((((* "O QUE VEM SEMPRE ESTEVE AQUI, A PAZ ESTA DENTRO DE TI E SO VOCE PODE TOCALA, SER A PAZ SHANTINILAYA, NADA EXTERNO LHE MOSTRARA O QUE TU ES. NADA MORRE POR QUE NADA NASCEU, NADA SE DESLOCA PORQUE NADA PODE SE DESLOCAR VOCE SEMPRE ESTEVE NO CENTRO, NUNCA SE MOVEU , O SILÊNCIO DO MENTAL PERMITE QUE VOCÊ OUÇA TODAS AS RESPOSTAS" *)))): "ESSÊNCIAIS" "COLETÃNEAS " "HIERARQUIA" "PROTOCÓLOS" "VÍDEOS" "SUPER UNIVERSOS" "A ORIGEM" "SÉRIES" .

segunda-feira, 28 de junho de 2010

PROTOCOLO A PRATICAR – REUNIFICAÇÃO DOS 5 NOVOS CORPOS E INTEGRAÇÃO DA NOVA TRI-UNIDADE - AUTRES DIMENSIONS

Mensagem de 16 de março (publicação de 9 de abril de 2010)
DO SITE AUTRES DIMENSIONS

(importante até 17 de maio de 2010)

Esse protocolo foi transmitido por UM AMIGO, em 16 de março de 2010
Para desenvolver a ativação e a reunificação dos 5 novos corpos e facilitar, assim, os contatos com o Corpo de Existência.

PRELIMINAR


Para os protocolos que seguem, as mãos são posicionadas, tanto quanto possível, em « boca de tigre », gesto que, além da potência energética, simboliza a chamada da Unidade.






1ª etapa: passagem do 8º ao 9º Corpo


As mãos são posicionadas em «boca de tigre». Os indicadores juntos postos sobre o 8º Corpo e os polegares juntos sobre o 9º Corpo.


• 8º Corpo: apoio de reconexão com a Essência Crística
"Raiz" situada sobre a ponta do externo
• 9º Corpo: radiação da Fonte
"Raiz" situada sobre a corcova esternal (pequena protuberância no alinhamento do 2º espaço intercostal – também chamado "ângulo de Luís")

IMPORTANTE: a respiração feita em 4 tempos idênticos, a boca aberta, num movimento o mais natural possível, não forçado:

• 1. a cabeça se abaixa para expirar
• 2. a respiração permanece «bloqueada», a cabeça em posição baixa
• 3. a cabeça se ergue para inspirar
• 4. a respiração permacece «bloqueada», a cabeça na posição elevada

2ª etapa: passagem do 9º ao 10º Corpo


As mãos são posicionadas em «boca de Tigre». Os indicadores juntos postos sobre o 9º Corpo e os polegares juntos sobre o 10º Corpo.


• 10º Corpo: apoio da Comunicação Interdimensional
"Raiz" situada a meia distância entre o pomo de Adão e a ponta do queixo

IMPORTANTE: a respiração feita em 4 tempos idênticos, a boca aberta, num movimento o mais natural possível, não forçado:
 
• 1. a cabeça se abaixa para expirar
• 2. a respiração permanece «bloqueada», a cabeça em posição baixa
• 3. a cabeça se ergue para inspirar
• 4. a respiração permacece «bloqueada», a cabeça na posição elevada

3ª etapa: passagem do 10º para o 11º Corpo


As mãos são posicionadas em «boca de tigre»". Os polegares juntos permanecen sobre o 10º corpo, num movimento de «reversão» das mãos, os indicadores juntos colocam-se sobre o 11º Corpo.


• 11º Corpo: apoio do Verbo Criador
"Raiz" situada no sulco naso-labial (cavidade acima do lábio superior)

IMPORTANTE: a respiração é natural, sem movimentos específicos da cabeça, boca aberta ou fechada.

4ª etapa: passagem do 11º ao 12º Corpo

As mãos são posicionadas em «boca de tigre». Os polegares juntos colocados sobre o 11º Corpo e os indicadores juntos sobre o 12º Corpo.


• 12º Corpo: apoio da Reunificação na Unidade
"Raiz" situada na cavidade, na parte trezeira da ponta do nariz

IMPORTANTE: a respiração é natural, sem movimentos específicos da cabeça, boca aberta ou fechada.

Encadeamento dessas 4 etapas

• A primeira vez que se pratica esse protocolo, convém permanecer meia hora mantendo a posição da 1ª passagem. Permanece-se a seguir deitado, durante a meia hora imediatamente posterior, braços e pernas ao longo do corpo(*), olhos fechados, na penumbra, em silêncio. Ao menos 24 horas depois, procede-se da mesma forma para a posição da 2ª passagem. E assim por diante.
A 4ª passagem é portanto realizada no 4º dia.

• Somente depois que essas 4 passagens estiverem assim integradas, independentemente umas das outras, pode-se continuar a praticá-las, seja integralmente na ordem indicada acima, seja uma ou outra, em função do sentir. Pode-se fazer então variar a duração: de alguns minutos a meia hora. É importante contudo sempre prever meia hora de integração na sequência.

o Essas 4 etapas podem também se praticar durante o período de 19 às 19:30h (hora francesa – 14 às 14 :30h – hora de Brasílila). O efeito é então particularmente multiplicado.

o Qualquer que seja a opção escolhida (o encadeamento completo ou uma só etapa), o ideal é práticá-la tão frequentemente quanto possível.

5º ETAPA E ÚLTIMA

PROTOCOLO: INTEGRAÇÃO DA NOVA TRI-UNIDADE 

Publicado pelo site AUTRES DIMENSIONS EM 22 de agosto de 2010.

YOGA CELESTE: 5ª e última etapa

Para integrar a nova Tri-Unidade, permitindo o desvendamento das sequências de DNA mascaradas em nós, em ressonância com Maria, Miguel, Ki-Ris-Ti.

Um Amigo, em 11 de agosto de 2010, transmitiu a 5ª e última etapa do Yoga Celeste.


A transcrição de sua intervenção não figura na rubrica “mensagens a ler” porque ela consiste unicamente na descrição das duas posturas que estão abaixo.

Vocês encontrarão os elementos principais abaixo.

As 4 primeiras etapas são descritas no protocolo
"reunificação dos novos corpos".
Os 2 polegares, juntos, são colocados sobre o 10º corpo (a meia-distância entre o pomo de Adão e a ponta do queixo).


Os 2 indicadores, juntos, são colocados sobre o 11º corpo (sulco naso-labial, exatamente sob o nariz). 
Os 2 médios, juntos, são colocados sobre o 12º corpo (côncavo exatamente atrás da ponta do nariz).

Os braços são "colados" contra o tronco.
Os pulsos, juntos, apóiam-se contra o 9º corpo (corcova esternal).
Os anulares e os mínimos não tocam qualquer ponto do corpo, mas ficam juntos, igualmente.

A cabeça é ligeiramente inclinada.

Na posição sentada ou em pé.
A frequência e a duração dependem do que convém a cada um.


Posição, vista de perfil


Posição, vista de frente


_____________________________________________________
Extrato da intervenção de Um Amigo

... Este é, de algum modo, o último gesto do Yoga Celeste, que permite integrar, em vocês, a nova Tri-Unidade existente nas 3 novas lâmpadas superiores, no
IM, IS e AL, ligadas, respectivamente, à 10ª lâmpada, à 11ª lâmpada e à 12ª lâmpada.

Devido à aceleração do processo de reversão, cujos mecanismos estão a cargo do Arcanjo Uriel, devido ao derramamento das últimas Chaves Metatrônicas, a nova Trindade, correspondente, como o sabem, a uma parte de seu DNA não ativada e ativando-se nos dias a vir, permitem o desvendamento das sequências do DNA mascaradas em vocês, em ressonância com
IS-IS, IM-IM ou Miguel em sua linguagem e AL, chamado KI-RIS-THI.

Isso consiste em reunificar, por suas mãos e por alguns de seus dedos, primeiramente IM com IS com AL.

A posição de seus braços vindo então apertar, a cabeça ligeiramente inclinada, a zona Vibratória correspondente ao 8º e ao 9º corpos, vindo também, traçar, por seus antebraços, a zona relativa ao que eu havia chamado de passagem de sua Cruz (ndr: incluído no protocolo "primeira cruz").
http://leiturasdaluz.blogspot.com/2010/07/protocolo-passagem-do-ego-ao-coracao-10.html

Assim se realiza o trabalho de reunificação permitindo a ativação de sua Merkabah.

Isso lhe permitirá, em seus espaços de alinhamento, de meditação, Reunificar-se, em você mesmo, com a parte Ilimitada de você.

Esse gesto corresponde também ao chamado de seu veículo de Existência.

Caras Irmãs e caros Irmãos, se existe, em vocês, perguntas sobre o que eu chamo, bem de boa vontade, esse gesto de encerramento?


Questão: Durante quanto tempo deve-se ter a posição?

Caro irmão, não existe nesse nível qualquer regra.
Cabe-lhe testar, experimentar.

O que será obtido por esta postura será a rotação de sua Coroa Radiante da Cabeça, da Coroa Radiante do Coração, da Coroa na Coroa e também o despertar de seu Sacrum.
Isso se tornará plenamente eficaz assim que as últimas Chaves Metatrônicas forem aplicadas em toda a Terra.

Cabe a você encontrar o que lhe convém.
Eu não tenho regra definida para dar.
Cabe a você experimentar.

Questão: é preferível estar sentado ou em pé?

Isso não faz estritamente qualquer diferença.


Questão: esses gestos são a sequência das primeiras posturas do Yoga Celestial ou independentes? São ao mesmo tempo sequência e independentes.
A função não é completamente a mesma, a experiência, tampouco.

Vocês poderão, como o percebem, fazer um gesto final, após a prática do Yoga Celeste.

Isso será determinado por sua própria consciência e sua própria percepção.

Se a ignição da Coroa Radiante do Coração é efetiva, e eu diria quase permanente, em sua vida limitada, vocês podem imediatamente estabelecer a nova Tri-Unidade.


Questão: pode-se fazer isso mesmo se não se sente nada fazendo as outras posturas?
Caro irmão, não existe qualquer proibição, mas a partir do momento em que você diz que não existe qualquer sentimento Vibratório, então, convém realizar a passagem do ego ao Coração, realizada pela primeira postura e o que é chamado de Cruz.

O resto, a priori, não deve ser praticado enquanto não houve despertar do Embrião Crístico e, portanto, da percepção do Supramental.


Isso se ajusta e se realiza em função de suas percepções.

As posturas do Yoga Celeste não necessitam de regras absolutas e fixas, porque participam de sua experiência, cujo objetivo não é adquirir algo de distante e futuro, mas, sim, fazê-los viver a experiência da Consciência e isso, de maneira imediata.

É portanto a própria Consciência, por intermédio da Vibração, o único juiz da duração, da quantidade, da utilidade ou da inutilidade mesmo desse Yoga Celestial, e isso é profundamente diferente e distinto para cada um.


Questão: esta postura de reunificação seria a manifestação, em nosso Plano, das 12 Estrelas de Maria?

Ela participa da Unificação das 12 estrelas e, sobretudo, como eu disse, da instalação da Coroa na Coroa e do despertar do Triângulo Sagrado.

Trata-se, portanto, da última etapa do que eu chamaria de reunificação do trabalho de abertura e de transformação, vivido na Terra, como em suas estruturas, permitindo-lhes reencontrar a Unidade.


Questão: convém deixar a boca aberta durante esta postura?
Caro Irmão, se é em você mais fácil estabelecer esta Vibração, ou esta Consciência, por intermédio das técnicas do ar, dadas por exemplo por Sri Aurobindo, então, aplique-as.

Assim como disse, não fixe o Yoga Celeste em um quadro muito rígido, ele não é feito para isso.

Ele é feito simplesmente para facilitar a última etapa.


Questão: o que significa que se pode cantar por exemplo OD-ER-IM-IS-AL se temos vontade?
Não existe qualquer limite nem qualquer proibição.
Você tem sempre tanta necessidade de quadro, de rigor, de rigidez?
Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.


Versão para o português : Célia G. - http://leiturasdaluz.blogspot.com

(*)NOTA DA TRADUÇÃO: Uma amiga que já experimentou esse protocolo, teve um « insight » para permanecer esse período posterior deitada sobre o lado direito, na posição fetal, e percebeu maior força na integração, em suas palavras, sentiu como se estivesse mesmo renascendo. 


http://a-casa-real-de-rigel.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails