao nível dos pés (exceto, evidentemente, o que vocês nomeiam entorce, fratura ou outro problema) releva, exclusivamente, da modificação que ocorre em meio ao Núcleo Terrestre, Núcleo Intraterrestre da Terra, assim como do Manto da Terra.

Os seus pés captam, muito naturalmente, a modificação da distribuição de uma série de Partículas ao nível do solo. Os seus pés retransmitem esta Onda. Se, contudo, existe em vocês uma sensação de incômodo ou de dor, naquele momento, vocês podem, perfeitamente, favorecer o que é natural, sem se servir de outra coisa senão da própria Terra.

O que isso significa?
Isso significa colocar os seus pés, nus, no orvalho da manhã, ao nascer do Sol.
Isso irá permitir acumular, de algum modo, ao nível dos seus pés, a Onda do Éter.
E isso, muito naturalmente, irá percorrê-los.

Pergunta: neste momento, é melhor evitar as massagens dos pés e das pernas ou será que isso é complementar?

Isso pode ser totalmente complementar.
Mas lembrem-se de que esse processo de subida da Onda da Vida ou da Onda do Éter ocorre a partir da Terra.

É, então, lógico e natural, colocar os seus pés no chão.
Alguns de vocês vão perceber esta Onda do Éter, mais facilmente, deitado do que em pé. De qualquer maneira, lembrem-se de que esta Onda, nascida do Coração da Terra, propaga-se até o solo. O momento privilegiado do nascer do Sol (correspondente à deposição do orvalho) é o momento em que lhes é mais fácil recolher esta Onda do Éter.

Nós não lhes falamos sobre isso porque, durante as primeiras semanas da ação do Manto Azul da Graça, era preciso que vocês fossem o mais natural possível em relação a esta Onda do Éter. Se, entretanto, em vocês, existe o que eu chamei de incômodo, naquele momento, utilizem a Terra e o seu orvalho.

Pergunta: eu tenho problemas circulatórios e de inchaço, nos pés e nas pernas.
Isso é diretamente oriundo do despertar da Terra, ao nível do que vocês denominam e nomeiam vulcões. Agora, a Onda do Éter, como eu lhes disse, está atuante. Ela tem uma ação que vocês poderiam denominar terapêutica.

Deste modo, então, se a Onda do Éter flui em você, ela chegará, muito facilmente, a superar essas anomalias, assim que ela chegar ao nível dos dois primeiros chacras. Nenhum estado, nenhuma alteração, nenhuma patologia, qualquer que seja, pode limitar a Onda do Éter. Mais uma vez, trata-se de um processo natural.

Vocês não estão, ao mesmo tempo, vivendo isso, mas o tempo que é atribuído para viver isso será cada vez mais curto. A intensidade da Onda do Éter será gradual.
Seu acúmulo, ao nível da camada do solo da Terra, fará com que, a um dado momento, isso irá se tornar coletivo. Eu o repito, não existe qualquer alteração, qualquer doença, qualquer obstáculo possível à Onda do Éter.

Esse processo natural estabelece-se, no seu momento, naquele que é o seu.
Não pode, do mesmo modo, existir qualquer resistência psicológica, cármica ou outra. A Onda da Terra irá agir, irá subir e a partir do momento em que ela alcançar a zona dos dois primeiros chacras do seu corpo, naquele momento, ela vai acarretar, sistematicamente, a Transcendência final da sua carne, fazendo de vocês um Liberado Vivente. A Onda do Êxtase e o Casamento místico serão, então, consumados.

Pergunta: eu sinto, do lado direito da cabeça, como uma presença, um frio.
Bem amado, no processo de desdobramento (se o podemos dizer) da Onda da Vida, vocês irão constatar, cada vez mais fácil e rapidamente, que os Véus que separam as Dimensões não existem, para vocês, quase mais.

Eles irão desaparecer, dando-lhes a ver (além dos seus olhos), a perceber (além dos seus sentidos), a realidade de quem vocês São, separando e eliminando toda distância. Dando-lhes, concreta e realmente, a possibilidade de ser, enfim, Multidimensional.

Não há, então, que se interrogar, com qualquer atitude mental, sobre o que é vivenciado. Há, simplesmente, que viver a experiência porque, em meio à Onda da Vida, à Onda do Éter, o Casamento místico pode tomar diferentes formas, que isso seja nesse corpo, no Sol, ou em outros lugares.

A partir do momento em que o Êxtase for sua Natureza, naquele momento, vocês irão viver o que é para viver, para cada um de vocês. Vocês irão constatar, também, a partir daquele momento, que aí aonde se focar sua Atenção, naquele momento, muito além desse corpo, vocês irão conduzir, em Consciência (com ou sem corpo, com ou sem forma), a ser o que vocês pensam, não importa qual lugar da Terra, não importa qual espaço Dimensional.
Isso é a Multidimensionalidade.

Vocês não estarão mais, como nós lhes havíamos precisado, desde algum tempo, localizados neste corpo, nesta forma. Vocês estarão além de todo limite, de toda forma. Esta conscientização irá ocorrer, aí também, naturalmente.
Ela não requer de vocês qualquer ação, qualquer vontade, qualquer interpretação, qualquer explicação.

A única maneira de viver a Onda do Éter é deixá-la perceber, em vocês, que ela é a Sua Natureza. A Onda do Éter que é, eu os lembro, a sua Natureza, nada pede senão para ser o que vocês São, porque isso é, realmente, o que vocês São.

Vocês irão constatar por vocês mesmos que, se vocês aceitarem se abandonar, naquele momento, nenhuma questão mais terá sentido.


O Êxtase será tal que não poderá ali haver a menor questão, a menor interrogação. Cabe a vocês saber em quanto tempo vocês irão atravessar esta etapa. Mas lembrem-se, entretanto, de que, desde que a Onda do Éter nasceu, ela vai levá-los, durante essas três semanas, a tudo largar.

Chegará um momento em que vocês estarão, efetivamente, por um tempo extremamente breve, presos ao que eu denominaria as últimas dúvidas e as últimas interrogações. Nós não especificamos isso, assim como para o orvalho, por enquanto, de maneira a deixá-los viver e firmá-los no que era vivenciado, nas explicações que nós daremos posteriormente e que eu começo a dar.

Pergunta: MARIA havia especificado que a data de 14 de março era importante. O que é?
Isso é importante.
O que acontece sobre a Terra, o que acontece na Sua Consciência, neste dia, corresponde, inevitavelmente, às transformações, importantes e essenciais, quanto à Revelação, ao Desvendamento de quem vocês São.

Quer vocês tenham vivenciado, já, a Onda do Éter, ou não, se vocês aceitarem o que se manifesta a vocês (fazendo calar toda interrogação, todo mental), desde esta noite, tudo irá lhes parecer, cada vez mais claramente, como uma evidência.

Desviando, definitivamente, o seu mental, desviando, definitivamente, o próprio sentido de ser ainda um corpo ou uma pessoa. Isso irá fazer, no entanto, desaparecer este corpo e esta pessoa, mas vocês terão percebido, na totalidade e finalmente, que vocês não são nem este corpo, nem esta pessoa, nem esta vida, nem nada do que vocês acreditaram, até agora.

Isso não será uma interrogação, mas uma evidência, e isso se abre desde esta noite.

É por isso, também, o sentido da minha vinda neste dia.

Pergunta: se tudo está consumado, nós vivemos então as fases finais?

Tudo está consumado, sim.
Resta apenas manifestá-lo e isso, ainda uma vez, nós lhes dissemos, desde muito tempo, que esse momento coletivo dependia apenas da Terra e no final, é claro, do Sol. O trabalho notável que foi realizado, sobre esta Terra, limitou o que vocês denominariam, em termos da personalidade, o tempo das provações.

Esse foi extremamente reduzido.
Dessa maneira, então, vocês não terão que passar uma série de etapas.
Mais uma vez, a Terra decide e, mais uma vez, Tudo está consumado.
Individualmente, a partir do momento em que a Onda do Éter se manifestar, vocês irão se apreender, por sua própria Natureza, de que Tudo está consumado.

Restará levar este corpo, esta pessoa, ao seu destino final que é o seu, em função do próprio tempo da Terra e do próprio tempo do Sol, ao Último fim.

Ninguém conhece esta data.
Isso pode ser esta noite, isso pode ser dentro de algumas semanas, isso pode ser dentro de alguns meses. Mas qual a importância de tomar qualquer data a partir do momento em que vocês vivem a sua Natureza, a sua Essência Eterna?

Neste estado que é a sua Natureza, o tempo não pode mais ser tomado.
Como vocês irão constatá-lo, após a conclusão do trabalho, se o podemos dizer, da Onda do Éter, tudo se modifica em vocês (e não somente nesse corpo, mas no conjunto das funções fisiológicas). Então, naquele momento, o que vai significar, realmente, para vocês, uma data? O que vai significar, para vocês, dormir, comer?
Mais nada.

Vocês estarão em Êxtase permanente, serão Multidimensionais.
Não existirá mais, em vocês, a noção de Passagem, porque essa é a Última Passagem. Qualquer outra Passagem posterior (que isso seja a perda desta Terra, ou a perda do que vocês nomeiam vida) não terá mais qualquer importância, porque vocês serão Eternos, desde este momento, desde o momento em que a Onda do Éter tiver concluído, de algum modo, sua ronda e tiver revestido este corpo da Verdade.

Alguns de vocês viajam, que isso seja em Consciência, com ou sem Corpo, de Estado de Ser, ou não. Alguns de vocês começarão a viajar, com este corpo, por um processo bem conhecido dos místicos, em séculos anteriores, denominado ‘bilocação’.

Tudo o que lhes parecia, ainda ontem, excepcional, digno de exceção de muito grandes seres, será o seu cotidiano, se esse já não for o caso. Naturalmente, aquele que não vive isso ou que contempla isso, estará sempre em defasagem em relação à Onda da Vida.

Porque a Onda da Vida é, para o ego, o seu fim definitivo e irremediável e, é claro, isso pode provocar uma série de resistências, mas que, em caso algum, poderão bloquear a Onda do Éter quando o momento, para vocês, chegar.

Assim, as questões que vocês podem se colocar, ainda hoje, são, evidentemente, oriundas do que é limitado em vocês, do que é efêmero. Quando a Onda da Vida toma vocês, ela os transporta, pelo princípio da Transverberação, a viver o Absoluto, na totalidade.

Naquele momento, não pode existir a menor dúvida, a menor questão, porque vocês sabem que vocês reencontram o que vocês são.

Toda a humanidade irá efetuar essa Passagem, sem qualquer exceção.
Simplesmente, o futuro irá se estabelecer de maneira diferente.
Há numerosas Moradas, há numerosas Dimensões, há numerosos estágios, mas vocês nunca mais estarão separados, divididos, fragmentados, no momento oportuno.

Aqueles de vocês que estão mais adiantados, começam somente a experimentar o que vocês São, que isso seja nas viagens, que isso seja na multilocalização da Consciência, que isso seja na bilocação, que isso seja no conjunto dos processos naturais da vida, além de toda falsificação.

CRISTO lhes disse: no fim dos tempos, vocês fariam coisas muito maiores do que Ele.

O que age, naquele momento, não é de modo algum o ego, de modo algum a personalidade, mas a Natureza de quem vocês São: a Onda da Vida, este Êxtase permanente, este Deleite permanente da sua Natureza essencial que é a nossa, também.

Pergunta: pode ali haver diferença de intensidade de recepção desta Onda da Vida conforme o local onde a vivemos, por exemplo, em uma cidade, em um imóvel...
Não.
A partir do momento em que ela tiver nascido, que vocês estejam no avião, no barco, ou em outros lugares, ela prosseguirá seu caminho. O que eu lhes disse em relação ao orvalho é, simplesmente, um meio de facilitar seu estabelecimento.

Mas assim que ela tiver nascido, de qualquer forma, mais nada irá cessá-la.
Bem amado, não há lugar algum onde você esteja ao abrigo da Onda do Éter.

A Onda do Éter é a sua natureza.
Se ela o apreende, mais nada tem importância, nem país, nem casa, nem família, nada mais senão o que você É.
Somente o ego faz esta pergunta, considerando que há um lugar preferível, que há alguma coisa a fazer.

A Onda do Éter não se preocupa absolutamente com tudo isso.
Não há melhor lugar, no momento, do que no Interior de si, onde quer que esteja o si, para viver a Onda do Éter.

Ela é totalmente independente da idade, das circunstâncias, dos lugares e de tudo o que faz o que vocês nomeiam vida social, afetiva, familiar ou conexo.
O limitado nada pode, estritamente, quando o Absoluto se revela.
Porque você é o Absoluto.

Pergunta: esta Onda da vida nasce em momentos diferentes para cada um?
Foi exatamente o que eu disse.

Pergunta: os 21 dias de desenvolvimento são contínuos ou isso pode ser por partes?
Não.
Isso é contínuo.
O que nasceu não pode desaparecer.
Isso é sem volta.

Pergunta: a zona da virilha tem um papel particular nesta subida da Onda da Vida?
Bem amada, a partir do momento em que a Onda da Vida chega à raiz dos membros inferiores, ela penetra o períneo, instala-se ao nível dos órgãos genitais, do sacro e do conjunto da pelve como da raiz dos membros.

É deste estágio, deste local, que ela vai se difundir como uma onda permanente tomando todo o corpo.

Pergunta: há uma particularidade entre o lado esquerdo ou direito da virilha?

Isso não tem qualquer importância.
Alguns cursos, algumas zonas são mais permeáveis do que outras, em um primeiro momento. Mas, em última análise, nenhuma parte deste corpo, nenhuma parte desta personalidade, irá escapar ao que vocês são.

Ainda uma vez, deixem trabalhar a Onda do Éter.
Nenhuma questão irá resolver o que quer que seja.
A compreensão estritamente nada mais representará para vocês.
A ferramenta mental tornar-se-á obsoleta.
A Onda da Vida é um estado de Graça permanente.
O mental é ação / reação.

Vocês, definitivamente, não fazem mais parte deste mundo e deste mecanismo de funcionamento (muito em breve).

Pergunta: a persistência da sensação desta Onda até o primeiro chacra, aliada a dores ao nível do segundo chacra, pode causar um bloqueio da subida desta Onda?
Bem amado, não pode existir obstáculo à Onda da Vida.
Somente a personalidade crê nisso.

Só o que é limitado, em você, pode imaginar isso.
Haverá, efetivamente, um momento em que o que estava, de algum modo, encistado, em meio aos arquétipos do primeiro chacra coletivo da humanidade e do segundo chacra coletivo da humanidade, deverá ser liberado.
Mas isso não é do seu corpo.
E isso não é pessoal.

Pergunta: e quanto às náuseas?
Isso corresponde ao impacto do Manto Azul da Graça ao nível das Portas ATRAÇÃO / VISÃO, tornando-se a Onda da Vida, este Êxtase permanente.

As necessidades fisiológicas habituais deste corpo serão, a curto prazo, extremamente modificadas.


É muito simples: se existem náuseas, por que querer comer?
Se existe, o que vocês nomeiam, em meio à personalidade, insônia, por que querer dormir? Se a Onda da Vida (que é sua natureza) os transporta na Alegria, no Êxtase, na Íntase, os faz Casar com o CRISTO, com o Universo, com MARIA, com qualquer outra Consciência, por que querer reprimir isso?

Por que querer compreendê-lo?
Vocês não podem compreender o que vocês São: vocês apenas podem vivê-lo.

Só o mental aturdido continua, até o seu fim, a colocar questões.
No momento (e isso é uma imagem, mas que corresponde muito bem ao que vocês vivem ou irão viver), no momento em que a hora de passar pela Porta da morte chegar, este corpo enfraquecido, vocês deitados prestes a partir, será esse o momento que vocês irão querer se levantar para solucionar o que vocês têm a solucionar?

Nada há a solucionar, em meio à Onda do Éter.
Somente a personalidade o crê. Aquele que se coloca a questão de dizer: mas eu tenho tal coisa a fazer, tal responsabilidade, tal família, não se apreendeu do intuito do que é e do que representa a Onda da Vida.

Podemos dizer, de qualquer forma, que a Onda do Éter (que é sua natureza, sua essência e sua Verdade, como para cada um de nós, Arcanjos e outros) elimina tudo o que a personalidade chamou de tabu.

Vocês não são mais limitados.
Vocês são Ilimitados.
As diferentes manifestações, mesmo sobre este mundo ou em outros lugares, irão se encarregar de prová-lo a vocês. Naturalmente, aquele que está instalado, no momento, na personalidade (e mesmo em seu papel de Ancorador de Luz, mesmo com as Coroas Radiantes ativadas) não pode apreender-se das minhas palavras.

Aquele que vive a Onda do Éter o compreende perfeitamente.
Para o ego, a Onda do Éter é uma ilusão total.
Para a Onda do Éter, o ego é uma ilusão total.
Lembrem-se: o ego sempre estará inscrito entre o nascimento e a morte.

Vocês não são nem o que nasceu, nem o que morre.
Vocês são o Caminho, a Verdade e a Vida.
Vocês estão prometidos ao Esposo.
Vocês são, como nós o dissemos, o Noivo e a Noiva.

Assim é o Casamento místico.
É impossível, nas circunstâncias que vocês vivem ou que há de vir, refutar o que vocês são. Mesmo se o ego o crê.

Pergunta: é correto pensar que a melhor maneira de viver as evoluções atuais, para aqueles que têm consciência, seria não mais agir neste mundo?
Quem disse isso?
Nós sempre dissemos para continuar a fazer.

Vocês não são esse fazer.
Se o Apelo da Luz, e em particular a Onda do Éter (que não é o Apelo, somente, da Luz, mas o apelo da sua verdadeira natureza) o decide por vocês, alguns serão fieis em seu posto até o momento final porque é seu fazer.

Outros, naquele momento, estarão presos, se o podemos dizer, em um êxtase tal que eles serão imersos neste êxtase.

O mundo não existirá mais para eles e eles não se colocarão mais questão.
Mas você não tem que decidir colocar-se em uma cama ou parar de fazer.
A Onda do Éter tem efeitos diferentes ao nível deste mundo manifestado, para cada um de vocês. O importante é que, quando a Onda do Éter está estabelecida, vocês estão totalmente conscientes de que vocês não são nem este fazer, nem este corpo, nem esta pessoa, nem deste mundo, aliás.

E, no entanto, vocês podem fazer, mas vocês não são esse fazer.
E, no entanto, outros não poderão mais nada fazer.
Existem, efetivamente, fenômenos que nós já nomeamos ‘estases individuais’, se o podemos dizer, que irão se tornar cada vez mais intensos para alguns de vocês.

Mas eu lhes garanto que, naqueles momentos, em que a Onda do Éter os arrebata em êxtase, isso não lhes causará qualquer problema quanto a prosseguir uma atividade qualquer sobre este mundo, se tal for o seu caso. Mas vocês não podem pré-julgar, no momento, o que a Onda do Éter irá decidir, porque não são vocês que decidem.

Então, aí tampouco, não se coloquem questão em relação a isso.
Não é nem correto nem errado pensar em nada fazer.
Façam o que a Onda do Éter, que é sua natureza, faz.

Nada projetem.
Nada antecipem.
Vivam o instante.
Não saiam deste instante.


Que isso seja no êxtase, no transporte e no arrebatamento.
Que isso seja no fazer o mais ordinário da vida, vocês irão manter a Onda do Éter porque é a sua natureza.

Pergunta: a Passagem da Porta Estreita ainda é relevante?

Ela é realizada pelo Manto Azul da Graça.
O que é também responsável por suas dores no que é denominado Ponto OD do peito (8º Corpo), responsável por suas náuseas, responsável pelas sensações que vocês têm ao nível do diafragma.

Tudo isso está conjugado.
O Manto Azul da Graça devia, efetivamente, favorecer a Passagem da Porta Estreita, do mesmo modo que devia favorecer a emergência da Onda do Éter, ao nível da superfície da Terra, mas nós não sabemos quando.

Isso está realizado.
Retenham que vocês são a Onda do Éter.
Se a Onda do Éter apareceu, é que o seu momento chegou.

Não coloquem mais qualquer questão.
Contentem-se em ser o que vocês São.
Além do ser, além do Si, além de todo efêmero.
Todo o resto, absolutamente todo o resto, irá se desenrolar segundo o que está previsto, para vocês, pela sua própria natureza, sem qualquer intervenção da sua consciência limitada, que, aliás, não existirá mais.

Somente o ego pode ficar apavorado e aterrorizado em relação às minhas palavras.

Tudo isso foi amplamente desenvolvido desde agora três semanas pelos Anciãos, desde duas semanas por nós mesmos, e desde alguns dias pelas Estrelas.
O ego, até agora, pensava poder açambarcar a Luz e manter sua própria ilusão.
Isso é falso.

Compreendam bem que se nós lhes tivéssemos falado disso, jamais vocês teriam realizado esse caminho. O ego os teria impedido, por sua natureza e sua própria estrutura, fundamentadas no medo, na dúvida e no princípio de sobrevivência do efêmero.

Lembrem-se: quando a Onda do Éter chegar, nada façam.

Façam o que vocês têm a fazer na vida exterior, mas, sobretudo, nada empreendam em relação à Onda do Éter.

Nós não temos mais perguntas, nós lhes agradecemos.

Bem amadas Ondas Viventes, a Graça é a sua natureza, o Absoluto é a sua Morada.
Eu saúdo, em vocês, o Absoluto e a Graça.
Que a Graça seja.
Até breve.


Enviado por Rosa
Mensagem do Bem Amado ARCANJO ANAEL no site francês:
http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=1382
14 de março de 2012
Publicado em 15 de março de 2012
Tradução para o português: Zulma Peixinho
http://portaldosanjos.ning.com

M.M - http://minhamestria.blogspot.com/
C.R.A - http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails