((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

terça-feira, 28 de setembro de 2010

PAI CORUJA - RENATO BUZO

pai coruja - renato buzo

Anthonio,

Acabei de escrever esse texto e gostaria de compartilhá-lo com os irmãos do blog.
É uma homenagem e um humilde agradecimento àquele cara que nunca me abandonou, mesmo que eu tenha feito diversas cagadas durante minha caminhada. Ele sempre esteve ali.

Abraços de Luz!



PAI CORUJA

É engraçado. Às vezes (muitas) tenho a impressão de que sempre soube da verdade, de toda ela, mas caí na ilusão e me fiz de esquecido.
Lembro-me que, quando era adolescente, minha mãe vivia me cobrando para ir à igreja. Eu sempre dizia a ela que não precisava ir àquele lugar para ter fé. De fato, hoje, vejo que já naquele tempo, mesmo que de forma inconsciente, questionava tais “obrigações”. Se “ele” é onipresente significa que posso pedir por ele em qualquer lugar e não apenas em uma construção específica, certo?

Mas houve um tempo em que eu o abandonei. Sim, abandonei meu Pai. Isso me dói falar hoje e até me emociona. O fato de saber que ele é onipresente fez com que eu me acomodasse. Já não mais agradecia por nunca ter tido problemas em minha vida, não agradecia pela minha saúde, por ser tão bem assessorado pelos meus guias, enfim, me separei dele. Encontrava tempo pra tudo, toda ilusão, menos para o meu Pai. Chegou um tempo em que a aprovação de meus irmãos aqui na Terra era mais importante que a aprovação do meu querido Pai. E a culpa nunca foi de meus irmãos, pois eles também estão em uma jornada, assim como também estou. O que me emociona na verdade é que, por mais que eu tenha abandonado o Pai, ele NUNCA ME ABANDONOU. Sempre tive um bom feeling sobre as coisas e, hoje, tenho certeza de que era ele ali me ajudando, pegando em minhas mãos para trabalhar, me trazendo idéias, e se preciso sei que também me pegava no colo pra dirigir, ao atravessar a rua, desviando meu caminho de qualquer perigo em potencial. Eu não estava com ele, MAS ELE SEMPRE ESTAVA COMIGO, nunca me abandonou.

Quando surgiam problemas aí sim eu me lembrava dele. E quero deixar bem claro que TODOS os problemas que surgiram na minha vida até hoje FUI EU MESMO QUEM OS CRIOU. O Pai, de tão amoroso que é, respeitou todas as minhas escolhas, que fosse feita a minha vontade, mas estava lá pronto pra me ajudar quando pedia. E assim, no momento em que resolvia o problema, abandonava-o novamente. E foi assim, por muitos anos. Acho que o pai sempre me chamou e eu nunca quis dar ouvidos a esses chamados. Tenho certeza de que nesses momentos ele dava um sorriso, daqueles de canto de boca, e continuava me amando e respeitando minhas escolhas.

Hoje, percebo como ele sempre me foi fiel. Talvez ainda não o perceba exatamente como é e também não me preocupo muito com isso, pois o mais importante é saberi que a minha “igreja” está dentro do meu coração. E ele está sempre ali, em silêncio, pronto pra me ouvir. Neste exato momento em que estou escrevendo esse texto, inclusive, parece que ele acabou de me enviar um recadinho: quando minha mãe me cobrava para ir à igreja, era pra me aproximar dele, pois era a maneira que ela havia desenvolvido e só queria que eu também descobrisse como era bom estar em sintonia com ele. Ela queria compartilhar comigo como era gostoso, mesmo que indo até um lugar específico, estar junto do Pai.

Pai querido, obrigado por me permitir estar nesse playground e ficar sempre de olho se vou cair de algum dos vários brinquedos que estão à minha disposição.
Entrego-me por inteiro a ti, ao teu amor.
De um filho que nunca mais vai te abandonar.

Renato Buzo

Sugestão do Anthonio: Uma pequena historinha divertida sobre Deus.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails