((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

PILARES DO CORAÇÃO – PEHUEL – 17.01.12 – HUMILDADE

PILARES DO CORAÇÃO – PEHUEL – 17.01.12 – HUMILDADE

pilar_coracao_pehuel_pobr

Irmãos e Irmãs, eu transmito em nome de Nossa Mãe Divina, minhas Bênçãos e meus Cumprimentos.

Eu me chamo Pehuel. Sou Orientador de uma Equipe Vegaliana, que acompanha uma outra Rede, nesse processo de Passagem.

É estranho ocupar um corpo humano. Muitas coisas mudam, mas algumas são que permanecem as mesmas, mas o que podemos fazer?

Eu venho justamente falar de um Pilar que se chama A Pobreza do Espírito.
E esse Pilar vos fala justamente da necessidade de nada compreender, de nada tentar explicar. Se muitas coisas mudam e algumas permanecem as mesmas, não será com a mente que vocês encontrarão alguma resposta.

Não procurem respostas, afinal de contas.
A vida é a própria resposta.
A vivência é a própria resposta.
Se a pergunta nasce, acolham a pergunta com o mesmo amor que vocês acolheriam a resposta, e permitam que a pergunta e a resposta se dissolvam no mesmo espaço, nesse espaço de silêncio, que é a entrada do Coração.

Vocês tem entrado num período de vivências mais intensas e numa aproximação muito maior com a Confederação de Mundos Livres, e coisas inusitadas tende a acontecer se vocês veem a realidade que era tão conhecida de vocês, se dissolvendo diante de seus olhos, vocês veem seus próprios olhos sendo dissolvidos, a experiência humana começa a ter cada vez menos sentido e eventualmente pode nascer a urgência de tentar encontrar uma lógica dentro da sequencia de fatos.


Perda de tempo.
Poupem sua energia.
A resposta está na própria vivencia.
Se a vida parece ser ilógica, a única resposta é essa: ela é ilógica, realmente.
Então silenciem, entrem em Paz, consigo mesmos e coma vivência que lhes é proposta. Nos próximos dias, especialmente a partir do dia 22, quando vocês entram num período chamado, pelo Orientador de vocês, de Sacralidade, vocês provavelmente perceberão com maior clareza, quantas coisas já mudaram, e perceberão também aquelas que parecem que permaneceram as mesmas.

Eu lhes falo com um pouco de antecedência, para que quando vocês perceberem isso, vocês estejam no mesmo Estado de Equanimidade e de Paz, tanto diante das coisas que pareceram mudar radicalmente, quanto daquelas que parecem permanecer as mesmas.

Algumas coisas, realmente, permanecerão as mesmas até o fim, até que elas sejam totalmente dissolvidas. A resistência do ego permanece a mesma. A resistência e a oposição consciente de alguns seres nesse planeta, permanecem as mesmas.
Apesar de perderem sua eficácia, mas permanecem as mesmas. Permanecem as mesmas, também, a quase teimosia por parte da Luz e de seus Irmãos em estado livre de Consciência, de trazê-los de volta à Lucidez. Isto também permanece o mesmo. Permanece o mesmo a urgência com que nós lhes chamamos a adentrar no Espaço Sagrado de seu Coração. Todas estas coisas permanecem as mesmas.
Até que elas encontrem resolução num ponto comum, que será o momento em que a Radiação do Sol Central inundar definitivamente seu planeta.

E nesse momento não haverá mais espaço, nem para um quanto para o outro.
Com relação às coisas que mudam radicalmente, vocês perceberão a intensidade com que as manifestações vibratórias se darão sem seus corpos, nos seres ao seu redor. A forma como as situações que vocês vivem e viverão serão cada vez mais ilogicamente conduzidas, e nesse ponto não tentem, realmente, encontrar lógica, apenas aceitem.

Se centrem no Pilar da Pobreza, no Pilar da Infância, e deixem se levar pela Mão.
Aqueles que os conduzem, que são vocês mesmos em outro ponto, conhecem esse caminho muito bem. Se entreguem. Se entreguem ao influxo da Luz.
Não tentem entender, porque a mente não foi feita pra isso.
A mente foi feita pro ilógico.


E a lógica da Luz não foi feita para que a mente apreendesse.
Nisto reside a segurança da ação da Luz. A mente jamais será capaz de penetrar nos Mistérios Sagrados do Coração Divino.
A mente fica à margem.
Observa.
Analisa.
Apedreja.


Mas sempre se mantém à margem.
Ela não tem entrada franca neste espaço.
Cabe a vocês, então, cada vez mais despolarizar sua Consciência, sua Atenção, da mente marginal e colocá-la no centro do seu Ser, nesse ponto onde o silencio impera, onde o Silêncio é a única voz que se faz ouvir. Neste mesmo ponto onde o Silêncio é a única voz que se faz ouvir, vocês encontrarão os braços suaves e doces de sua Mãe, esta que proveu corpos para que vocês vivessem esta experiência, esta que agora também conduz o processo de Retorno à Morada Sagrada.


Esta está sempre ao seu lado.
Esta está sempre aí. Ao seu coração, a lhes impulsionar adiante.
A lhes tomar pelas mãos, em seus braços e a ofertá-los ao Pai Uno, como Oferenda Sagrada.
Redimida.
Reunificada.
Purificada.

Vocês vão perceber que quanto mais vocês encarnarem este Princípio da Pobreza do Espirito, que a Alegria é a única coisa que pode nascer desse Silêncio Interior.
Não a alegria humana, derivada de fatos corriqueiros, efêmeros, mas uma Alegria estável, uma Alegria que lhes porá em contato direto com sua Realidade Eterna.
E dentro desta Alegria vocês perceberão sua Eternidade. Dentro desta Alegria vocês perceberão sua Liberdade, sua Verdade e sua Autenticidade. Dentro desta Alegria nenhuma pergunta terá terreno fértil pra crescer, nenhuma dúvida e nenhuma desculpa, para dar o passo seguinte.
Esta Alegria é sua herança Eterna.
Esta Alegria é sua própria Essência.
Esta Alegria é o fruto do Espírito.

Então minha orientação a respeito deste Pilar da Pobreza, é que vocês se ponham diante de cada fato, de cada vivência, de cada Ser, em silêncio, em equanimidade e em aceitação, incondicional. Incondicional. Esta palavra que é tão raro no vocabulário humano. Senão no vocabulário, pelo menos na vivência prática humana.

Mas o que dizer de vocês?
Vocês já não são mais humanos.
E se ainda não se aperceberam disso, talvez, nesse período em que vocês entram, vocês se aperceberão. De quão não humanos vocês realmente são.
E do que resta desse humano, ainda, pra ser dissolvido.
E mesmo diante disto, vocês permanecem em equanimidade.

Alcem vôo e mergulhem nesta Alegria.
Não há outra possibilidade, agora, senão a do seu Reencontro.
Alegrem-se. Estejam em leveza. Estejam em acordo com aquilo que a vida lhes põe a viver. Não em reafirmação, nem em negação, mas apenas num estado de equanimidade.

Estas são as minhas palavras a vocês.
Se vocês tem alguma coisa a colocar ou alguma pergunta a fazer, estou disponível a respondê-los.

Então, neste espaço de silêncio, vivamos uma Comunhão no Coração Sagrado de nossa Mãe comum. Eu vos deixo o meu Amor e minhas Bênçãos e espero reencontrá-los face a face, em breve.

T.N.U - http://toquenaunidade.com.br/
C.R.A - http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails