((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

PILARES DO CORAÇÃO – NAZCAN – 16.01.12 – HUMILDADE

PILARES DO CORAÇÃO – NAZCAN – 16.01.12 – HUMILDADE

pilar_coracao_nazcan_humildade

Eu sou , representante da Equipe Vegaliana que os acompanha.
Vamos comungar durante um espaço de silêncio na Morada do Coração.

Eu venho comungar com vocês e tratar com palavras simples e em poucas palavras, sobre a Humildade. E como a Humildade se insere na vivência de vocês durante estes espaços de tempo que se colocam entre o que vocês vivem agora e o momento de sua reintegração total e definitiva em sua Unidade.

Nossas palavras durante esses cinco dias de intervenção ao lado de vocês, focalizados em cada um dos , são uma proposição, uma preparação, para um período que vocês entram, para um período que vocês já iniciaram a viver, e que se intensificará a partir do dia 22 de vossa data terrestre, da vivência da Terceira Chave trazida pelo Orientador, e que tem por nome a Sacralidade.

Vocês chamados, então, não apenas a aderir a estes Princípios, conhecidos como Transparência, Simplicidade, Humildade e Pobreza, mas chega o momento de Ser tudo isto.
Ser.

A Sacralidade, no quadro da Humildade, se expressará da seguinte maneira na sua vivência, nestes próximos dias. Vocês são chamados a, uma vez tendo reconhecido sua Pequenez, neste sonho, e tendo reconhecido, tocado, ou comungado, mesmo que parcialmente, com a grandeza do que vocês são na Realidade, o Princípio da Sacralidade é a descida completa e definitiva da Luz sobre esta Terra, tocando todos os rincões deste planeta e as zonas as mais profundas de seus veículos ou de seu personagem, ainda ativo nesta experiência.

Como vocês sabem, muitos papéis foram interpretados em sua dança dentro desta experiência ilusória.

A Humildade é reconhecer que tudo isto que vocês acreditaram ser, tudo isto que se lhes põe, ainda diante dos olhos, como sendo a Realidade, não é nada. Vocês são chamados a se tornar os menores dentro deste mundo, através do Silêncio e da Interiorização, fazendo, assim, uma entrega completa e total, de sua Pequenez à Luz, à sua Grandeza Eterna.

Este movimento de entrega total e completa de sua Pequenez, se expressará como a vivencia no seu Princípio da Sacralidade em sua expressão a mais total e fiel, uma vez que sua Pequenez deverá transpassar e perpassar pelos influxos que descem agora sem impedimento de sua Essência até seu polo de expressão dentro desta dimensão.

A chave da Leveza, a chave da Interiorização, são meios fundamentais para que vocês se estabeleçam no último estágio da vivência da Paz, aquela chamada pelos Orientais, de A Morada da Paz Suprema, Shantinilaya.

Pela Leveza e pela Interiorização, expressões do Princípio da Humildade, vocês reconhecem nada ser aqui, largando, então, mão do desejo pelo controle, da necessidade de controle dessa Pequenez. Ofertem essa Pequenez em sacrifício sobre o altar de seu Coração e observem sua Pequenez revelar, mesmo dentro desta ilusão, a Face da Eternidade.
Isto é algo muito simples.

O que esta Pequenez tem a revelar é uma tranquilidade, uma equanimidade, que não nasce dos esforços humanos para se manter em Paz, mas que nasce sim, do centramento da Consciência nesse ponto central do Coração, expressando, assim, toda a sacralização de toda experiência terrestre e a sua eventual Transubstanciação ou a sua Ascensão em um novo estado, estado que foi desconhecido e esquecido, a mais de 320 mil anos sobre este planeta.

Nós vimos lhes acompanhando desde o inicio desta experiência dissociada como a Família Estelar mais próxima de vocês , vibratoriamente, mais próxima da vibração deste planeta.

Portanto, nós vimos o processo de declínio e de aprofundamento no lamaçal da ilusão e observamos agora o movimento maravilhoso de seu Despertar e de seu retorno à superfície. Em outras palavras mais exatas, o seu retorno da superfície à Interioridade. Não apenas abandonando a superfície, mas transformando a superfície em algo desconhecido pela superfície.

Esta é a Sacralidade.
A transformação do pequeno no grande.
O pequeno, embora frágil e efêmero, será o receptáculo e é o receptáculo de manifestação de sua Grandeza. Este pequeno, este frágil veículo, pode oferecer, ainda, uma sensação de limitação à Consciência, a sua expressão a mais livre, no entanto, a cada momento em que vocês se aproximam da sua passagem final e definitiva ao seu Estado de Ser, vocês percebem que o pequeno se torna maleável diante da ação da Luz, se torna fluido, plástico, cada vez menos resistente e essa transformação não é operada por mecanismos mentais, apenas pelo Abandono.

E nisto está centrada a Humildade.

Aceitem sua Pequenez.
Permitam que ela seja tocada pela grandeza de sua Essência.
Não tentem controlar. Não acreditem naquilo que a mente ai lhes contar como sendo esta grandeza. A grandeza do Espírito não tem nada a ver com a grandeza como é conhecida por esta humanidade, que calcou seus princípios de grandeza baseada em leis morais e exteriores.

A Essência nada tem a ver com as leis conhecidas por este mundo.
A Essência é livre de toda eternidade. E é essa liberdade que começa a se expressar cada vez mais fielmente, mesmo enquanto vocês ocupam este receptáculo finito e efêmero. Seu papel como Ancoradores e Semeadores da Luz, seu papel enquanto Equipe de Solo, sempre se efetua no melhor agrado quando vocês aceitam nada ser aqui, quando vocês repudiam a todos os papéis e personagens, a todas as funções e reivindicações.

Quando vocês abrem mão do clamor do ego pelo controle e pela atenção a si próprios. Quando vocês ofertam este pequeno eu em sacrifício ao Eterno.
E observam o pequeno se desfazer e se dissolver ante a potência e a Graça da Luz. A Humildade os fará viver a Graça cada vez mais intensamente. Estados de Graça cada vez mais profundos e plenos.

Quando vocês se opõem diante da vida, e observam a pequenez de seu efêmero veículo, de seu efêmero personagem, e se enchem de Alegria por saber que este pequeno veículo é conduzido, ele também, assim como a vida que os rodeia, pelas mãos sábias de uma Inteligência muito maior, da verdadeira Inteligência, que é sua própria Inteligência.

Silenciem no Princípio da Humildade.
Nada sejam aqui. No entanto, observem e aceitem o fluxo da Luz para onde ele os conduzir. Obedeçam seus impulsos interiores na Transparência e na Simplicidade. Estejam sempre voltados, atentos, ao que sua Essência lhes dita como impulso do Agora.

Minhas palavras são estas a respeito da vivência da Humildade e da Sacralidade.
Se vocês tem comentários e perguntas, nós temos ainda um pouco de tempo para comungarmos.

Questão: Nessa volta do Protegido, nós precisamos fazer algo de nossa parte ou nada a fazer?

: Nada há a fazer além de Ser. No Estado de Ser a Radiação do Coração é permanente, graças à Sabedoria a Fonte. A ação da sua Radiação não é ditada pelo que seu mental conhece ou entende como sendo o mais apropriado. Apenas se mantenham no Estado de Silêncio e de Ser. Uma grande oportunidade se acha nesse movimento para que vocês vivam aqui o que seria a realidade dos Planos Multidimensionais, a liberdade da Consciência transitando de uma experiência à outra, sem barreiras e sem limitações.

Eu os deixarei para viver um espaço de Comunhão com a Estrela da Unidade, Gemma Galgani, que virá vibrar em vocês a Nova Eucaristia, a Nova Tri-Unidade.

Minhas Bênçãos e minha Paz e minhas Saudações, em nome da Família Vegaliana que os acompanha e de suas Famílias individualmente.
Estejam no Ser.
Sejam o Ser.
Até Breve.

T.N.U - http://toquenaunidade.com.br/
C.R.A - http://a-casa-real-de-avyon.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails